segunda, 20 novembro 2017
O ex-primeiro-ministro José Sócrates vai aguardar julgamento em prisão preventiva, no Estabelecimento Prisional de Évora, onde deu entrada perto das 04 horas da madrugada.
 
Este estabelecimento prisional situado numa zona habitacional da cidade património mundial destina-se não apenas a polícias e outras pessoas que exercem ou exerceram funções nas forças e serviços de segurança, bem como a quem necessita de “especial protecção”, situação onde se insere o ex-primeiro ministro.
 
A decisão, muito provavelmente tomada pelo próprio Juiz Carlos Alexandre, avaliou que a segurança de José Sócrates estaria posta em causa caso tivesse sido colocado numa prisão comum.
 
Sócrates, tendo um estatuto especial, fica assim numa cadeia onde estão 40 detidos, todos eles membros das forças de segurança, militares e magistrados.
 
O ex-primeiro-ministro está indiciado por fraude fiscal, corrupção e branqueamento de capitais, no âmbito de um processo por crimes económicos, denominado de "Operação Marquês". Esta é a primeira vez que é aplicada prisão preventiva a um ex-primeiro-ministro em Portugal.
 
Sócrates, de 57 anos, foi primeiro-ministro de Portugal entre Março de 2005 e Junho de 2011. Foi o primeiro socialista a governar com maioria absoluta, tendo deixado o Governo após o pedido de ajuda à troika de credores internacionais em Junho de 2011.
 
É também em Évora que está detido preventivamente o ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Jarmela Palos, suspeito de corrupção passiva no caso dos vistos dourados.
 
Pelo menos um morador da zona habitacional onde está o Estabelecimento Prisional de Évora, já mostrou a sua "indignação" para com o seu novo "vizinho".
 
c/ Público
 
 
Pouco tempo depois de ter tomado posse como Comandante do Posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) de Alpiarça, o estremocense Sérgio Malacão coordenou uma operação que levou à apreensão de cerca de 10,5 quilos de cannabis, cultivado num terreno particular na aldeia do Frade de Cima, a poucos quilómetros da vila ribatejana.
 
O alegado proprietário da cannabis apreendida, que teria um valor de mercado a rondar os 77 mil euros, já cumpriu pena efectiva de prisão por tráfico de estupefacientes.
 
Depois de uma busca ao terreno de cultivo, o homem, de 48 anos, foi detido e constituído arguido. No terreno, os militares apreenderam 16 árvores "cannabis sativa" com um total de 80 ramos.
 
Depois da “visita” ao terreno de cultivo, a GNR realizou uma busca domiciliária na casa do sujeito, onde, para além de armas ilegais, encontrou 600 gramas de cannabis já maturada e pronta a ser introduzida no mercado, num total de 4.180 doses individuais, 207 embalagens individuais para o seu acondicionamento, e 10 gramas de sementes de cânhamo.
 
No que diz respeito às armas, a GNR apreendeu uma pistola de calibre 6.35 com munição na câmara, 82 munições do mesmo calibre, uma espingarda de canos laterais de calibre 12, uma pressão de ar calibre 4.5 e quatro munições .22.
 
Para além de haver suspeitas de estar envolvido no tráfico de tabaco ilegal e no furto de metais preciosos, o arguido não tem licença de uso e porte de arma nem tem documentação das armas.
 
As suspeitas de estar envolvido no tráfico de tabaco ilegal e no furto de metais preciosos devem-se ao facto dos militares terem encontrado na residência do arguido, 40 embalagens de 170 gramas cada de tabaco fino, pronto a ser introduzido no mercado paralelo, quase 700 gramas de sementes de tabaco, e ainda 150 metros de cobre, presumivelmente roubado, bem como um sinal de STOP.
 
O homem, apesar dos antecedentes criminais, vai aguardar julgamento em liberdade, sujeito a termo de identidade e residência, por ordem da Procuradora do Ministério Público de Almeirim.
 
c/ Rede Regional
Entre Maio e Outubro, a televisão pública transmitiu esta temporada sete corridas de toiros, a partir de várias localizações do continente e ilhas: Estremoz, Campo Pequeno (Lisboa), Póvoa de Varzim, Angra do Heroísmo (Açores), Figueira da Foz, Albufeira e novamente Campo Pequeno, na última quinta-feira.

De acordo com os números fornecidos pela GFK/CAEM (Comissão de Análise de Estudos de Mercado) as sete corridas transmitidas obtiveram um resultado médio de audiências acumulado de quase três milhões de telespectadores (2.926.000).

Segundo a Prótoiro, a corrida que registou a audiência média mais elevada foi a Corrida de Toiros da FIAPE, realizada em Estremoz, a 2 de Maio, com uma média de 465.500 telespectadores. Em segundo lugar, aparece a corrida transmitida a 3 de Julho, a partir do Campo Pequeno, a 50ª Corrida TV, com uma média de 456.500 telespectadores. Em terceiro lugar ficou a corrida transmitida no dia 15 de Agosto, a partir da Figueira da Foz, com uma média de 437.000 telespectadores.

Ainda segundo a mesma fonte, e para além destes números, as corridas de toiros têm picos de audiências em redor dos 700 mil telespectadores, como por exemplo aconteceu no dia 15 de Agosto, o que fez da 50ª Corrida TV o programa com o maior pico de audiência de todo o dia na RTP1, com aproximadamente 665 mil telespectadores.

Estes números globais de audiências são ainda mais significativos se tivermos em conta que as corridas de toiros são um programa cultural de duração longa, cujas transmissões atingem normalmente as três horas, e programas com esta duração tendem a dispersar a audiência, pelo que a apresentação destes números médios de audiência elevados, reforça a grande adesão dos portugueses às corridas de toiros.

O impacto das corridas de toiros na audiência global da RTP1 é também muito significativa, como demonstra o caso da transmissão da corrida de Estremoz, a 2 de Maio. A transmissão da corrida pela RTP1 aumentou a média global de audiência do canal estatal em cerca de 2%. Para além disso, e comparando com as quatro semanas anteriores, basicamente todo o mês de Abril, o dia 2 de Maio foi a sexta-feira com maior audiência da RTP, e foi o segundo dia com maior audiência.

Importante foi também a retoma das transmissões em direto no site da RTP, passando a permitir aos muitos milhões de portugueses espalhados pelo mundo o acesso a esta manifestação única da cultura portuguesa.

"Uma vez mais, os números vêm confirmar a grande adesão dos portugueses às transmissões televisivas das touradas, confirmando que se trata de uma aposta bem-sucedida de serviço público da RTP, com audiências elevadas", acentua a Federação Prótoiro, congratulando-se "com estes resultados e com o verdadeiro serviço público prestado pela RTP à cultura portuguesa".
 
c/ Farpas Blogue
Segundo informação adiantada ao "Estremoz Soeiro" por um familiar do ex-comandante do Posto da GNR de Coruche, Sérgio Malacão irá comandar, livre de quaisquer acusações em tribunal, um Posto da GNR do Destacamento de Santarém, mais concretamente o Posto de Alpiarça. Segundo ainda o mesmo familiar, a escolha pelo posto da vila pertencente ao distrito de Santarém surge por decisão do 1º Sargento Sérgio Malacão.
 
De recordar que o ex-comandante do posto da GNR de Coruche, respondeu em tribunal, num julgamento que se iniciou a 19 de Março de 2013, por três crimes de tortura e dois de ofensa à integridade física, para com dois feirantes e o filho de um deles, actos alegadamente ocorridos dentro do posto de Coruche da GNR.
 
Durante as alegações finais, ocorridas a 25 de Junho do mesmo ano, o Ministério Público considerou não ter ficado provado que o 1º Sargento tenha praticado os factos de que estava acusado e que teriam alegadamente ocorrido nas Festas de Coruche, a 16 de Agosto de 2010, tendo pedido a absolvição do réu.
O artesão estremocense Jorge da Conceição, neto do pioneiro na arte de dar forma aos bonecos de Estremoz, Mariano Conceição, e filho de uma das mais conceituadas artesãs estremocenses, Maria Luísa Conceição, foi o grande vencedor do Prémio FIA Lisboa 2014, na categoria de Melhor Peça de Artesanato Tradicional.
 
A peça "Fado" foi distinguida como a melhor entre os 88 trabalhos de artesanato nacional levados a concurso.
 
A iniciativa promovida anualmente pela Fundação AIP, através da AIP – Feiras Congressos e Eventos, em parceria com o CENA – Conselho Estratégico Nacional do Artesanato, homenageia os artesãos portugueses, as suas artes e ofícios, premiando a técnica, a concepção criativa, a qualidade, a promoção da identidade local e nacional bem como a originalidade.
 
O concurso FIA Lisboa decorre todos os anos por ocasião do salão com o objectivo de dinamizar e valorizar o artesanato nacional e promover os ofícios ligados ao sector, contribuindo igualmente para estimular as economias locais por via das actividades artesanais.
 
"Ardina do Alentejo" apresenta-lhe igualmente o link da entrevista de Jorge da Conceição, no programa da TVI, "A Tarde é sua", apresentado na tarde do dia 30 de Junho, por Iva Domingues.
 
 

Mais Populares