sábado, 23 outubro 2021
quinta, 01 julho 2021 18:12

Covid-19: Há seis concelhos alentejanos no nível de risco elevado e outros dois em situação de alerta

Escrito por
Mariana Vieira da Silva explicou que a medida aplicada - de limitar a circulação na via pública - visa reduzir ajuntamentos Mariana Vieira da Silva explicou que a medida aplicada - de limitar a circulação na via pública - visa reduzir ajuntamentos DR

Após a reunião do Conselho de Ministros, que se realizou esta quinta-feira, dia 1 de Julho, o Governo actualizou a lista de concelhos tendo em conta o nível de risco devido à situação pandémica.
 
De recordar que depois da actualização realizada na semana passada, Lisboa, Albufeira e Sesimbra eram os únicos três concelhos que se encontravam em risco muito elevado e que, em consequência dessa situação, tinham recuado no plano de desconfinamento e estavam sujeitos a medidas mais severas de contenção da pandemia Covid-19.
 
No dia de hoje, e em conferência de imprensa, a Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva anunciou que passam a ser 19 os concelhos em risco muito elevado e com regras mais restritivas. São eles os concelhos de Albufeira, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Constância, Lisboa, Loulé, Loures, Mafra, Mira, Moita, Odivelas, Oeiras, Olhão, Seixal, Sesimbra, Sintra e Sobral de Monte Agraço.
 
Nestes 19 concelhos, além da limitação de circulação em espaços e vias públicas a partir das 23 horas e até às 5 horas, estarão em vigor as seguintes restrições:
  • Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até às 22:30 horas durante a semana e até às 15:30 horas ao fim de semana e feriados (no interior com o máximo de quatro pessoas por grupo e em esplanada com seis pessoas por grupo);
  • Espectáculos culturais até às 22:30 horas;
  • Casamentos e baptizados com 25% da lotação;
  • Comércio a retalho alimentar até às 21 horas durante a semana e até às 19 horas ao fim de semana e feriados;
  • Comércio a retalho não alimentar e prestação de serviços até às 21 horas durante a semana e até às 15:30 horas ao fim de semana e feriados;
  • Permissão de prática de modalidades desportivas de médio risco, sem público;
  • Permissão de prática de actividade física ao ar livre até seis pessoas e ginásios sem aulas de grupo; 
  • Eventos no exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direcção-Geral da Saúde (DGS);
 
A Ministra referiu também que há agora 26 concelhos (na semana passada eram 14) com risco elevado. São eles Alcochete, Alenquer, Arruda dos Vinhos, AVIS, Braga, CASTELO DE VIDE, Faro, GRÂNDOLA, Lagoa, Lagos, Montijo, ODEMIRA, Palmela, Paredes de Coura, Portimão, Porto, Rio Maior, Santarém, São Brás de Alportel, Sardoal, Setúbal, Silves, SINES, SOUSEL, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.
 
Nestes 26 concelhos, e de forma a "conter o aumento de incidência que se tem verificado", os cidadãos "devem abster-se de circular em espaços e vias públicas e permanecer no respectivo domicílio no período compreendido entre as 23 e as 5 horas". Mas há mais regras:
  • Teletrabalho obrigatório quando as actividades o permitam;
  • Funcionamento de restaurantes, cafés e pastelarias até às 22:30 horas (no interior com o máximo de seis pessoas por grupo e em esplanada com 10 pessoas por grupo);
  • Espectáculos culturais até às 22:30 horas; 
  • Casamentos e baptizados com 50% da lotação; 
  • Possibilidade de funcionamento do comércio a retalho alimentar e não alimentar até às 21 horas;
  • Permissão de prática de todas as modalidades desportivas, sem público; 
  • Permissão de prática de actividade física ao ar livre e em ginásios;
  • Eventos no exterior com diminuição de lotação, a definir pela Direção-Geral da Saúde (DGS); 
  • Lojas de Cidadão com atendimento presencial por marcação.
Mariana Vieira da Silva explicou que a medida aplicada aos 45 concelhos acima referidos - de limitar a circulação na via pública - visa reduzir ajuntamentos, pelo que "não tem nenhuma excepção" relacionada com a apresentação de teste negativo de Covid-19 ou certificado digital de vacinação. A Ministra acrescentou ainda que o objectivo do Governo é que esta medida entre em vigor o mais rápido possível, prevendo que isso possa acontecer já a partir desta sexta-feira.
 
A governante adiantou ainda que há agora também 21 concelhos, dos quais dois na região Alentejo, em alerta. São eles Albergaria-a-Velha, Aveiro, Azambuja, Cartaxo, Bombarral, Idanha-a-Nova, Ílhavo, Lourinhã, Matosinhos, MOURÃO, Nazaré, Óbidos, Salvaterra de Magos, Santo Tirso, Trancoso, Trofa, Vagos, VIANA DO ALENTEJO, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Viseu.
 
Restantes 233 seguem 'desconfinados'
A nova fase do plano de desconfinamento, que entrou em vigor a 10 de Junho, continua a aplicar-se a 233 dos 278 concelhos de Portugal Continental.
 
Nesses, recorde-se, o teletrabalho é recomendado nas actividades que o permitam, o comércio pode funcionar com o horário do respectivo licenciamento, os restaurantes, cafés e pastelarias podem funcionar até à meia-noite para admissão de clientes e 1 hora para encerramento (máximo de seis pessoas no interior ou 10 pessoas em esplanadas), bem como os equipamentos culturais (ficando excluído o acesso, para efeitos de entrada, a partir das 00 horas), com as salas de espectáculo limitadas a uma lotação de 50%.
 
Outras das regras que se aplicam são: os transportes públicos podem circular com lotação de dois terços ou com a totalidade da lotação no caso de terem exclusivamente lugares sentados (táxis e viaturas de transporte em veículos descaracterizados a partir de plataformas eletrónicas - TVDE - com lotação limitada aos bancos traseiros); a lotação para casamentos e baptizados continua a estar limitada a 50% do espaço; e, a prática desportiva passa a poder ter público no caso das modalidades amadoras, com lugares marcados e lotação restrita a 33% do espaço.
Modificado em quinta, 01 julho 2021 20:31

Deixe um comentário

PUB