sábado, 27 novembro 2021
sexta, 22 outubro 2021 01:24

Mértola, a Capital Nacional da Caça, recebe a XII edição da Feira da Caça

Escrito por
Tal como em 2020, a feira continuará a celebrar e a promover o património cinegético do concelho e da região Tal como em 2020, a feira continuará a celebrar e a promover o património cinegético do concelho e da região DR

 
Numa organização da Câmara Municipal de Mértola, realiza-se a partir de hoje, sexta-feira, 22 de Outubro, e até ao próximo domingo, 24 de Outubro, no Pavilhão Multiusos Expo Mértola, a XII Feira da Caça.
 
À semelhança do que aconteceu na edição de 2020, apesar de todas as condicionantes impostas pela pandemia provocada pela Covid-19, a feira continuará a celebrar e a promover o património cinegético do concelho e da região, assim como as suas potencialidades turísticas e económicas.
 
Ainda que condicionados às regras actuais em vigor e às recomendações emanadas pela Direcção Geral de Saúde (DGS), de regresso nesta XII edição da Feira da Caça de Mértola, estão os habituais espectáculos musicais e a tradicional secção de gastronomia.
 
Ardina do Alentejo esteve à conversa com Mário Tomé, presidente da Câmara Municipal de Mértola, que nos referiu que quem visitar a edição número 12 deste certame vai encontrar “um evento solidificado, do ponto de vista daquilo que é a sua imagem e a sua missão, virado para a promoção da actividade cinegética e tudo aquilo que envolve o sector da caça, um evento que dá sustentabilidade àquilo que é a promoção e o nome de Mértola enquanto Capital Nacional da Caça”.
 
Sobre a realização de um evento desta dimensão ainda em tempos de pandemia, o autarca recentemente eleito nas listas do Partido Socialista (PS) frisou que “no ano passado o Município de Mértola teve a coragem e a capacidade de organizar a feira sobre circunstâncias muito complexas e difíceis, mas conseguindo cumprir todas as orientações da DGS, e conseguimos cumprir outro factor muito importante que foi dar alguma dinâmica económica e de interacção social ao sector da caça, que estava parado há mais de um ano. Este ano tínhamos que manter uma linha de continuidade. Demos mais um salto, não deixando de cumprir tudo aquilo que são orientações da DGS em termos de saúde pública e isso está perfeitamente salvaguardado”.
 
Mário Tomé disse à nossa equipa de reportagem que a Feira da Caça de Mértola é também um evento “de defesa do mundo rural”. “É uma procura de uma identidade, é um alerta para aquilo que temos capacidade de fazer, é para dizer que estamos cá, que temos capacidades, que todos somos importantes e que o mundo rural, o interior deste país tem potencialidades únicas”, acrescentou.
 
Quando questionado se Mértola é um concelho virado para o futuro, mas que não esquece as suas tradições, Mário Tomé salientou que “não podemos esquecer o nosso passado e a capacidade que Mértola teve de se virar para o mundo, de ultrapassar fronteiras”. O autarca não esquece o “património histórico” de Mértola e a aposta que nele tem sido feita, sempre conjugado com o património natural, potenciado pela “Estação Biológica, um centro de investigação que ultrapassará em muito as fronteiras de Mértola, da região e do país”.
 

A Feira da Caça é um evento que dá esse enorme ênfase ao mundo rural, ao sector da caça, que tanta gente gosta, ainda que muitas vezes seja hostilizado por alguns, a verdade é que há muita gente que gosta verdadeiramente dele

No final desta breve entrevista, Mário Tomé convidou todos quantos seguem o Ardina do Alentejo, para que se desloquem a Mértola, visto que “estão reunidas um conjunto de condições para possam passar um excelente fim de semana em Mértola, durante a Feira da Caça, um evento que dá esse enorme ênfase ao mundo rural, ao sector da caça, que tanta gente gosta, ainda que muitas vezes seja hostilizado por alguns, a verdade é que há muita gente que gosta verdadeiramente dele”.
 
A 12.ª edição da Feira da Caça de Mértola, que conta com a parceria de diversas instituições, é inaugurada oficialmente pelas 18 horas desta sexta-feira e conta no programa com exposições, venda de produtos, colóquios, demonstrações cinegéticas e o V Concurso de Mel do Parque Natural do Vale do Guadiana.
 
Fora do recinto, a feira promove a 11.ª Taça Ibérica de Santo Humberto e o 9.º Campeonato Nacional de Salto “Fernando Pereira”, além de uma montarias de javalis, veados e gamos, uma demonstração de cães de parar e uma largada de perdizes, faisões, pombos e patos.
 
O evento conta ainda com tasquinhas de comes e bebes e um programa musical com diversos artistas locais.
 
No programa da 12.ª Feira da Caça de Mértola surge igualmente o Fórum Internacional dos Recursos Silvestres, promovido pelo projecto “Alentejo Natural Products”, que integra o programa PROVERE e visa promover a competitividade da fileira dos recursos silvestres do Alentejo.
 
Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida o áudio desta entrevista com Mário Tomé, Presidente da Câmara Municipal de Mértola.
 

Modificado em sexta, 22 outubro 2021 02:34

Deixe um comentário