segunda, 09 dezembro 2019
sábado, 02 novembro 2019 13:25

Bombeiros de Borba agredidos no próprio quartel por elementos de etnia cigana

Escrito por
Os dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Borba receberam assistência hospitalar no Centro de Saúde de Estremoz Os dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Borba receberam assistência hospitalar no Centro de Saúde de Estremoz DR
Foi através da sua página na rede social Facebook, que os Bombeiros Voluntários de Borba denunciaram terem sido agredidos, no interior do próprio quartel, por elementos de etnia cigana, na madrugada deste sábado, dia 2 de Novembro.
 
Os Soldados da Paz revelaram ainda que foram registados vários actos de vandalismo no interior do quartel dos Bombeiros Voluntários de Borba.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar junto de fonte dos Bombeiros Voluntários, os dois elementos que se encontravam de serviço foram agredidos por um grupo de indivíduos de etnia cigana, constituído por cerca de 20 pessoas, cerca das 00:30 horas desta madrugada.
 
Segundo a mesma fonte, o grupo deslocou-se ao quartel tendo como objectivo efectuar um pedido de socorro para uma pessoa que estaria inconsciente. Quando questionados por um dos bombeiros da corporação borbense se tinham feito o pedido de socorro através do 112, de forma a ser activado o Sistema Integrado de Emergência Médica, os indivíduos responderam que não, que não o tinham de fazer, tendo mesmo afirmado que a assistência à pessoa inconsciente tinha de ser feita ali.
 
Quando o bombeiro de serviço voltou a referir que para ser feita a assistência era necessário activar o pedido de socorro através do 112, foi de imediato agredido por um dos elementos do grupo.
 
Ao que ainda conseguimos apurar, para além das agressões aos bombeiros de serviço, que tiveram de fugir e esconder-se dentro do próprio quartel, os indivíduos partiram os vidros da porta principal.
 
Os dois elementos dos Bombeiros Voluntários de Borba receberam assistência hospitalar no Centro de Saúde de Estremoz.
 
Chamada ao local, a Guarda Nacional Republicana tomou conta da ocorrência, tendo mesmo ficado no quartel de forma a garantir a segurança dos elementos da corporação.
 
No escrito publicado nas redes sociais, os Bombeiros Voluntários de Borba descrevem toda a situação ocorrida e garantem que o socorro à população irá continuar “dentro do possível”.
 
De seguida, transcrevemos na íntegra a publicação dos Bombeiros Voluntários de Borba, na rede social Facebook:
 
“HOJE CALHOU-NOS A NÓS!!!
A Associação Humanitária dos Bombeiros de Borba lamenta informar que hoje, dia 02/11 pela madrugada, os nossos elementos voluntários que se encontravam de serviço, foram cobardemente agredidos por “pessoas” de etnia cigana.
Partiram os vidros da porta principal e perseguiram por dentro do quartel os homens que tiveram que fugir e esconder-se.
Avisamos toda a população que vamos continuar a tentar socorrer e prestar assistência dentro do que nos é possível, mantendo, no entanto, a segurança dos nossos homens e mulheres em primeiro lugar.
Por fim informar que as nossas autoridades de pronto responderam à nossa chamada e que em conjunto tudo iremos fazer para que possamos continuar a assegurar a emergência nocturna.
Aproveitamos ainda para alertar quem de direito que estas situações tornam cada vez mais difícil a cativação e a prossecução do serviço voluntário”.
Modificado em sábado, 02 novembro 2019 14:05

Deixe um comentário