terça, 02 junho 2020
segunda, 06 abril 2020 18:53

Papa Francisco marca encontro com jovens portugueses para 22 de Novembro

Escrito por
A delegação portuguesa, que vai estar com o Papa Francisco num momento de festa, será composta por mais de mil jovens A delegação portuguesa, que vai estar com o Papa Francisco num momento de festa, será composta por mais de mil jovens DR
O Papa Francisco marcou ontem, dia 5 de Abril, encontro com os jovens portugueses para 22 de Novembro, dia em que vai entregar a uma delegação nacional os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), cuja próxima edição internacional vai decorrer em Lisboa, no Verão de 2022.
 
O meu pensamento vai para os jovens de todo o mundo que vivem, de maneira inédita, a nível diocesano, a Jornada Mundial da Juventude neste domingo. Estava prevista para hoje [05 de Abril] a passagem da Cruz, dos jovens do Panamá aos de Lisboa. Este gesto tão sugestivo foi adiado para o domingo de Cristo Rei, a 22 de Novembro”, disse o Papa Francisco, no final da Missa a que presidiu na Basílica de São Pedro, no Domingo de Ramos. “Na expectativa desse momento, exorto-vos, jovens, a cultivar e testemunhar a esperança, a generosidade, a solidariedade de que todos temos necessidade neste tempo difícil”, acrescentou.
 
O adiamento, provocado pela epidemia do novo coronavírus, tinha sido adiantado a 5 de Março, pelo coordenador-geral para o sector logístico-operativo da JMJ de 2022, D. Américo Aguiar.
 
A delegação portuguesa, que vai estar com o Papa Francisco num momento de festa, será composta por mais de mil jovens.
 
A Cruz e o ícone de Nossa Senhora, símbolos da JMJ, foram entregues pelo Papa João Paulo II aos jovens, em Abril de 1984, e marcaram o início de uma peregrinação da juventude de todo o mundo. Antes da edição internacional de 2022, a Cruz e o ícone de Nossa Senhora irão passar por todas as dioceses portuguesas e vários países lusófonos.
 
Em entrevista à Agência Ecclesia, D. Américo Aguiar disse que a preparação da JMJ em Portugal está em “hibernação” porque “a urgência e o foco” é o combate à pandemia de Covid-19.
 
A urgência e o foco é a pandemia. E temos de ter consciência disso, todos. A urgência a que somos chamados como povo, como humanidade, como Igreja, como nação, é tratarmos da questão da pandemia. Tudo o resto passou para segundo lugar. Mas não precisamos de desligar, vamos entrar em hibernação”, referiu o Bispo Auxiliar de Lisboa.
 
Na sua mensagem para o Domingo de Ramos, o Papa Francisco convidou os jovens católicos para a Jornada Mundial de Lisboa, evocando a história missionária de Portugal. “Como destino da vossa próxima peregrinação intercontinental, em 2022, escolhi a cidade de Lisboa, capital de Portugal. De lá, nos séculos XV e XVI, inúmeros jovens, incluindo muitos missionários, partiram para terras desconhecidas a fim de partilhar a sua experiência de Jesus com outros povos e nações”, referiu o Sumo Sacerdote.
 
 

 

Modificado em segunda, 06 abril 2020 19:50

Deixe um comentário