domingo, 13 outubro 2019
segunda, 31 dezembro 2018 19:22

Tauromaquia de luto - Morreu o cavaleiro tauromáquico Joaquim Bastinhas

Escrito por
O malogrado toureiro encontrava-se internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa O malogrado toureiro encontrava-se internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa DR
Faleceu esta segunda-feira, dia 31 de Dezembro, aos 62 anos, o cavaleiro tauromáquico Joaquim Bastinhas.
 
O malogrado toureiro encontrava-se internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde deu entrada há cerca de dois meses, para ser operado ao intestino, onde lhe foi diagnosticado um pólipo.
 
No pós-operatório surgiram inúmeras complicações, tendo Joaquim Bastinhas, sido colocado em coma induzido por duas ocasiões, última após lhe ter sido detectada uma infecção bacteriana, da qual não veio a recuperar.
 
Joaquim Manuel Carvalho Tenório, conhecido no mundo da tauromaquia como “Joaquim Bastinhas”, era um dos mais populares toureiros da nossa praça, deixando um rasto de saudade, por todos aqueles que o viram actuar e que com ele privaram.
 
O Ardina do Alentejo endereça nesta hora as mais sentidas condolências a toda a família e amigos.
 
ADEUS JOAQUIM BASTINHAS
 
Joaquim Manuel Carvalho Tenório nasceu em Elvas, a 8 de Março de 1956.
 Apresentou-se como cavaleiro amador com apenas 12 anos, por ocasião do tradicional festejo de Carnaval, na Monumental do Campo Pequeno, em 2 de Fevereiro de 1969.

 
Desde então fez-se anunciar pela alcunha de Bastinhas, nome pelo qual o seu pai, Sebastião Tenório, que fora cavaleiro tauromáquico amador, era conhecido.

 
A 15 de Maio de 1983 tomou a alternativa de cavaleiro tauromáquico na praça de toiros de Évora, na tradicional corrida de concurso de ganadarias, tendo como padrinho José Mestre Batista e como testemunha João Moura.

 
Confirmou-a no Campo Pequeno, a 14 de Julho do mesmo ano, desta vez tendo João Palha Ribeiro Telles como padrinho e Paulo Caetano como testemunha.
 
Em 1984 encerrou-se na lide de seis toiros Murteira Grave, na praça de toiros "Carlos Relvas", em Setúbal.

 
Cavaleiro de estilo popular, além das praças de Portugal continental e ilhas, Joaquim Bastinhas actuou ao longo de uma carrreira de glória que este ano comemorou 35 temporadas como cavaleiro de alternativa em Espanha, França, Grécia, Macau, México e Venezuela.

 
A 10 de Julho de 2008, de novo no Campo Pequeno, concedeu a alternativa ao seu filho Marcos Tenório Bastinhas.
 
Afastado das arenas há duas temporadas, devido a um grave acidente sofrido em Setembro de 2015, reapareceu este ano nas arenas actuando com grande êxito em Julho, na Figueira da Foz, e em Setembro, em Elvas, voltando a ser apoderado pelo histórico Rogério Amaro.
 
c/ Touro e Ouro e Farpas Blogue
Modificado em segunda, 31 dezembro 2018 20:00

Deixe um comentário