quinta, 18 agosto 2022
quinta, 11 novembro 2021 23:31

Município de Estremoz e Rodoviária Nacional tentam resolver problemas

Escrito por
Autarca estremocense José Daniel Sádio solicitou  à Rodoviária Nacional uma “reunião urgente” Autarca estremocense José Daniel Sádio solicitou à Rodoviária Nacional uma “reunião urgente” DR

 
A não existência de venda de bilhetes para os autocarros da Rede Expressos no Terminal Rodoviário de Estremoz, bem como as situações de existirem alunos das freguesias do concelho que chegam aos estabelecimentos de ensino que frequentam, quer sejam alunos da Básica Sebastião da Gama, quer sejam alunos da Secundária Rainha Santa Isabel, mais de uma hora antes da primeira aula do dia, nuns casos, ou muito em cima da hora da primeira aula (e por vezes depois do horário de início da aula), noutros casos, são problemas que há muito existem e que o actual executivo da Câmara Municipal de Estremoz quer ver resolvidos o quanto antes.
 
Aquando da última reunião do executivo da Câmara Municipal, que se realizou no passado dia 3 de Novembro, o Presidente do Município de Estremoz, José Daniel Sádio, informou ter solicitado à Rodoviária Nacional uma “reunião urgente” para resolução destas duas situações, que o autarca considera serem “graves”.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto do Presidente da edilidade estremocense, essa reunião já teve lugar, tendo dela resultado importantes avanços em ambas as matérias.
 
No que diz respeito à venda de bilhetes para os autocarros da Rede Expressos, e embora os mesmos se encontrem à venda num estabelecimento comercial junto à Escola Secundária Rainha Santa Isabel, José Daniel Sádio entende que “o ideal seria que os mesmos estejam colocados à venda no Terminal Rodoviário”, pelo que solicitou junto da Rodoviária Nacional que seja estudada a possibilidade de existir naquele equipamento municipal uma concessão de venda de bilhetes.
 
O objectivo do autarca estremocense é que no próximo concurso de exploração do bar do Terminal Rodoviário, que se encontra actualmente encerrado a pedido do anterior arrendatário, que solicitou a resolução do contrato que mantinha com a autarquia, a concessão de venda de bilhetes para os autocarros da Rede Expressos seja uma das cláusulas desse novo contrato de exploração do bar.
 
Em relação ao aparente desfasamento de horários existentes entre o serviço de transporte dos alunos das freguesias do concelho, prestado pela Rodoviária Nacional, e o início das aulas, José Daniel Sádio referiu à nossa equipa de reportagem que a Rodoviária Nacional comprometeu-se a apresentar “no mais breve espaço de tempo” uma nova proposta de horário que consiga minimizar o desfasamento de horários existente entre a chegada dos alunos aos estabelecimentos de ensino e o efectivo início das aulas.
 
 
 
 
 
 
Modificado em sexta, 12 novembro 2021 00:04

Deixe um comentário