quarta, 26 janeiro 2022
quinta, 22 julho 2021 00:06

Alentejo debate Plano Ferroviário Nacional

Escrito por
Neste ano 2021, ano  assinalado como Ano Ferroviário Europeu, avança o debate sobre o Plano Ferroviário Nacional Neste ano 2021, ano assinalado como Ano Ferroviário Europeu, avança o debate sobre o Plano Ferroviário Nacional DR

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), em articulação com o Grupo de Trabalho para o Plano Ferroviário Nacional, debate no dia de hoje, quinta-feira, 22 de Julho, a partir das 14:30 horas, o Plano Ferroviário Nacional (PFN).
 
A sessão vai contar com a presença do Presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), Eduardo Feio, do coordenador do Grupo de Trabalho do PFN, Frederico Francisco e do Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, António Ceia da Silva.
 
Como oradores convidados participarão duas entidades mais directamente envolvidas em processos ferroviários e em redes de conexão, a Administração do Porto de Sines, que estará representada pelo seu Presidente, José Luís Cacho, e o Corredor Sudoeste Ibérico, representado pelo Director Geral, António Garcia Salas.
 
Em destaque a apresentação dos objectivos do PFN e a introdução de questões regionais para debate, pelo Coordenador do Grupo de Trabalho para o PFN, Frederico Francisco.
 
Neste ano 2021, ano  assinalado como Ano Ferroviário Europeu, avança o debate sobre o Plano Ferroviário Nacional, instrumento que irá definir a rede ferroviária de interesse nacional e internacional. Com este plano, pretende-se conferir estabilidade e previsibilidade ao planeamento da rede ferroviária para um horizonte de médio e longo prazo.
 
Este é um assunto com relevância estratégica para o Alentejo. Para a região, a mobilidade e os transportes ferroviários constituem uma das principais vertentes de sustentação da afirmação regional, nomeadamente associadas às componentes de reforço e melhoria da ligação à Europa, da maior robustez da capilaridade das ligações entre o corredor central e o território regional, da melhoria das ligações intrarregionais e de articulação entre o Alentejo e o território nacional.
Modificado em quinta, 22 julho 2021 08:59

Deixe um comentário