quarta, 20 junho 2018
Na sequência de uma colisão entre três viaturas, ocorrida na manhã de hoje, sábado, 23 de setembro, na Estrada Nacional 4 (EN4), entre Montemor-o-Novo e Arraiolos, uma pessoa morreu e seis ficaram feridas, disse fonte dos bombeiros.
 
Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que o alerta para o acidente foi dado às 10:51 horas. Uma hora depois a estrada continuava cortada ao trânsito.
 
Segundo a mesma fonte, a colisão envolveu três veículos ligeiros de passageiros, na EN4, na área do concelho de Montemor-o-Novo, provocando um morto, um ferido grave e cinco ligeiros, todos transportados para as urgências do Hospital do Espírito Santo, em Évora.
 
As operações de socorro mobilizaram 37 operacionais e 16 veículos dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo e de Arraiolos, da Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Évora.
 
Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) anunciou hoje, quinta-feira, 21 de Setembro, ter detido, em flagrante delito, dois homens, na localidade de Cabeço de Vide, concelho de Fronteira, por posse de estupefacientes.
 
Na missiva a GNR refere que os dois indivíduos, de 24 e 33 anos de idade, foram abordados por militares da corporação, na sequência de uma acção de fiscalização rodoviária na Estrada Nacional 369.
 
No mesmo comunicado a guarda acrescenta que por revelarem um comportamento suspeito, os dois homens foram revistados, tendo sido apreendidas 40 doses de haxixe que estavam na sua posse.
 
Presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Portalegre, os dois indivíduos foram constituídos arguidos, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.
No próximo domingo, dia 24 de Setembro, na Sé de Évora, o Arcebispo de Évora, D. José Francisco Alves, irá presidir à celebração eucarística que contará com a ordenação de 18 novos diáconos permanentes, que ficarão ao serviço da Arquidiocese de Évora.
 
A Sé de Évora deverá voltar a acolher uma multidão de fiéis, entre familiares, amigos e diocesanos, que receberão com alegria, os 18 novos diáconos permanentes que, recorde-se, tinham sido instituídos acólitos a 19 de Fevereiro último, e leitores na solenidade de Cristo Rei, em Novembro do ano passado.
 
Fique de seguida a conhecer os 18 novos diáconos permanentes da Arquidiocese de Évora e quais as paróquias de onde são oriundos:
Arraiolos: Hugo Miguel Silveira Ferreira e Rafael José Casmarrinho Rocha
Barbacena: Joaquim Francisco Santos Panaças
Elvas (Santa Luzia): Frederico João Pereira Zagalo
Estremoz (Santa Maria): António José Nunes Gato e João Manuel da Silva Prates.
Estremoz (Santo André): Marco António Gois Sala e Hugo Alexandre Nunes Guerreiro.
Évora (Nª Sª de Fátima): António Firmino Passinhas Martins e José Carlos Garcia Carvalho.
Évora (São Brás): Luís José da Silva Pias.
Fronteira: Cecílio António M. Diogo Romano
Montargil: Óscar Ferreira Lopes
Redondo: Jorge Manuel Farófia Portel e José António Farias Mértola
Santana: Aníbal José Tobias Carvalho Mateus
Vila Boim: Rui Manuel Mira Romão
Vimieiro: Simão Velez
 
Na edição número 30 dos IRGA - Investor Relations & Governance Awards, o Prémio Lifetime Achievement foi entregue ao empresário alentejano Manuel Rui Azinhais Nabeiro.
 
Rui Nabeiro, de 86 anos, é o fundador da Delta Cafés, marca criada em 1961 e amplamente reconhecida, tanto a nível nacional, como a nível internacional.
 
Actualmente, o Grupo Nabeiro/Delta Cafés conta com 25 empresas em diversos sectores, desde Indústria e Serviços, Comércio, Agricultura, Imobiliário e Hotelaria e Distribuição.
 
É conhecido pelo cunho peculiar pela forma como lidera as suas empresas. Como ninguém, Rui Nabeiro soube colocar o Alentejo e Campo Maior no mapa. É uma inspiração para todos. Simplicidade cativante. É um bom exemplo e tão útil num país com muitas empresas de base familiar”, argumentou Manuel Alves Monteiro, presidente do júri desta iniciativa levada a cabo pela Deloitte.
 
Rui Nabeiro sucede assim a Vasco de Mello, que foi reconhecido com este mesmo prémio, uma espécie de Prémio Carreira, na edição do ano passado.
 
É verdade que nasci numa terra do interior. Mas também fui bafejado pela sorte por causa da fronteira com Espanha. Tive uma lição de trabalho e uma lição de amor. E é essa a mensagem que quero transmitir. A minha mensagem é de amor e carinho. O meu dia-a-dia é a pensar nos outros”, referiu Rui Nabeiro, visivelmente emocionado já depois da entrega do prémio.
 
O empresário alentejano acrescentou ainda que esta distinção “fica ligada à minha alma e coração”.

Melhor vinho branco do mundo é alentejano

Escrito por %AM, %21 %062 %2017 %01:%Set.
E mais uma vez, um vinho alentejano atinge a excelência. O Conde D’Ervideira Reserva Branco Alentejo DOC foi eleito o melhor do mundo no concurso mais exigente para vinhos brancos, o Mundus Vini, que decorreu na Alemanha, entre os dias 31 de Agosto e 3 de Setembro, e onde todos os grandes produtores colocam à prova os seus produtos.
 
Esta foi a primeira vez que um vinho branco português arrebatou a medalha de grande ouro num concurso internacional.
 
O Conde D’Ervideira é produzido com uvas 100% nacionais e tradicionais do Alentejo, a casta Antão Vaz, faz o seu estágio de seis meses em barricas de carvalho húngaro, e tem um preço de venda ao público de 10 euros.
 
Com uma produção de 35 mil garrafas por ano, praticamente metade é exportado para toda a Europa e Brasil, o que representa um peso grande na facturação da adega.
 
Segundo conseguimos apurar, dessa mesma produção de 35 mil garrafas, restavam na Herdade da Ervideira, 20 mil, que já esgotaram com encomendas da Suíça, Luxemburgo, Bélgica e Portugal. Podemos ainda adiantar que agora só em Maio de 2018 haverá novamente Conde D’Ervideira Reserva Branco.
 
Nesta 21ª edição, o concurso internacional alemão teve à prova 4.300 vinhos de 42 áreas vitivinícolas do mundo – provados às cegas e classificados por um júri com 164 especialistas oriundos de 41 países – e deu no total 16 medalhas de grande ouro, 703 de ouro e 1.001 de prata.
 
No global, a região Alentejo arrecadou no Mundus Vini Summer Tasting 2017, 50 medalhas. Para além da Grande Ouro do Conde D’Ervideira, os vinhos alentejanos coleccionaram 25 medalhas de ouro (13 nos brancos e 12 nos tintos) e 24 medalhas de prata (11 nos brancos e 13 nos tintos).
A empresa Bohus Biotech Portugal vai fazer um investimento de 5,6 milhões de euros, na instalação de uma unidade produtiva de dispositivos médicos, que criará a médio prazo, em Sousel, 12 postos de trabalho.
 
A sueca Bohus Biotech AB instalou a Bohus Biotech Portugal em Sousel, em 2014, depois de estabelecidos com a Câmara Municipal de Sousel um protocolo de colaboração, um memorando de entendimento e um contrato de arrendamento para instalação na Zona Industrial de Sousel (ZI).
 
A empresa já iniciou as obras no referido pólo da ZI e prevê o início da sua actividade em Sousel no primeiro semestre de 2018.
 
A referida fábrica vai dedicar a sua actividade à extracção de ácido hialurónico de cristas de galos, colocando à disposição do consumidor uma vasta gama de produtos à base desse ácido de alta qualidade para fins estéticos, oftálmicos, bem como tratamentos ortopédicos.
É já no dia 22 de Setembro, sexta-feira, que Viana do Alentejo acolhe mais uma edição da centenária Feira D’Aires, um certame que, durante quatro dias, pretende ser um espaço privilegiado para a mostra de actividades económicas, nomeadamente do tecido empresarial da região.
 
Organizado pelo Município de Viana do Alentejo, com o apoio das juntas de freguesia do concelho, a Feira D’Aires comemora nesta edição 266 anos de história.
 
Participam no certame 70 expositores dos mais variados sectores de actividade (serviços, artesanato, indústria, lazer, queijos, doçaria, olaria, etc.). A par das actividades económicas que vão ficar instaladas no pavilhão de exposições/actividades económicas, a feira tem ainda mais dois pavilhões, um dedicado à gastronomia e um outro para os espectáculos. Pelo palco principal vão passar nomes como Matias Damásio, dia 22, às 22 horas, Anselmo Ralph, dia 23, igualmente às 22 horas, o VIII Festival de Folclore Feira D’Aires, dia 24, às 18 horas e a fadista Ana Moura, dia 25, às 22 horas.
 
Pela tenda da gastronomia vão passar a dança, o cante alentejano, o IV Festival de Acordeão, organizado pela Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de Viana do Alentejo e o III Encontro de Música Popular “Alentejo é nossa terra”, realizado pela Associação Seara Nova.
 
Destaque ainda para o 17º Grande Prémio de Atletismo Feira D’Aires Memorial Luís Filipe Branco, que decorre no domingo, a partir das 8.15 horas, no recinto da feira e na malha urbana da vila, promovido pelo Município de Viana do Alentejo, Clube da Natureza de Alvito e Sporting Clube de Viana do Alentejo.
 
Para os aficionados da festa brava, destaque ainda para a Corrida de Toiros realizada pela Associação Equestre de Viana do Alentejo, no domingo, a partir das 16 horas. Em praça vão estar os cavaleiros Luís Rouxinol, Sónia Matias e Manuel Telles Bastos e os Grupos de Forcados Amadores de Évora, São Manços e Moura.
 
Para além do programa cultural e desportivo, o destaque vai também para o cariz religioso do certame, cujo ponto alto é a procissão em torno do Santuário no domingo, à tarde.
A equipa de Cardiologia do Hospital do Espírito Santo de Évora implantou, na passada quinta-feira, dia 14 de Setembro, pela primeira vez na região Alentejo, o pacemaker mais pequeno do mundo e que não necessita de electrocatéter (“PM sem fios”). Esta cápsula cardíaca mede apenas 2,5 cm e é colocada no coração através de um catéter inserido na veia femoral. O mini dispositivo é fixado às paredes do coração através de pequenos ganchos, fornecendo impulsos eléctricos que estabelecem o ritmo cardíaco.
 
Pedro Dionísio, cardiologista que lidera a equipa de Pacing e Arritmologia do Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) explica que “o dispositivo, inserido directamente no coração através de um procedimento percutâneo assinala uma nova etapa no tratamento das arritmias cardíacas, visto que não necessita de uma incisão cirúrgica no tórax, o que reduz o risco de infecções e o tempo de recuperação dos doentes”. Para além disto é indicado especialmente em doentes sem os acessos venosos habituais, como era o caso desta doente, uma senhora de 70 anos, com bloqueio aurículo ventricular completo e insuficiência renal crónica, em hemodiálise. Apesar do seu tamanho reduzido, o dispositivo responde aos níveis de actividade do doente, ajustando-se automaticamente ao seu ritmo. Permite também que o paciente tenha acesso aos meios de diagnóstico mais avançados, uma vez que é compatível com aparelhos de ressonância magnética. Já a sua bateria, está preparada para durar, em média, dez anos.
 
A colocação de um pacemaker é o procedimento mais utilizado para o tratamento da bradicardia, uma perturbação do ritmo cardíaco caracterizada por um batimento lento. A partir de agora, e à semelhança de outros centros hospitalares do país, o HESE passa a disponibilizar este novo dispositivo aos doentes do Alentejo.
 
Na sequência de um brutal despiste, ocorrido na madrugada desta quinta-feira, dia 14 de Setembro, na Estrada Nacional 254 (EN254), via que liga Bencatel à vila de Redondo, uma mulher de 27 anos, natural desta freguesia do concelho de Vila Viçosa, perdeu a vida.
 
O alerta para este acidente foi dado cerca das 05:45 horas.
 
O corpo da vítima mortal, única ocupante do veículo ligeiro de passageiros, foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Évora.
 
Segundo informações que conseguimos recolher, a jovem de 27 anos, era vice-presidente da Associação Bencatel Jovem.
 
As operações de socorro mobilizaram 17 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Vila Viçosa, da Guarda Nacional Republicana (GNR), e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Évora, indicou o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora.

Mais Populares