sábado, 04 dezembro 2021
segunda, 24 maio 2021 17:36

Novas tabelas de preços da ADSE entram em vigor a 1 de Julho

Escrito por
A entrada em vigor das tabelas estava inicialmente prevista para o final do primeiro trimestre deste ano A entrada em vigor das tabelas estava inicialmente prevista para o final do primeiro trimestre deste ano DR

O prazo de entrada em vigor das novas tabelas do regime convencionado da ADSE foi prorrogado para 01 de Julho, avançou o Conselho Directivo do Instituto de Protecção e Assistência na Doença dos trabalhadores da Administração Pública.
 
"Considerando os pedidos expressos pelos prestadores de cuidados de saúde, bem como a necessidade de garantir a adequada entrada em funcionamento da nova tabela de preços e regras do regime convencionado, o Conselho Diretivo decidiu prorrogar o prazo da sua entrada em vigor para o dia 01 de Julho", afirma a ADSE na newsletter de Maio.
 
Segundo o instituto, a prorrogação tem como objectivo "assegurar que todos os prestadores possam proceder à adaptação dos seus sistemas informáticos aos novos códigos, preços e regras de facturação previstos na nova tabela do regime convencionado".
 
A entrada em vigor das tabelas estava inicialmente prevista para o final do primeiro trimestre deste ano, de acordo com uma nota entregue no Parlamento pelo Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública, mas as negociações com os privados prolongaram-se mais que o previsto.
 
A Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP) já tinha alertado que a entrada em vigor só deveria acontecer em 01 de Julho, na melhor das hipóteses, tendo em conta a adaptação dos prestadores de saúde aos novos códigos e regras.
 
O processo de revisão engloba 18 tabelas de regras e preços do regime convencionado, que integram a Tabela do Regime Convencionado da ADSE.
 
A nova tabela introduz novos actos médicos e suprime outros que estavam desactualizados, aproximando os preços ao valor de mercado e impondo tectos máximos com o objectivo de evitar "surpresas" na facturação, explica a ADSE numa nota publicada no site.
 
Actualmente os beneficiários da ADSE pagam por uma consulta 3,99 euros e com as novas tabelas vão passar a pagar cinco euros.
 
c/ LUSA
Modificado em segunda, 24 maio 2021 20:14

Deixe um comentário