quarta, 28 setembro 2022
quarta, 03 novembro 2021 22:22

Já foi aplicada a medida de coação ao homem que engravidou enteada e que tinha sido detido ontem pela PJ

Escrito por
O arguido é padrasto da vítima, uma menina de 13 anos de idade O arguido é padrasto da vítima, uma menina de 13 anos de idade DR

 
O Tribunal Judicial da Comarca de Fronteira, no distrito de Portalegre, decretou na tarde de hoje, quarta-feira, dia 3 de Novembro, a medida de coação mais gravosa para o homem suspeito de vários crimes de abuso sexual de crianças agravado, contra a enteada, no concelho de Avis.
 
O homem, de 43 anos, vai assim aguardar julgamento em prisão preventiva.
 
Tal como o Ardina do Alentejo oportunamente noticiou aqui, a Polícia Judiciária (PJ), através da Unidade Local de Investigação Criminal (ULIC) de Évora, identificou e deteve um homem pela presumível autoria de vários crimes de abuso sexual de crianças agravado, perpetrados desde 2019, na residência do detido, no concelho de Avis.
 
Em comunicado publicado no site da PJ, esta polícia criminal adianta que “o arguido é padrasto da vítima, uma menina de 13 anos de idade” e que “na sequência das várias situações de abuso sexual, ocorreu gravidez e posterior nascimento de uma criança”.
 
Na mesma nota é ainda referido que o detido “irá ser presente a primeiro interrogatório judicial, no sentido de lhe serem aplicadas as medidas de coação atinentes à elevada censura dos factos praticados”.
 
 
 
 
 
 
Modificado em quarta, 03 novembro 2021 22:39

Deixe um comentário