sábado, 23 outubro 2021
quarta, 14 julho 2021 23:51

Pedopsiquiatra estremocense esteve em destaque na RTP e no programa "Hora dos Portugueses"

Escrito por
A estremocense, de 40 anos, foi uma das emigrantes em destaque no passado sábado, no programa “Hora dos Portugueses” A estremocense, de 40 anos, foi uma das emigrantes em destaque no passado sábado, no programa “Hora dos Portugueses” DR

Uma oportunidade de carreira do seu marido levou que, no ano de 2016, a pedopsiquiatra Margarida Crujo e a sua família, trocasse Portugal pela Alemanha.
 
A viver em Dusseldorf desde então, a estremocense, de 40 anos, foi uma das emigrantes em destaque no passado sábado, no programa “Hora dos Portugueses”, da estação televisiva RTP.
 
Neste programa conduzido por Jorge Gabriel, Margarida falou de “O meu filho não precisa de rótulos”, livro escrito pela própria sobre saúde mental. Este livro, editado pela Manuscrito, analisa os desafios da parentalidade e as doenças mentais mais comuns em idade pediátrica, como a hiperactividade e o autismo, e que sendo um livro de orientação e ajuda é direccionado a pais, educadores, profissionais de saúde e a todos os que se interessem por este tema.
 
A Alemanha e Portugal, as suas raízes, a família, a falta de espírito aventureiro para ser emigrante e a vida profissional foram alguns dos temas abordados pela especialista em Psiquiatria da Infância e da Adolescência durante esta emissão de “Hora dos Portugueses”.
 
Para que possa ver, ou até mesmo rever, Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida a peça assinada pela jornalista Marisa Fernandes, com edição de Oliver Cloppenburg, e onde os três filhos e o marido de Margarida Crujo são também parte integrante do “elenco”.

 

Modificado em quinta, 15 julho 2021 10:51

Deixe um comentário

PUB