sábado, 23 outubro 2021
quinta, 15 julho 2021 17:13

Covid-19: Há três concelhos alentejanos em estado de alerta

Escrito por
Nessa conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva deu a conhecer que há ainda 30 concelhos que ficam em alerta Nessa conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva deu a conhecer que há ainda 30 concelhos que ficam em alerta DR

Numa fase em que o número de casos de Covid-19 tem vindo a aumentar, e de forma a actualizar as medidas de combate à pandemia, o Governo voltou a reunir-se em Conselho de Ministros.
 
Em conferência de imprensa, logo após essa reunião do Executivo liderado por António Costa, a Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva informou que as regras para os concelhos de maior risco, que aumentaram na sua globalidade de 60 para 90, “são as mesmas que se aplicavam até então”, inclusive a medida de limitação da circulação na via pública, diariamente, entre as 23 e as 05 horas.
 
Sobre a actualização do mapa de risco, Mariana Vieira da Silva informou que aumentaram de 33 para 47 os concelhos de risco muito elevado de incidência de Covid-19.
 
Quanto aos concelhos no nível de risco elevado, passaram de 27 para 43, segundo informação disponibilizada pelo Governo.
 
Além da limitação de circulação, estes 90 concelhos ficam sujeitos a outras medidas restritivas para controlar a pandemia, mas diferenciadas consoante o nível de risco, nomeadamente nos horários do comércio e restauração.
 
Nessa conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva deu a conhecer que há ainda 30 concelhos que ficam em alerta, três dos quais localizados na região Alentejo, por registarem pela primeira vez uma taxa de incidência superior aos limiares definidos: Águeda, Alcoutim, ALJUSTREL, Amarante, Anadia, Cadaval, Caldas da Rainha, Castelo de Paiva, Estarreja, Fafe, Felgueiras, Guarda, Marco de Canaveses, Marinha Grande, Mogadouro, Montemor-o-Velho, Murtosa, Ourém, Ovar, Paços de Ferreira, Penafiel, Santa Maria da Feira, São João da Madeira, SERPA, Valpaços, Viana do Castelo, Vila do Conde, Vila Real, VILA VIÇOSA e Vizela.
 
Grande parte do país continua também abrangida pelas medidas de desconfinamento que entraram em vigor a 14 de Junho.
  • Teletrabalho recomendado nas actividades que o permitam;
  • Exigência de certificado digital ou teste negativo para o acesso a estabelecimentos turísticos e de alojamento local;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de seis pessoas no interior ou 10 pessoas em esplanadas) até à meia-noite para admissão e 01 hora para encerramento;
  • Comércio com horário do respectivo licenciamento;
  • Transportes públicos com lotação de dois terços ou com a totalidade da lotação nos transportes que funcionem exclusivamente com lugares sentados;
  • Espectáculos culturais até à meia-noite;
  • Salas de espetáculos com lotação a 50%;
  • Foras das salas de espectáculo, com lugares marcados e com regras a definir pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).
  • Escalões de formação e modalidades amadoras com lugares marcados e regras de acesso definidas pela DGS;
  • Recintos desportivos com 33% da lotação;
  • Fora de recintos aplicam-se regras a definir pela DGS.
Modificado em quinta, 22 julho 2021 17:53

Deixe um comentário

PUB