quarta, 30 novembro 2022
sábado, 04 abril 2020 10:22

Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo vai doar ventiladores a unidades hospitalares

Escrito por
O objectivo desta iniciativa é auxiliar de forma solidária uma luta humanitária que é de todos O objectivo desta iniciativa é auxiliar de forma solidária uma luta humanitária que é de todos DR
A Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo anunciou no dia de ontem, 3 de Abril, que vai adquirir ventiladores para doar às unidades hospitalares do território por si abrangido.
 
No âmbito da sua política de responsabilidade social e de sustentabilidade do destino, a Comissão Executiva da Entidade Regional de Turismo do Alentejo / Ribatejo (ERT) lançou um convite para aquisição de ventiladores, com o objectivo de ajudar a reforçar as respostas das unidades hospitalares, integradas no território de actuação da instituição, no combate à pandemia da Covid-19.
 
Os ventiladores, cuja entrega deverá acontecer em Maio, serão oferecidos ao Hospital do Espírito Santo (Évora), Hospital José Joaquim Fernandes (Beja), Hospital José Maria Grande (Portalegre), Hospital de Santa Luzia (Elvas), Hospital do Litoral Alentejano (Santiago do Cacém) e ao Hospital Distrital de Santarém.
 
O objectivo desta iniciativa, nas palavras do presidente da ERT, António Ceia da Silva, é auxiliar de forma solidária uma luta humanitária que é de todos e transversal a todos os sectores de actividade. “Acima de tudo, e numa fase em que é imperativo reforçar sinergias no sentido de combater a pandemia do novo coronavírus, a Turismo do Alentejo /Ribatejo assume como prioridade a segurança e a saúde dos turistas, mas também das comunidades das duas regiões. Numa primeira fase, consideramos determinante a oferta de equipamentos vitais para uma pronta resposta dos nossos hospitais”.
 
À semelhança da maioria dos restantes serviços do país, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo / Ribatejo encontra-se a trabalhar em teletrabalho, mas atenta à situação de Emergência Nacional e solidária com turistas, visitantes, residentes no território e como todos os profissionais que neste momento se encontram na linha da frente do combate à Covid-19, deixa o alerta para que todos os cidadãos cumpram as diretivas da Direcção Geral de Saúde e do Governo. “Neste momento, o mais importante é zelarmos pela saúde de todos e contribuirmos para travar de forma responsável esta pandemia”, afirma António Ceia da Silva.
Modificado em sábado, 04 abril 2020 11:46

Deixe um comentário

PUB