sábado, 23 outubro 2021
segunda, 27 setembro 2021 23:36

Autárquicas 2021 - Concelho de Estremoz - Resultados da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal

Escrito por
12 anos depois, Partido Socialista recupera a Câmara Municipal de Estremoz 12 anos depois, Partido Socialista recupera a Câmara Municipal de Estremoz DR

Fechada que está a contagem dos votos, altura de análises e balanços.
 
José Daniel Sádio é o novo Presidente da Câmara Municipal de Estremoz. Nas eleições autárquicas realizadas no passado domingo, 26 de Setembro, o Partido Socialista (PS), encabeçado pelo até então vereador na oposição, voltou a ganhar a Câmara Municipal de Estremoz, após 12 anos de gestão MiETZ. Os 35,32% dos votos obtidos permitem ao PS a conquista de três mandatos (José Daniel Sádio, Sónia Caldeira e Luís Pardal), mantendo o mesmo número de vereadores alcançados nas autárquicas de 2017.
 
O MiETZMovimento Independente por Estremoz, força política que ficou em segundo lugar, perde a liderança da autarquia estremocense, três mandatos depois. Os números provam que sem Luís Filipe Mourinha como cabeça de lista, o movimento independente não tem a mesma força. Os 33,19% dos votos alcançados permitem a eleição de três vereadores (José Carlos Salema, Nuno Rato e Vanda Messenário), perdendo assim um vereador em relação às autárquicas de 2017.
 
A coligação Estremoz com Futuro (PSD/CDS/PPM) recupera, 12 anos depois, um lugar de vereação no executivo estremocense. A proeza foi alcançada por Sónia Ramos, cabeça de lista de uma coligação que três meses antes das eleições não tinha candidato à autarquia estremocense, devido à desistência de José Roquette. Sónia Ramos, Presidente da Distrital de Évora do PSD, assumiu a responsabilidade e o desafio, tendo a lista por si liderada obtido 9,23% dos votos.
 
A CDU - Coligação Democrática Unitária (PCP-PEV) alcançou a quarta posição. A lista liderada por Rui Fonseca não foi além dos 7,69% dos votos, não conseguindo eleger qualquer vereador, e baixando mesmo a sua votação em relação às autárquicas de 2017, encabeçadas igualmente por Rui Fonseca.
 
O CHEGA!, cuja lista tinha como número um o empresário José Poeiras, igualmente líder da concelhia estremocense do partido de André Ventura e debutante nas “lides” políticas, ficou em quinto lugar, com 4,80% dos votos.
 
O Nós, Cidadãos!, partido estreante nas autárquicas estremocense, registou 4,70% da votação, ficando em sexto e penúltimo lugar. O partido cujo cabeça de lista era o antigo vereador socialista, Jorge Canhoto, foi mesmo uma das desilusões da noite autárquica na cidade de Estremoz.
 
Em último lugar ficou a lista encabeçada pelo “novato” nas andanças políticas, João Paulo Borreicho. A coligação NEPE - Nova Esperança para Estremoz (MPT/Aliança/RIR) alcançou 2,06% dos votos entrados em urna.
 
Na Assembleia Municipal de Estremoz (AM), a vitória foi igualmente para o PS. A lista encabeçada por Ricardo Catarino conseguiu 35,43% dos votos, elegendo oito deputados municipais.
 
O MiETZ foi a segunda força política mais votada na eleição para a AM. Para além do cabeça-de-lista, Luís Marino, os 31,87% dos votos obtidos permitem a eleição de mais seis deputados municipais.
 
A CDU, cujo cabeça-de-lista era Noel Moreira, alcançou 8,92% dos votos, o que permite a eleição de dois deputados municipais, os mesmos que tinham alcançado em 2017. 
 
A coligação Estremoz com Futuro (PSD/CDS/PPM), liderada na lista para a AM por João Coruche Mendes, alcançou 8,74% dos votos, o que corresponde à eleição de dois deputados municipais, mais um que o registado em 2017. 
 
Rui Coronha, do CHEGA!, com 4,92% dos votos, e Piedade Papança, do Nós, Cidadãos!, que obteve 4,41% da votação, também garantiram o seu lugar como deputados municipais no mandato autárquico 2021/2025.
 
GRAFISMO TVI/SAPO
 
 
Modificado em terça, 28 setembro 2021 10:46

Deixe um comentário

PUB