segunda, 23 novembro 2020
sábado, 21 novembro 2020 18:45

Covid-19 - Primeiro-Ministro António Costa agradece aos portugueses

Escrito por
Costa apontou que "temos muito ainda que nos esforçar para alcançar o resultado pretendido" Costa apontou que "temos muito ainda que nos esforçar para alcançar o resultado pretendido" DR
Depois de autorizada a renovação do Estado de Emergência, entre o dia 24 de Novembro e o dia 8 de Dezembro, o Governo reuniu-se para tomar novas medidas que António Costa revelou há poucos instantes ao país.
 
O Primeiro-Ministro começa por agradecer aos portugueses o "esforço" feito ao fim de semana, "sacrificando a sua liberdade", dirigindo uma palavra aos que estão a "sofrer" directa ou indirectamente com a medida do recolher obrigatório a partir das 13 horas.
 
"Este é um esforço que temos estado a fazer. É um esforço que tem valido a pena fazer para controlarmos a evolução desta pandemia". Com efeito, "sabemos bem que diariamente continuamos a ter um número de novos casos que continua a ser extremamente preocupante".
 
Contudo, tendo em conta a evolução desde Setembro, desde meados de Outubro "tivemos consecutivamente uma descida dos novos casos". "Não obstante continuarmos a crescer, há uma desaceleração do ritmo de crescimento".
 
Contudo, apontou Costa, "estes resultados são ainda insuficientes, temos muito ainda que nos esforçar para alcançar o resultado pretendido. De outro modo, nós continuaremos a ter um número de novos casos muito elevado, o que é uma ameaça para a saúde de todos, uma ameaça para o funcionamento do SNS e é um desafio muito duro para os profissionais de saúde que estão a dar o seu melhor". "É por isso que temos de persistir com a mesma determinação para travar o ritmo de crescimento (...) achatar e esmagar esta taxa de incidência tão elevada".
 
Perante a situação, o Governo aprovou o uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho. Outra das medidas tomadas é a proibição de circulação entre concelhos entre as 23 horas de 27 de Novembro e as 5 horas de 2 de Dezembro e entre as 23 horas de 4 de Dezembro e as 5 horas de 9 de Dezembro.
 
O Governo determinou ainda a suspensão das actividades lectivas nos dias 30 de Novembro e 7 de Dezembro em todos os níveis de ensino, assim como a tolerância de ponto à Administração Pública, apelando a todas as entidades patronais privadas a suspensão da actividade de forma a termos no início de Dezembro "um ritmo de circulação francamente reduzido", ajudando assim a que "possamos ter um mês de Dezembro o mais tranquilo possível".
 
c/ Notícias ao Minuto
Modificado em domingo, 22 novembro 2020 13:16

Deixe um comentário