sábado, 25 novembro 2017

Caçador morre de doença súbita

Escrito por  Publicado em Região segunda, 09 outubro 2017 12:24
José Martins, de 72 anos, natural de Mértola, caiu inanimado enquanto caçava, acabando por falecer no local José Martins, de 72 anos, natural de Mértola, caiu inanimado enquanto caçava, acabando por falecer no local DR
Na manhã de ontem, domingo, 8 de Outubro, enquanto caçava com um grupo de amigos, um caçador morreu vítima de doença súbita.
 
O acidente fatal ocorreu cerca das 09.30 horas, no Perímetro Florestal de Mértola, nas imediações daquela vila alentejana.
 
José Martins, de 72 anos, natural de Mértola, caiu inanimado enquanto caçava, acabando por falecer no local. O óbito foi confirmado pelo médico da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do Hospital de Beja.
 
Para além da VMER, estiveram no local os Bombeiros Voluntários de Mértola, com quatro operacionais e duas viaturas, bem como a Guarda Nacional Republicana (GNR).
 
Depois da presença do Delegado de Saúde, o corpo do caçador foi transportado para o Gabinete Médico Legal de Beja, onde será autopsiado.
 
Em cerca de 24 horas, este é o segundo acidente de caça ocorrido no concelho de Mértola.
 
Recorde-se que na manhã de sábado, Álvaro Amaro, Presidente da Câmara Municipal da Guarda, sofreu ferimentos numa mão e no abdomén, na sequência de um disparo de um colega de caça.
 
O autarca foi inicialmente transportado para o Centro de Saúde de Castro Verde, e posteriormente para o Serviço de Urgência do Hospital Distrital de Beja, onde depois de observado e de efectuados diversos exames complementares, teve alta hospitalar.

Deixe um comentário

Mais Populares