sexta, 13 dezembro 2019
15 municípios alentejanos aderiram à iniciativa “Conhecer & Agir”,  actividade que monitoriza os consumos de energia, em tempo real, do edifício dos Paços do Concelho e alerta para o eficiente consumo de energia eléctrica.
 
A medida envolve 37 edifícios municipais de 22 municípios (Barreiro, Moita, Montijo, Seixal, Sesimbra, Palmela, Setúbal, Alter do Chão, Arronches, Avis, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Fronteira, Gavião, Marvão, Monforte, Nisa, Ponte de Sor, Portalegre e Sousel), disponibilizando aos funcionários e munícipes informações relevantes sobre o desempenho energético nos edifícios administrativos municipais, ao mesmo tempo que promove a adopção de comportamentos mais eficientes do consumo de energia eléctrica.
 
Os consumos podem ser acompanhados em tempo real no endereço www.conhecereagir.pt, onde também é disponibilizado um ranking sobre os edifícios com melhor desempenho no consumo eficiente de energia.
 
A medida “Conhecer & Agir” foi aprovada no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Eléctrica (PPEC) 2013-2014, da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, cujo promotor é a S.energia – Agência Regional de Energia para os concelhos do Barreiro, Moita, Montijo e Alcochete, e tem como parceiros a AMESeixal – Agência Municipal de Energia do Seixal, a ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida e a AREANATejo – Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo.
Modificado em quarta, 22 junho 2016 01:12

Aeronave explode em pleno voo no Alentejo

domingo, 19 junho 2016 19:59
Uma aeronave civil de uma escola de paraquedistas explodiu em pleno voo, na zona de Canhestros, em Figueira de Cavaleiros, em Beja. Há a lamentar a morte do piloto.
 
Três tripulantes descreveram que o avião começou a desfragmentar-se no ar, tendo outras pessoas em terra afirmado que saltaram pedaços do avião no ar. 
 
Segundo a Proteção Civil, a bordo estavam oito tripulantes, sete deles foram encontrados feridos, já que se lançaram do aparelho. O alerta para o CDOS de Beja foi dado às 19:08. Os feridos estão a ser encaminhados para o Hospital de Beja, de acordo com a GNR.
 
No terreno estão 62 operacionais, apoiados por 26 viaturas e por dois helicópetros do INEM. 
 
 
 
 
 
 
 
Modificado em domingo, 19 junho 2016 22:30
Através de um comunicado saído no dia de ontem, quinta-feira, 16 de Junho, do gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, o Ministério da Saúde assegurou a manutenção da unidade de neonatologia do Hospital do Espírito Santo de Évora.
 
Esta tomada de posição é contrária à proposta da Rede de Referenciação Hospitalar em Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, grupo de trabalho que propõe o fecho da unidade de neonatologia do Hospital do Espírito Santo de Évora. Esta proposta, que se encontra em consulta pública até ao final do mês, a concretizar-se deixaria o Alentejo sem uma unidade de neonatologia com cuidados intensivos neonatais.
 
Segundo o que é referido no comunicado, “o Ministério da Saúde pretende de forma tranquila aguardar pelo fim do período de discussão pública do documento técnico [30 de junho], para avaliar e integrar as propostas que sejam pertinentes, na defesa do interesse público, manifestando desde já uma clara intenção política de não retirar a cirurgia pediátrica, nem a neonatologia do Hospital de Évora”.
 
Segundo a nota, os indicadores de qualidade do Alentejo “mostram claramente a utilidade da diferenciação do Hospital de Évora na área da neonatologia”, além de o Alentejo apresentar “excelentes indicadores, sobretudo na mortalidade infantil e neonatal”.
 
Para a tutela, liderada por Adalberto Campos Fernandes, esta unidade “tem instalações adequadas, equipamentos, recursos humanos especializados e bons indicadores assistenciais”, considerando “determinante, também, o fator geográfico, com cobertura de uma vasta área territorial, muito relevante para conseguir assegurar a coesão territorial”.
 
O Ministério da Saúde pretende, desta forma, “manter a equidade de acesso das populações aos cuidados de saúde, pugnando pela proximidade e integração das políticas, assim como pela qualidade dos resultados”.
 
A proposta da Rede de Referenciação Hospitalar Materna, da Criança e do Adolescente foi entregue em Maio pelo grupo de trabalho nomeado em 2014.
 
Na passada quarta-feira, a presidente do conselho de administração do Hospital do Espírito Santo de Évora, Maria Filomena Mendes, mostrou-se contra o eventual encerramento da unidade de neonatologia com cuidados intensivos neonatais, considerando que seria "um retrocesso para o acesso à saúde" na região.
 
c/ TVI24
Modificado em sexta, 17 junho 2016 02:40
A Santa da Misericórdia de Portalegre organiza, no próximo dia 26 de Junho, pelas 9 horas, a sua primeira caminhada, numa iniciativa que visa sensibilizar utentes, familiares e população para a importância da prática de exercício físico associada a hábitos de alimentação e vida saudáveis.
 
Trata-se de uma caminhada com um percurso de acesso fácil a adultos e crianças, pela cidade de Portalegre, e que oferece uma t-shirt às pessoas que procedam à sua inscrição. No final da caminhada será proferida uma palestra com nutricionistas especialistas em alimentação da empresa “Serunion”, onde serão abordados temas como os benefícios dos alimentos saudáveis associados a uma vida activa. Segue-se um lanche saudável, com alimentos de baixo teor calórico.  
 
Segundo José João Mousinho Serrote, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre, “a Santa Casa tem vindo a contratar técnicos especializados em reabilitação e saúde muito importantes para assegurar a manutenção do bem-estar dos seus utentes. A par disso tem também vindo a desenvolver diversas actividades, com o objectivo de promover a autonomia e estilos de vida saudáveis, esta é uma delas mas muitas outras se seguirão para dinamizar o convívio entre os seus utentes, as famílias e a população de Portalegre.”
 
Modificado em quarta, 15 junho 2016 15:26
A segunda edição da campanha de solidariedade “É Tempo de Ajudar!”, e que está inserida no programa “Tempo para Dar” da Associação “Coração Delta”, angariou 1550 kits de higiene para idosos, segundo dados divulgados na manhã de ontem, segunda-feira, 6 de Junho, na Quinta das Argamassas, em Campo Maior.
 
A campanha que decorreu durante o passado mês de Abril, teve lugar nas lojas Intermarché de Campo Maior, Elvas, Portalegre, Nisa e Ponte de Sôr, no distrito de Portalegre, Estremoz, Évora, Vendas Novas, Vila Viçosa, Arraiolos, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Portel e Viana do Alentejo, no distrito de Évora, e , no distrito de Santarém, mas também nas Lojas Alentejo, do Grupo Nabeiro, em Campo Maior e Elvas.
 
Portalegre foi o concelho com maior número de kits angariados (250), seguido por Vila Viçosa com 185, Elvas com 150 e Redondo com 110. 
Arraiolos, Campo Maior, Ponte de Sôr, Vendas Novas e Évora angariaram 100 kits, tendo Estremoz angariado 90 kits. Viana do Alentejo com 80, Portel com 75, Nisa com 50, Reguengos de Monsaraz com 40 e Mação com 20, encerram a tabela.
 
Nesta segunda edição da campanha “É Tempo de Ajudar!”, que contou ainda com o apoio dos municípios dos 15 concelhos aderentes, estiveram envolvidas 59 instituições e 416 voluntários, que totalizaram 1886 horas de voluntariado.
 
Os 1550 kits de higiene pessoal, que têm um valor total de 36.042,93 euros, vão agora ser distribuídos pelos idosos carenciados sinalizados pelas autarquias aderentes à campanha e por instituições de solidariedade social da área geográfica da campanha.
 
Cada kit de higiene pessoal é composto por creme hidratante, 2 gel de banho, 1 champô, 2 sabonetes, 1 desodorizante, 1 pasta de dentes, 1 escova de dentes e 1 soro fisiológico, sendo complementado conforme as situações com fraldas, toalhitas, pensos de incontinência, fixador de prótese dentária, pastilhas efervescentes para higienizar a prótese dentária, lâminas de barbear e espuma para a barba.
 
Com esta campanha, a Associação Coração Delta conseguiu minimizar determinados problemas que angustiam a comunidade, conseguiu melhorias concretas na qualidade de vida dos beneficiários, conseguiu uma sociedade mais saudável e solidária, conseguiu minimizar a solidão dos idosos e conseguiu sinalizar situações em risco.
 
A cerimónia de apresentação dos resultados contou, por entre diversos autarcas e gerentes de lojas do Intermarché, com a presença de Luís Mourinha, Presidente da Câmara Municipal de Estremoz e Paula e Pedro Esperança, gerentes da loja Intermarché de Estremoz.
 
Modificado em terça, 07 junho 2016 17:24
Tendo como objectivo comemorar a classificação do Cante Alentejano como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO, ocorrido em Novembro de 2014, o Banco de Portugal vai colocar em circulação, no próximo dia 8 de Junho, uma moeda de colecção, com o valor de 2,5 euros.
 
A distribuição ao público será efectuada por intermédio dos bancos e das tesourarias do Banco de Portugal. A moeda “Cante Alentejano” apenas pode ser usada em transacções financeiras em Portugal.
 
As características da moeda, fabricada em liga de cuproníquel, foram aprovadas em portaria que fixou um limite de emissão de 75 mil unidades com acabamento normal. Uma das faces terá três figuras masculinas que representam os cantadores alentejanos, com o escudo nacional. No reverso estarão quatro rostos de ceifeiras alentejanas que simbolizam os coros femininos ligados aos trabalhos do campo.
 
O Banco de Portugal vende ao público, exclusivamente nos seus balcões de tesouraria, moedas de colecção. O interessado deve preencher um impresso próprio, onde se identifica e discrimina, por designação, o valor facial e a quantidade da moeda de colecção que pretende adquirir.
 
Nuno Veiga (LUSA)
 
Modificado em quinta, 02 junho 2016 19:36
Localizada no centro histórico da cidade de Portalegre, a Ourivesaria Carrapiço, foi assaltada na madrugada de Domingo para segunda-feira. Todo o ouro que estava na montra do estabelecimento foi levado pelos assaltantes.
 
Segundo conseguimos apurar, os assaltantes entraram numa habitação devoluta, contígua à ourivesaria, tendo feito um buraco de dimensões consideráveis na parede de uma escadaria, de forma a aceder ao interior da ourivesaria.
 
Depois de retiradas as peças mais valiosas que se encontravam na montra da ourivesaria, sobretudo ouro, os assaltantes colocaram-se em fuga.
 
Ainda segundo relatos recolhidos no local, o alarme da ourivesaria disparou cerca das 04.30 horas, tendo o proprietário se deslocado ao estabelecimento. Devido ao facto do estore de protecção da montra não estar mexido nem danificado, o proprietário da Ourivesaria Carrapiço voltou para casa, pensado que nada tinha acontecido.
 
Quando uma funcionária da ourivesaria chegou ao local, por volta das 9 horas da manhã, é que o assalto foi detectado.
 
c/ Rádio Portalegre
 
Modificado em terça, 31 maio 2016 00:10
Na tarde desta sexta-feira, dia 20 de Maio, um homem de 34 anos caiu do Aqueduto da Amoreira, em Elvas.
 
A ocorrência teve lugar no troço entre as Portas da Esquina e a Rotunda do Aqueduto, num local em que o monumento tem cerca de 20 metros de altura, tendo o corpo sido encontrado do lado norte, mais próximo da Belhó.
 
Desde a hora de almoço que este indivíduo se encontrava desaparecido, o que começou a causar estranheza junto dos familiares.
 
Depois de informada a Polícia de Segurança Pública (PSP) do desaparecimento, as buscas começaram. A localização da viatura de trabalho do homem, estacionada nas imediações do Aqueduto, fez temer o pior. Um agente da PSP encontrou o corpo do individuo, já sem vida.
 
Estiveram no local os Bombeiros Voluntários de Elvas, a viatura SIV - Suporte Imediato de Vida do Hospital de Santa Luzia de Elvas, o INEM e a PSP.
 
Cerca das 20 horas foi registada a chegada da Polícia Judiciária ao local do sinistro. Poucos minutos depois, também chegou ao local do acidente a delegada do Ministério Público.
 
Cerca das 20.30 horas, o corpo foi retirado do local e transportado, numa ambulância dos Bombeiros Voluntários de Elvas, para a morgue do Hospital de Santa Luzia, onde aguarda autópsia.
 
c/ Rádio Elvas
Modificado em sexta, 20 maio 2016 23:54
Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas sem gravidade numa brutal colisão entre um automóvel e um autocarro, ocorrida esta terça-feira, 17 de Maio, entre Monforte e Fronteira, no distrito de Portalegre, disseram à agência Lusa fontes dos Bombeiros e da Guarda Nacional Republicana (GNR).
 
Fonte da GNR indicou que a vítima mortal é um homem, de 64 anos, condutor e único ocupante do veículo ligeiro de passageiros.
 
Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre adiantou que entre os 15 passageiros do autocarro, dois sofreram ferimentos ligeiros e foram transportados para as urgências dos hospitais de Portalegre e de Santa Luzia, em Elvas
 
No autocarro de carreira, pertencente à empresa de transporte “Transcrato”, de Crato, viajavam "sobretudo pessoas adultas”.
 
A colisão entre o pesado de passageiros e o veículo ligeiro ocorreu na Estrada Nacional (EN) 243, na área do concelho de Monforte, e o alerta foi dado cerca das 17 horas.
 
Na sequência do acidente, o trânsito foi cortado na zona para as operações de socorro e remoção das viaturas sinistradas, indicou a GNR, referindo haver "muito combustível derramado na via".
 
O cadáver foi transportado para os serviços de Medicina Legal em Portalegre.
 
As operações de socorro mobilizaram 26 operacionais e 11 veículos dos Bombeiros Voluntários de Monforte e de Fronteira, a GNR, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) de Portalegre e a empresa Infraestruturas de Portugal.
 
c/ LUSA
 
Modificado em quarta, 18 maio 2016 00:27