quarta, 28 setembro 2022

Em conjunto com a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Estremoz realizou recentemente duas operações de fiscalização na cidade branca do Alentejo.
 
Segundo nota de imprensa enviada à nossa redacção, das operações de fiscalização “resultaram um processo-crime por usurpação de direitos de autor, com apreensão de aparelho sonoro e três pen drives”.
 
A força de segurança informa ainda que foram “instaurados seis autos de contraordenação no que diz respeito ao cumprimento das medidas Covid, três autos de contraordenação relativos a Legislação Económica, um auto de contraordenação por falta de registos de limpeza e higienização, um auto de notícia por falta de HCP, e um auto de notícia por falta de Ficha de Controlo de Pragas”.
 
Na mesma nota é ainda referido que foram registadas “duas suspensões de actividade até inspecção futura dos estabelecimentos”.
Modificado em quarta, 22 dezembro 2021 20:02

Já começaram a ser entregues as lembranças da iniciativa levada a cabo pela Câmara Municipal de Estremoz, com o apoio das Juntas de Freguesia do concelho, "Natal para Todos".
 
Na tarde de ontem, 16 de Dezembro, quinta-feira, começaram a fazer o levantamento das suas lembranças todos aqueles que efectuaram a sua inscrição na União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André) e no Centro Cultural Dr. Marques Crespo.
 
Durante a tarde do dia de hoje, 17 de Dezembro, sexta-feira, serão entregues as lembranças na Junta de Freguesia de Évora Monte, na União de Freguesias de S. Lourenço de Mamporcão e São Bento de Ana Loura, e na Junta de Freguesia de Veiros.
 
No início da próxima semana, mais concretamente segunda e terça-feira, seguir-se-ão as entregas nas Juntas de Freguesia de Glória, Arcos, São Bento do Cortiço e Santo Estêvão, São Domingos de Ana Loura, e Santa Vitória do Ameixial e São Bento do Ameixial.
Modificado em sexta, 17 dezembro 2021 00:41

Numa parceria estabelecida entre o Município de Estremoz, as farmácias da cidade e o Regimento de Cavalaria nº 3, a partir das 09 horas de amanhã, sexta-feira, 17 de Dezembro, e até ao próximo dia 8 de Janeiro, será possível a realização de testes gratuitos à Covid-19, na cidade de Estremoz.
 
Todos aqueles que necessitem de efectuar um teste à Covid-19 devem dirigir-se ao posto de testagem, instalado na Esplanada dos Congregados, no edifício contíguo aos Paços do Concelho, nos seguintes horários:
 
- 17 Dezembro (sexta-feira) 
das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas
- 18 Dezembro (Sábado) 
das 9 às 14 horas e das 16 às 19 horas
- 20 a 23 Dezembro (Segunda a Quinta-feira) 
das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas
- 24 Dezembro (Sexta-feira)
das 9 às 14 horas
- 27 a 30 Dezembro (Segunda a Quinta-feira) 
das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas
- 31 Dezembro (Sexta-feira) 
das 9 às 14 horas
- 3 a 7 Janeiro (Segunda a Sexta-feira) 
das 9 às 13 horas e das 15 às 19 horas
- 8 Janeiro (Sábado) 
das 9 às 14 horas e das 16 às 19 horas
 
Para a realização do teste à Covid-19 é necessária a apresentação do Cartão de Cidadão. A testagem funciona a partir dos seis anos de idade.
 
Modificado em quarta, 29 dezembro 2021 17:19

Gerida pelo Grupo Pestana Pousadas, a Pousada Rainha Santa Isabel, em Estremoz, considerada uma das mais belas e emblemáticas pousadas do país, encontra-se encerrada há já largos meses.
 
Em princípios de Novembro de 2021, foi notícia que a “falta de mão-de-obra qualificada” seria uma das causas principais para o encerramento da unidade hoteleira. O Covid-19 e a situação pandémica que se vive terá tido também influência neste desfecho.
 
O tema do encerramento da Pousada Rainha Santa Isabel, a consequente impossibilidade de visita e subida ao topo da Torre de Menagem, Monumento Nacional desde 1910, e todo o impacto que esta situação tem na economia local e da região, bem como o impacto ao nível do turismo, prejudicando cidadãos nacionais e estrangeiros impossibilitados de visitar a pousada, todo o seu espólio (que inclui peças pertença do Município de Estremoz), e Torre de Menagem tem sido tema recorrente nas reuniões do Executivo Municipal da autarquia estremocense.
 
A vereadora Sónia Ramos, eleita nas listas da coligação Estremoz com Futuro (PSD/CDS), chegou mesmo a referir na reunião do executivo da Câmara Municipal de Estremoz, realizada no passado dia 2 de Dezembro, que a Secretaria de Estado do Turismo, a quem o Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, José Daniel Sádio, solicitou uma reunião com carácter de urgência, deveria “priorizar a nível nacional este assunto” porque o encerramento da “Pousada de Estremoz é um assunto nacional, além de ser naturalmente um assunto local”.
 
A vereadora social-democrata afirmou ainda que “é fundamental para esta região que a pousada tenha uma solução do ponto de vista da sua abertura, não só pela questão da economia local, mas também pela questão turística e pela identidade deste monumento junto de todos os estremocenses”.
 
Já depois de uma reunião ocorrida entre o Grupo Pestana e o Executivo da Câmara Municipal de Estremoz, promovida pela Secretaria de Estado do Turismo, José Daniel Sádio, em declarações ao Ardina do Alentejo, referiu que nessa reunião “foram partilhadas algumas questões e percebemos as explicações que nos foram dadas por parte do Grupo Pestana, que têm a sua legitimidade, em relação à suspensão da actividade”. O edil estremocense adiantou à nossa equipa de reportagem que “neste momento, a previsão, por parte do Grupo Pestana, é que a Pousada volte a retomar a sua actividade em meados de Fevereiro”.
 
O autarca salientou que “por parte da Câmara Municipal, ouvida a empresa e a sua administração, e também partilhada essa preocupação com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, pouco mais há a fazer neste momento do que aguardar. O papel da Câmara foi feito”. José Daniel Sádio reiterou, no entanto, que “seria importante até abreviar esse espaço temporal, e que o mais rapidamente possível consigamos abrir esse espaço tão digno de Estremoz e que está infelizmente encerrado há muito, muito tempo. Esperemos que se consiga resolver o mais rápido possível as questões que foram levantadas”.
 
Praticamente no final desta breve conversa, José Daniel Sádio mostrou-se convicto que “no limiar, em Fevereiro voltemos a ter a nossa pousada aberta ao público e a ser visitada, que é um espaço de excelência no nosso concelho”.
Modificado em quarta, 15 dezembro 2021 04:21

Após ter sido descoberto o primeiro ninho de vespa velotina, vulgarmente conhecida como vespa asiática, no concelho de Estremoz, o Serviço Municipal de Protecção Civil de Estremoz desenvolveu esforços no sentido da destruição controlada do referido ninho.
 
Com o auxílio do Serviço Municipal de Protecção Civil de Montemor-o-Novo, procedeu-se à injecção de inseticida e feromonas adequadas ao procedimento.
 
Numa segunda fase do procedimento, a destruição mecânica do ninho será efectuada na próxima semana.
 
O Serviço Municipal de Protecção Civil apela à população que, caso avistem um ninho destas características, informem os serviços, porque cada observação é importante para monitorizar a expansão da vespa asiática, para uma rápida localização e respectiva remoção dos ninhos.
 
Para mais informações consulte o site https://stopvespa.icnf.pt/.
Modificado em quarta, 15 dezembro 2021 10:17

Na noite da passada sexta-feira, 10 de Dezembro, a ASAE - Autoridade de Segurança Alimentar e Económica realizou uma operação de fiscalização, denominada Operação Outbreak – III, com enfoque para bares e discotecas, tendo como principal objectivo fiscalizar o cumprimento da obrigatoriedade de apresentação de Certificado Digital nas modalidades de certificado de teste COVID-19 ou de recuperação, ou outro comprovativo de realização laboratorial de teste COVID-19 com resultado negativo.
 
Em comunicado enviado à nossa redacção, a ASAE faz o “balanço da acção”, que decorreu nas cidades de Santa Maria da Feira, Ovar, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Mirandela, Coimbra, Condeixa, Viseu, Covilhã, Odivelas, Sintra, Setúbal, Nazaré, São Martinho do Porto, Estremoz e Vilamoura, e onde foram fiscalizados “72 operadores económicos, tendo sido instaurados 53 processos de contraordenação, dos quais:
* 46 relacionados com incumprimento das regras estabelecidas em contexto de pandemia, incluindo 20 por inobservância do dever de verificação, pelos responsáveis dos estabelecimentos, do certificado digital ou testes COVID19;
* 24 a clientes por inobservância do dever de apresentação e detenção de Certificado Digital COVID da EU;
* 1 por falta do uso de máscara por funcionário, e;
* 1 por falta de observância das regras de funcionamento de estabelecimento (falta de afixação de lotação e produto desinfectante)”.
 
A mesma nota refere ainda que “foram instaurados dois processos crime, um pela identificação de um menor de 16 anos exibindo documento de identificação falsificado, e outro, por usurpação e/ou aproveitamento de obra usurpada”.
 
Na mesma missiva, o órgão de polícia criminal salienta ainda que “foi determinada a suspensão imediata de actividade de 11 estabelecimentos em Santa Maria da Feira, Vilamoura, Mirandela, Ovar, Setúbal, Estremoz, Sintra e Póvoa de Varzim, por incumprimento das regras definidas para o actual contexto de pandemia, tendo as operações decorrido com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da Polícia de Segurança Pública (PSP)”.
 
Praticamente no final do comunicado, a ASAE esclarece que continuará “a desenvolver acções de fiscalização”, no âmbito das suas competências, “em todo o território nacional”.
Modificado em sábado, 11 dezembro 2021 15:58

Telenovelas, séries, programas que abordam a cultura e o turismo, publicidade… Nos últimos anos, têm sido várias as equipas de produção televisiva e de marketing que escolhem Estremoz e o seu vasto património histórico, cultural, religioso e humano, para gravarem na cidade branca do Alentejo, os seus produtos.
 
E voltou a acontecer. A internacionalmente conhecida marca de roupa Mango, escolheu Estremoz, os seus produtos e as suas gentes para gravar a sua mais recente aposta publicitária, o anúncio da colecção de Inverno.
 
A azáfama de uma equipa de produção a gravar em Estremoz voltou a ocorrer no passado dia 9 de Outubro, numa tradicional manhã de sábado, em que decorria o secular Mercado de Sábado. E o “spot” principal das gravações foi a Horta do Ti Henrique, propriedade de Henrique Figueiredo.
 
Mas quisemos saber como é que tudo aconteceu. Como é que uma equipa de produção de anúncios publicitários, de marcas internacionais, chega até Estremoz e descobre o espaço comercial de Henrique Figueiredo.
 
Em conversa com o Ardina do Alentejo, e visivelmente orgulhoso, Henrique Figueiredo explicou que tinha sido contactado “umas semanas antes, em Setembro, por uns clientes da Horta, clientes já de alguns anos, que trabalham na produção de publicidade, mas que eu não sabia”. “Esses nossos clientes sempre demonstraram gosto e interesse pelo local, brincando por vezes, que ainda iriam fazer um trabalho na Horta do Ti Henrique. Mas nunca me passou pela cabeça que seria para uma marca como a Mango” referiu.
 
Ti Henrique adiantou-nos ainda que “segundo aquilo que sei, os nossos clientes fizeram a proposta a Sean Thomas, director de gravação. Ele adorou a ideia e o local, e duas semanas depois estavam a gravar”. “Perguntaram-me qual seria o melhor dia para fazerem as gravações, e eu, claro que sugeri o sábado, por toda a envolvência do Mercado e da cidade, o que lhes deu ainda mais ideias e mais espaço de gravação” salientou.
 
Inicialmente encarei isto como uma brincadeira, até porque não contei nada lá em casa, nem com a minha filha, nem com a minha mulher. Só quando estava prestes a realizar-se é que falei no assunto, mas sempre pensando que seria algo sobre alimentação ou sobre negócios. Nunca me passou pela cabeça que fosse para uma marca de roupa” referiu à nossa equipa de reportagem. “Apenas no dia das gravações é que nos referiram que as imagens iriam aparecer em Dezembro, com a nova colecção de Inverno da Mango. E elas aí estão, para toda a gente ver” destacou.
 
À pergunta “É um homem orgulhoso?”, Henrique Figueiredo respondeu “não vou negar. Tenho muito orgulho naquilo que tenho construído ao longo dos anos no Mercado. E fico orgulhoso e contente com este tipo de interesse das pessoas e destas empresas no meu trabalho”. Para o Ti Henrique “esta é também uma maneira de mostrar ao mundo que o Mercado Tradicional, que sempre foi a minha vida, está vivo e que deve ser valorizado”.
 
Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida o anúncio da Mango, o capítulo 1 de uma história de amizade entre Amrit, Andrew e Sabine, ao qual a marca de roupa deu o nome de "With Love, To You", porque "a vida seria enfandonha sem amigos".
 

Modificado em sábado, 11 dezembro 2021 18:20

Foi inaugurado ontem, sexta-feira, 10 de Dezembro, o Centro Interpretativo da Convenção de Évora Monte, que se localiza na freguesia do concelho de Estremoz, na casa onde foi assinado, em 26 de Maio de 1834, um tratado de paz conhecido como "Convenção de Évora Monte" ou "Concessão de Évora Monte", que terminou com a única guerra civil portuguesa em quase 900 anos de História.
 
Trata-se de um equipamento que pretende divulgar o importante acontecimento da História de Portugal, que decorreu naquela data, na Freguesia de Évora Monte, relatando os factos que levaram à sua ocorrência, bem como as suas consequências.
 
O concelho de Estremoz conta assim com mais um equipamento cultural e um extraordinário recurso turístico, que foi financiado pelo Programa de Valorização Turística do Interior, do Turismo de Portugal, e pelo Município de Estremoz.
 
Através da sua página oficial na rede social Facebook, a Junta de Freguesia de Évora Monte refere que “tem, desde sempre, sido parceira do Município na implementação do Centro, por reconhecer a importância do mesmo para o desenvolvimento cultural e turístico de Évora Monte”, não deixando de agradecer “todos os esforços do Município de Estremoz que levaram à sua concretização”.
 
O Centro Interpretativo da Convenção de Évora Monte irá estar aberto ao público durante este fim de semana, dias 11 e 12 de Dezembro, das 10 às 12:30 e das 14 às 17 horas, aproveitando o facto da realização do Mercadinho de Natal e da inauguração do Presépio de Rua, no dia de amanhã, domingo.
Modificado em sábado, 11 dezembro 2021 12:46
Registou-se durante a manhã do dia de ontem, quarta-feira, 08 de Dezembro, a actualização dos dados Covid-19 nos concelhos que fazem parte do Alentejo Central, e consequentemente no concelho de Estremoz.
 
Destaque no relatório do dia de ontem, para o facto de se verificar no concelho estremocense, desde a última actualização de dados, ocorrida durante a tarde da passada terça-feira, de novos três casos de pessoas infectadas com SARS-CoV-2, o novo coronavírus. De salientar ainda o facto de, nas últimas 24 horas, o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo) não ter registado a recuperação de qualquer pessoa com a doença provocada pela Covid-19 no concelho de Estremoz.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte do Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARS Alentejo), estão actualmente registados no concelho de Estremoz, 17 casos activos de pessoas infectadas com Covid-19.
 
Ainda segundo a mesma fonte, estes números dizem respeito ao relatório que assinala a situação epidemiológica no concelho até às 00 horas do dia 06 de Dezembro.
 
Desde o início da pandemia de Covid-19 no nosso país, o concelho de Estremoz registou 1274 casos positivos, estando actualmente dados como recuperados 1220 cidadãos e havendo o registo de 37 óbitos.
 
 
 
 
Modificado em quinta, 09 dezembro 2021 00:34