segunda, 28 novembro 2022
quinta, 24 fevereiro 2022 02:10

Com ajuda do rapper Snoop Dog, Odemira garante exportação de dois milhões de euros de canábis para a Alemanha

Escrito por
De modo a que o acordo seja posto em prática, a Clever Leaves precisa de garantir a certificação europeia de boas práticas de fabrico De modo a que o acordo seja posto em prática, a Clever Leaves precisa de garantir a certificação europeia de boas práticas de fabrico Bloomberg

Foi anunciado, no início desta semana, um reforço da parceria que a multinacional norte-americana Clever Leaves mantém com a alemã Cansativa, a maior distribuidora de canábis medicinal da Alemanha.
 
Segundo a notícia avançada pelo Jornal de Negócios, o acordo prevê que a Cansativa compre, no mínimo, dois milhões de euros de flor de canábis com elevado teor de THC, produzida nas instalações da Clever Leaves em Portugal, situadas em Odemira.
 
A multinacional norte-americana refere, em comunicado, que a parceria com a Cansativa vai continuar a desenvolver-se durante o ano de 2022, sendo que o objectivo é fazer chegar "produtos seguros, confiáveis e com qualidade farmacêutica" às "milhares de farmácias alemãs" que a Cansativa fornece.
 
De modo a que o acordo seja posto em prática, a Clever Leaves precisa de garantir a certificação europeia de boas práticas de fabrico, o denominado GMP, e a Cansativa tem de fechar uma ronda de financiamento. A empresa espera que a parceria comece a produzir efeitos no final de 2022.
 
Este acordo entre as duas empresas surge, precisamente, na sequência de uma ronda de financiamento assegurada pela Cansativa. A empresa alemã angariou 15 milhões de euros numa ronda de série B, encabeçada pela Casa Verde Capital, um fundo de investimento co-fundado pelo rapper norte-americano Calvin Broadus, conhecido como Snoop Dog
 
"Este financiamento vai ajudar a Cansativa a capitalizar a sua forte posição no mercado alemão da canábis medicinal, bem como a preparar-se para o potencial mercado da canábis para consumo com fins recreativos", refere o comunicado.
 
O negócio implica ainda que a Clever Leaves venda uma parte do capital que detém na Cansativa. Segundo a missiva, a venda deverá render cerca de 2,3 milhões de euros, antes de impostos, e a participação da Clever Leaves na empresa alemã ficará reduzida a somente 9%. 
 
"A expansão da nossa parceria vai permitir fortalecer a nossa presença na Alemanha e responder à procura por produtos medicinais premium. Com o investimento adicional da Casa Verde, acreditamos que a Cansativa está bem posicionada para beneficiar do actual e prospectivo enquadramento regulatório do mercado alemão", refere Andrés Fajardo, presidente da Clever Leaves, citado na mesma nota.
 
"Estamos ansiosos por alavancar a nossa já forte parceria, com o objectivo de melhorar o nosso portfólio para os pacientes da Alemanha e, eventualmente, de toda a União Europeia", conclui o responsável.
 
c/ Ana Sanlez – Jornal de Negócios
Modificado em quinta, 24 fevereiro 2022 02:16

Deixe um comentário

PUB