sábado, 26 setembro 2020
segunda, 15 junho 2020 01:20

Há concelhos com mais 85% de desempregados! Conheça os números do desemprego no Alentejo!

Escrito por
Há concelhos com mais 85% de desempregados! Conheça os números do desemprego no Alentejo! DR
Segundo os dados revelados recentemente pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), a pandemia provocada pelo novo coronavírus provocou uma forte subida no número de desempregados inscritos nos Centros de Emprego em Portugal, no mês de Abril.
 
Olhando para os números com a distribuição geográfica em todos os concelhos do país (excepto ilhas), é fácil verificar que as variações foram bem distintas tendo em conta a região do país. As variações em Abril de 2020, face ao mesmo mês do ano passado, oscilaram entre o crescimento de 334,6% registado em Albufeira e a diminuição de 22,8% em Vila Nova de Paiva.
 
A nível nacional, em 40 concelhos o número de inscritos aumentou mais de 50% e em 102 o agravamento foi superior a 25%.
 
Ainda assim, não foram poucos os concelhos que, apesar da pandemia, conseguiram baixar o número de desempregados inscritos nos Centros de Emprego. Foram 54, o que representa cerca de 20% do total, estando quase todos localizados no interior do país, sobretudo a norte.
 
Incluindo os concelhos das ilhas, o desemprego registado em Portugal subiu 22,1% para máximos de Março de 2018. Tendo em conta apenas os concelhos do continente, o aumento é de 24%, para quase 269 mil inscritos.
 
Lisboa e Vale do Tejo é a segunda região do país com maior aumento (28,7%), seguindo-se o Alentejo (25,9%). Já as subidas no Centro (16,5%) e Norte (14,1%) ficaram abaixo da média do país.
 
Olhando para o Alentejo, destaque para os números apresentados pelos concelhos de Castelo de Vide, Fronteira, Marvão e Monforte, no distrito de Portalegre, Alandroal, Estremoz e Vila Viçosa, no distrito de Évora, e Alvito, no distrito de Beja. Nestes oito concelhos, o número de desempregados inscritos diminuiu. O concelho onde o emprego mais caiu foi no concelho de Castelo de Vide, com uma variação de 15,2%.
 
No lado oposto, destaque pela negativa para os números verificados nos concelhos de Avis e Sousel, no distrito de Portalegre, Vendas Novas, no distrito de Évora, Castro Verde e Ourique, no distrito de Beja, Santiago do Cacém e Sines, no distrito de Setúbal. Nestes sete concelhos, o número de desempregados aumentou com valores acima dos 60%. O líder desta tabela é o concelho de Sines, com uma variação de desempregados de 93,7%.
 
Ardina do Alentejo apresenta-lhe de seguida quatro tabelas, com todos os números dos concelhos alentejanos, e as respectivas variações em relação ao número de desempregados inscritos nos Centros de Emprego.
 
 
 
 
 
 
Modificado em segunda, 15 junho 2020 11:25

Deixe um comentário