domingo, 28 novembro 2021
Registou-se ao final da manhã do dia de hoje, domingo, 18 de Julho, a actualização dos dados Covid-19 nos concelhos que fazem parte do Alentejo Central, e consequentemente no concelho de Estremoz.
 
Destaque no relatório do dia de hoje, para o facto de se verificar no concelho estremocense, desde a última actualização de dados, ocorrida durante a manhã do passado sábado, de um novo caso de pessoa infectada com SARS-CoV-2, o novo coronavírus. De salientar ainda o facto de, nas últimas 24 horas, o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo) não ter registado a recuperação da doença provocada pela Covid-19 de nenhuma pessoa no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo), estão actualmente registados no concelho de Estremoz, 11 casos activos de pessoas infectadas com Covid-19.
 
Ainda segundo a mesma fonte, estes números dizem respeito ao relatório que assinala a situação epidemiológica no concelho até às 00 horas do dia 16 de Julho.
 
Desde o início da pandemia de Covid-19 no nosso país, o concelho de Estremoz registou 1111 casos positivos, estando actualmente dados como recuperados 1065 cidadãos e havendo o registo de 35 óbitos.
 
 
 
 
 
Modificado em domingo, 18 julho 2021 21:40
Registou-se ao final da manhã do dia de hoje, sábado, 17 de Julho, a actualização dos dados Covid-19 nos concelhos que fazem parte do Alentejo Central, e consequentemente no concelho de Estremoz.
 
Destaque no relatório do dia de hoje, para o facto de se verificar no concelho estremocense, desde a última actualização de dados, ocorrida durante a manhã da passada sexta-feira, de um novo caso de pessoa infectada com SARS-CoV-2, o novo coronavírus. De salientar ainda o facto de, nas últimas 24 horas, o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo) não ter registado a recuperação da doença provocada pela Covid-19 de nenhuma pessoa no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo), estão actualmente registados no concelho de Estremoz, dez casos activos de pessoas infectadas com Covid-19.
 
Ainda segundo a mesma fonte, estes números dizem respeito ao relatório que assinala a situação epidemiológica no concelho até às 00 horas do dia 15 de Julho.
 
Desde o início da pandemia de Covid-19 no nosso país, o concelho de Estremoz registou 1110 casos positivos, estando actualmente dados como recuperados 1065 cidadãos e havendo o registo de 35 óbitos.
 
 
 
 
 
Modificado em sábado, 17 julho 2021 13:41
Registou-se ao final da manhã do dia de hoje, quinta-feira, dia 15 de Julho, a actualização dos dados Covid-19 nos concelhos que fazem parte do Alentejo Central, e consequentemente no concelho de Estremoz.
 
Destaque no relatório do dia de hoje, para o facto de se verificar no concelho estremocense, desde a última actualização de dados, ocorrida durante a manhã da passada quarta.feira, de um novo caso de pessoa infectada com SARS-CoV-2, o novo coronavírus. De salientar ainda o facto de, nas últimas 24 horas, o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo) ter registado a recuperação da doença provocada pela Covid-19 de uma pessoa no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo), estão actualmente registados no concelho de Estremoz, oito casos activos de pessoas infectadas com Covid-19.
 
Ainda segundo a mesma fonte, estes números dizem respeito ao relatório que assinala a situação epidemiológica no concelho até às 00 horas do dia 13 de Julho.
 
Desde o início da pandemia de Covid-19 no nosso país, o concelho de Estremoz registou 1108 casos positivos, estando actualmente dados como recuperados 1065 cidadãos e havendo o registo de 35 óbitos.
 
 
 
 
 
Modificado em quinta, 15 julho 2021 11:12

Uma oportunidade de carreira do seu marido levou que, no ano de 2016, a pedopsiquiatra Margarida Crujo e a sua família, trocasse Portugal pela Alemanha.
 
A viver em Dusseldorf desde então, a estremocense, de 40 anos, foi uma das emigrantes em destaque no passado sábado, no programa “Hora dos Portugueses”, da estação televisiva RTP.
 
Neste programa conduzido por Jorge Gabriel, Margarida falou de “O meu filho não precisa de rótulos”, livro escrito pela própria sobre saúde mental. Este livro, editado pela Manuscrito, analisa os desafios da parentalidade e as doenças mentais mais comuns em idade pediátrica, como a hiperactividade e o autismo, e que sendo um livro de orientação e ajuda é direccionado a pais, educadores, profissionais de saúde e a todos os que se interessem por este tema.
 
A Alemanha e Portugal, as suas raízes, a família, a falta de espírito aventureiro para ser emigrante e a vida profissional foram alguns dos temas abordados pela especialista em Psiquiatria da Infância e da Adolescência durante esta emissão de “Hora dos Portugueses”.
 
Para que possa ver, ou até mesmo rever, Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida a peça assinada pela jornalista Marisa Fernandes, com edição de Oliver Cloppenburg, e onde os três filhos e o marido de Margarida Crujo são também parte integrante do “elenco”.

 

Modificado em quinta, 15 julho 2021 10:51

Mais de três dezenas de operacionais, e um meio aéreo, combateram na manhã desta quarta-feira, dia 14 de Julho, um incêndio, num terreno agrícola, na Fonte Figueira, na zona da Fonte do Imperador, no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, as chamas consumiram uma área de pasto.
 
De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora, o alerta para este incêndio foi dado pelas 11:10 horas.
 
No teatro de operações estiveram 33 operacionais, das corporações de Estremoz, Borba e Vila Viçosa, bem como elementos dos Sapadores de Estremoz, apoiados por seis viaturas e um helicóptero.
 
O incêndio foi dado como resolvido cerca de 30 minutos depois do alerta.
Modificado em quarta, 14 julho 2021 20:10

Irritado por não poder conduzir o carro da vítima, um jovem de 20 anos espezinhou na cabeça e na cara um seu amigo, de 30 anos. Devido a esta bárbara agressão, o homem, residente em Estremoz, sofreu lesões graves e permanentes a nível motor e cognitivo.
 
A agressão, que ocorreu em Dezembro de 2019, teve lugar no final de uma noite de diversão, na cidade de Évora, tendo a vítima, que trabalhava como empregado de mesa num hotel, sido abandonada na rua, inanimada e a esvair-se em sangue, não se recordando de nada.
 
Segundo a notícia que é avançada pelo Correio da Manhã, o autor da agressão foi condenado a 12 anos de cadeia, por homicídio qualificado na forma tentada e furto qualificado.
 
Alegando a nulidade do inquérito, o arguido recorreu da condenação para o Tribunal da Relação de Évora, que acabou agora por confirmar a decisão do Tribunal de 1ª Instância. O agressor tem ainda de indemnizar a vítima em 44760 euros, acrescidos de juros.
 
O acórdão refere que a vítima actualmente "não reconhece amigos e conhecidos, tem apenas memória de curto prazo, fala devagar, não se consegue explicar e tem um andar desengonçado". O documento, que é divulgado pelo CM, adianta que a vítima "devido às suas limitações necessita de supervisão até para efectuar as tarefas diárias de higiene pessoal".
Modificado em segunda, 12 julho 2021 23:44
Registou-se ao final da manhã do dia de hoje, segunda-feira, dia 12 de Julho, a actualização dos dados Covid-19 nos concelhos que fazem parte do Alentejo Central, e consequentemente no concelho de Estremoz.
 
Destaque no relatório do dia de hoje, para o facto de se verificar no concelho estremocense, desde a última actualização de dados, ocorrida durante a manhã do passado domingo, de seis novos casos de pessoas infectadas com SARS-CoV-2, o novo coronavírus. De salientar ainda o facto de, nas últimas 24 horas, o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo) ter registado a recuperação da doença provocada pela Covid-19 de uma pessoa no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo), estão actualmente registados no concelho de Estremoz, nove casos activos de pessoas infectadas com Covid-19.
 
Ainda segundo a mesma fonte, estes números dizem respeito ao relatório que assinala a situação epidemiológica no concelho até às 00 horas do dia 10 de Julho.
 
Desde o início da pandemia de Covid-19 no nosso país, o concelho de Estremoz registou 1107 casos positivos, estando actualmente dados como recuperados 1063 cidadãos e havendo o registo de 35 óbitos.
 
 
 
 
 
Modificado em segunda, 12 julho 2021 17:38

A arte entrou, sem pedir licença, pela sala do Jardim de Infância do Caldeiro, em Estremoz.
 
Contribuir para um conhecimento cultural e artístico, promovendo o contacto com as obras de arte e os seus artistas, foi um dos objectivos da Educadora do Pré-Escolar Ana Galiau, que propôs aos seus 25 meninos e meninas, com idades compreendidas entre os 3 e os 6 anos, que olhassem para pinturas de Picasso, Miró, Van Gogh, Kandinsky, entre outros, e que as mesmas fossem recriadas, sem qualquer ajuda de terceiros, consoante a sua visão do quadro.
 
E o resultado não poderia ter sido mais positivo. Ana Galiau referiu à nossa equipa de reportagem que “o balanço é mais que positivo. E este projecto não é mais do que mostrar aquilo que nós fazemos em pré-escolar, dando aos meninos ferramentas para que eles criem. Não é pintar por eles, nem pintar dentro do risco. Foi dar-lhe espaço para eles criarem e oportunidade para eles conhecerem outras coisas”.
 
O convite para que as obras dos “Pequenos Grandes Artistas” fossem expostas num dos espaços mais nobres da cidade surgiu por parte do Chef Hugo Bernardo, pai de um dos jovens pintores e responsável pela cozinha do Restaurante Howard Folly.
 
Em declarações aos jornalistas, Hugo Bernardo salientou que “dado àquilo que representamos, sentimos a necessidade de ter esta exposição especialissima aqui. A reinterpretação das crianças é mágica. Foi um acaso brilhante. E quem visita o nosso restaurante fica surpreso, pelas idades de quem pintou. Abraçámos um leque de arte que as pessoas não estão habituadas. Temos arte variada, com tapetes e esculturas, e depois aparece algo tão valioso como o desenho de uma criança. É uma lufada de ar fresco”.
 
As 25 obras de arte estão patentes ao público, até ao dia 12 de Julho, no Restaurante Howard Folly, na cidade branca do Alentejo.
Modificado em domingo, 11 julho 2021 20:19

Tal como o Ardina do Alentejo oportunamente noticiou aqui, a Polícia de Segurança Pública (PSP) desencadeou na madrugada e manhã da passada quarta-feira, 7 de Julho, na cidade de Estremoz, uma operação policial de grande envergadura, visando dar cumprimento a diversos mandatos judiciais de detenção de pessoas suspeitas e de busca e apreensão em várias dezenas de locais.
 
À data dos factos, e em comunicado enviado às redacções, a PSP referiu que foram efectuadas “nove detenções, sendo oito no cumprimento de mandados fora de flagrante delito e um em flagrante por tráfico de droga”. Os detidos têm idades compreendidas entre os 20 e os 49 anos.
 
Depois de terem sido ouvidos em primeiro interrogatório no Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Évora, durante a tarde da passada quinta-feira e manhã de hoje, sexta-feira, 9 de Julho, o juíz decretou a medida de coação de prisão preventiva para quatro detidos, uma mulher e três homens. Os restantes cinco detidos ficam a aguardar julgamento com a medida de coação de apresentações periódicas às autoridades da sua área de residência.
 
Na quarta-feira, em comunicado, a PSP revelou que “esta operação visou o cumprimento de 63 mandados de busca, sendo 50 domiciliárias e 13 não domiciliárias, bem como o cumprimento de nove mandados de detenção fora de flagrante delito, emitidos por Autoridade Judiciária”.
 
Ainda segundo a mesma nota, “a operação contou com polícias de diversas valências em reforço ao Comando Distrital de Évora da PSP, provenientes tanto de outros comandos como da Unidade Especial de Polícia”.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar, esta operação desencadeou-se no Bairro de Santiago, embora tenham sido realizadas buscas em outros pontos da cidade. 
 
Foram apreendidas 527 doses de haxixe, 21 doses de cocaína, 71 de liamba, 12 plantas de pé de canábis, 3.175€ em dinheiro, 12 peças em ouro, 14 telemóveis e um computador.
 
Em declarações ao Ardina do Alentejo, o Comissário Marco David referiu que "estamos em crer que, com a realização desta operação, demos um forte golpe na prática do tráfico de estupefaciente na cidade de Estremoz".
 
De recordar que a operação desta quarta-feira foi o resultado de um ano e meio de uma investigação a uma rede de tráfico de droga que operava a partir de Estremoz e que vendia o produto estupefaciente para concelhos numa área próxima da cidade.
Modificado em sexta, 09 julho 2021 17:53