domingo, 16 dezembro 2018

Marcelo Rebelo de Sousa pede apuramento de responsabilidades sobre derrocada em Borba

Escrito por  Publicado em Região sábado, 24 novembro 2018 17:24
"É óbvio que não cai uma estrada pública, uma via pública sem que depois se apure as causas daquilo que sucedeu" "É óbvio que não cai uma estrada pública, uma via pública sem que depois se apure as causas daquilo que sucedeu" DR
O Presidente da República considerou no dia de ontem, sexta-feira, 23 de Novembro, que, após se confirmar o número de vítimas da derrocada da Estrada Municipal 255 (EM 255), em Borba, e se recuperarem os corpos, chegará a fase de apurar factos, eventuais responsabilidades e reparar as familiares.
 
"É óbvio que não cai uma estrada pública, uma via pública sem que depois se apure as causas daquilo que sucedeu. E, portanto, há-de haver o momento em que se apuram as causas do que sucedeu", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa
 
O Chefe de Estado, que falava no Instituto do Emprego e da Formação Profissional, em Lisboa, acrescentou: "Isso significa duas coisas. Por um lado, a reparação dos familiares das vítimas, que parece evidente. Em segundo lugar, o apuramento de eventuais responsabilidades por aquelas causas do que aconteceu".
 
Questionado se entende que o Estado falhou neste caso, o Presidente da República respondeu: "Ora bom, pois é a resposta a essa questão que, naturalmente, decorrerá daquilo que vai ser apurado, a partir de inquéritos que estão em curso, a partir, naturalmente, das indagações que forem sendo feitas".
 
c/ Público e LUSA

Deixe um comentário