terça, 23 outubro 2018

Já guardou o guarda-chuva? Fez mal...

Escrito por domingo, 15 março 2015 23:05
Estava bom não estava? O bom tempo que se faz sentir em Portugal Continental vai ser interrompido pela chegada da chuva e do frio. E essa mudança do tempo vai acontecer já na próxima terça-feira.
 
Segundo avançou Cristina Simões, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em declarações ao CM, o mau tempo está "associado à passagem de uma frente fria e de uma depressão".
 
A partir de terça-feira são esperados períodos de chuva ou aguaceiros, que poderão ser acompanhados de trovoada, sobretudo nas regiões mais a sul. A previsão aponta ainda para queda de neve acima dos 1000/1200 metros. Esta situação deverá manter-se na quarta-feira. 
 
As temperaturas vão descer ligeiramente já amanhã, segunda-feira, e de forma mais acentuada na terça-feira, em especial as máximas.
 
c/ Correio da Manhã
 

Temperaturas máximas vão descer

Escrito por quarta, 11 março 2015 12:55
As temperaturas máximas vão descer. Quem o garante é Ricardo Tavares, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Em declarações à LUSA, o meteorologista disse que “as temperaturas máximas vão descer três a quatro graus Celsius em Portugal Continental até à próxima segunda-feira”.
 
Ricardo Tavares explicou que a tendência a partir de quarta-feira e até segunda-feira é para uma descida das temperaturas máximas. "A tendência será para baixar três a quatro graus, mas está prevista uma oscilação das temperaturas até à próxima semana. Para amanhã, quinta-feira, está prevista uma pequena descida da máxima, depois, na sexta-feira, sobe e volta a descer no sábado. Vai havendo alguma variação com subidas e descidas ao longo dos próximos dias", salientou. 
 
Quanto ao estado do tempo para quarta-feira e para quinta-feira, Ricardo Tavares adiantou que o IPMA prevê céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se em geral muito nublado nas regiões do litoral oeste até final da manhã. Está também previsto, segundo o IPMA, vento fraco, neblina ou nevoeiro matinal, em especial no litoral das regiões do norte e centro e acentuado arrefecimento noturno, com possibilidade de formação de geada em alguns locais do interior.
 
c/ LUSA
O tempo em Portugal Continental vai voltar a mudar.
 
A partir de quarta-feira, o céu muito nublado que se tem verificado nos últimos dias vai dar lugar a céu pouco nublado ou limpo. No entanto, e como avançou ao Correio da Manhã, Ângela Lourenço, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), há uma contrapartida: “temperaturas mínimas vão descer significativamente na quinta-feira”.
 
Segunda e terça-feira, 2 e 3 de Março, serão dias com temperaturas amenas, em especial nas regiões mais a Sul, onde as máximas irão situar-se entre os 20 e os 22 graus. O céu deverá apresentar-se nublado e sem previsão de chuva. No Norte e Centro do país, as máximas vão variar entre os 15 e os 19 graus, existindo a possibilidade de ocorrência de chuva fraca nas regiões do litoral. 
 
Na quarta-feira, 4 de Março, o céu vai tornar-se gradualmente pouco nublado ou limpo, em todo o território nacional, sendo já expectável uma pequena descida das temperaturas e a formação de geada em alguns locais do interior. Esta situação deverá manter-se na quinta-feira, dia em as temperaturas mínimas vão voltar a cair para valores negativos nas regiões do interior Norte.
 

Eusébio no Panteão Nacional

Escrito por sábado, 21 fevereiro 2015 13:55
Os deputados de PSD, PS, CDS, PCP, BE e "Os Verdes" foram no dia de ontem unânimes em conceder honras de Panteão Nacional ao futebolista Eusébio, aprovando na Assembleia da República a resolução conjunta.
 
"Conceder honras de Panteão Nacional aos restos mortais de Eusébio da Silva Ferreira, homenageando o símbolo nacional, o homem solidário, o futebolista e o desportista excepcional, evocando o seu estatuto de verdadeiro marco na divulgação e na globalização da imagem e da importância de Portugal no Mundo", lê-se no documento.
 
O texto prevê a constituição de "um grupo de trabalho, composto por representantes de cada grupo parlamentar com a incumbência de determinar a data, definir e orientar o programa da trasladação, em articulação com as entidades públicas e demais instituições envolvidas, bem como os seus familiares próximos".
 
O Pantera Negra terá assim como última morada, a Igreja de Santa Engrácia, em Lisboa, onde está instalado o Panteão Nacional, local que é destinado “a homenagear e a perpetuar a memória dos cidadãos portugueses que se distinguiram” nas mais variadas áreas da sociedade.
 
Eusébio, que faleceu a 5 de Janeiro de 2014, será o primeiro desportista do Panteão Nacional.
 
Aeroporto Humberto Delgado em vez de Aeroporto da Portela. Esta alteração do nome do Aeroporto Internacional de Lisboa, na data em que se assinala a passagem dos 50 anos sobre o assassinato do militar português, faz parte de uma proposta que a Câmara Municipal de Lisboa vai apresentar ao Governo.
 
Na moção aprovada em reunião camarária, o presidente do município António Costa sustenta que o general foi um vulto maior da aviação comercial portuguesa. 
 
À Renascença, o historiador e biógrafo Frederico Delgado Rosa, relembra que Humberto Delgado, conhecido como General Sem Medo, foi o fundador da TAP há 70 anos, mais concretamente em 14 de Março de 1945. “Ele modernizou e expandiu os aeroportos nacionais, firmou acordos de liberdade aérea no pós-guerra mundial e, sobretudo, estabeleceu a primeira ligação aérea comercial entre Lisboa, Luanda e Lourenço Marques (actual Maputo). Chamada a linha aérea imperial” referiu.
 
O neto do general também recorda que Humberto Delgado “conquistou para Portugal o controlo do tráfego aéreo do Atlântico Norte”. 
Acrescenta que “ele colocou os Açores à escala do mundo, através do aeroporto de Santa Maria, e já na II Guerra Mundial tinha sido protagonista da cedência da base das Lajes aos aliados”. 
 
António Costa considera também que Humberto Delgado “contribuiu para manter activa a oposição ao regime, e do exterior perpetua a luta pela liberdade e pela democracia, continuando a estar associado a momentos marcantes da resistência ao Estado Novo, como a captura do paquete Santa Maria e o assalto ao quartel de Beja”.
 
O militar nasceu a 15 de Maio de 1906, em Boquilobo, no concelho de Torres Novas, e foi assassinado a 13 de Fevereiro de 1965, encontrando-se entre as personalidades sepultadas no Panteão Nacional.

Frio: Prolongado o aviso amarelo

Escrito por sábado, 07 fevereiro 2015 12:12
De acordo com a informação publicada na página da Internet do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) foi prolongado, até às 11 horas de amanhã, Domingo, o aviso amarelo emitido para os 18 distritos de Portugal continental devido ao tempo frio e à persistência de valores baixos.
 
O IPMA tinha colocado o continente sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, até às 08 horas de Domingo.
 
O IPMA emite um aviso amarelo sempre que existe risco para determinadas actividades dependentes do tempo.
 
A previsão do estado do tempo para hoje no continente é de continuação de tempo frio com céu pouco nublado, apresentando períodos de muita nebulosidade durante a tarde em especial nas regiões do interior.
 
O IPMA prevê também vento em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado nas terras altas, rodando para leste a partir da tarde, e acentuado arrefecimento nocturno com formação de geada, em especial nas regiões do interior.
 
Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre os 3 e os 11 graus Celsius, no Porto entre o 1 e os 12 graus e em Faro entre os 4 e os 13.
 
Em Viana do Castelo, as temperaturas vão variar entre os 2 e os 11, em Vila Real entre os -2 e os 7, em Viseu entre o -1 e os 7, em Bragança entre os -4 e os 7, na Guarda entre os -4 e os 4, em Castelo Branco entre os 0 e os 9, e em Coimbra entre o 1 e os 10.
 
Para o Alentejo, as temperaturas serão as seguintes: em Portalegre entre -2 e os 8, em Évora entre o -1 e os 10 e em Beja entre os 0 e os 11 graus.
 
c/ LUSA
 

Combustíveis com aumento significativo

Escrito por sexta, 06 fevereiro 2015 15:43
A próxima segunda-feira deverá ficar marcada por um novo e significativo aumento do preço dos combustíveis.
 
O valor do petróleo aumentou 18% esta semana nos mercados internacionais o que poderá levar a um novo aumento dos preços.
 
O litro do gasóleo deverá subir quatro cêntimos e a gasolina deverá aumentar cinco cêntimos por litro. Se a tendência se mantiver hoje, o aumento dos preços poderá ser ainda mais significativo.
 
Ontem o Brent estava a subir nos mercados de Londres e de Nova Iorque. Este cenário inverte a tendência dos últimos meses, com o registo de perdas sucessivas.
 

Luvas, cachecol, gorro... Vão fazer falta...

Escrito por domingo, 01 fevereiro 2015 18:41
O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma descida da temperatura de terça para quarta-feira, que se deve prolongar até ao fim-de-semana, com os termómetros a registar valores abaixo da média para a época.
 
Na zona litoral esperam-se dois/três graus centígrados de temperatura mínima e os 10 graus de máxima, enquanto para o interior do país e zonas montanhosas são esperadas temperaturas mínimas de três graus negativos e de dois/três graus de temperatura máxima.
 
A meteorologista Ângela Lourenço explicou à agência Lusa tratar-se de um episódio, que acontece com regularidade nesta época do ano, em que alguns dias registam mais frio em comparação com o resto de mês. 
 
A meteorologista do IPMA ressalvou, contudo, tratar-se de uma previsão, havendo algum erro associado.
 
O IPMA prevê chuva para segunda e terça-feira, sendo que na segunda-feira é esperada precipitação com mais intensidade e persistência em todo o território nacional. Na terça-feira, a chuva deve afectar apenas as regiões norte e centro do país.
 
Está ainda prevista a queda de neve acima dos 1.000 metros de altitude durante os três dias.
 
c/ LUSA
 
De acordo com a meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a partir da próxima Quinta-feira, a chuva vai regressar a todo o país, prevendo-se também uma subida das temperaturas mínimas.
 
A meteorologista, em declarações à LUSA, adiantou que a precipitação vai regressar a partir de Quinta-feira, no litoral a norte do Cabo Raso, estendendo-se a todo o território até ao último dia do mês de Janeiro.
 
Hoje ainda vamos ter céu pouco nublado ou limpo e as temperaturas mínimas vão manter-se na mesma ordem de grandeza, ou seja, relativamente baixas, em especial no interior. As temperaturas máximas são agradáveis, da ordem dos 15/17 graus Celsius nas regiões do litoral”, disse.
 
Segundo a meteorologista, na quarta-feira o estado do tempo vai sofrer alterações, prevendo-se um aumento da nebulosidade a partir da manhã e períodos de chuva fraca ou chuvisco para o final do dia no litoral a norte do Cabo Raso.
 
Maria João Frada referiu que “esta situação vai estender-se a todo o território no dia 29 (Quinta-feira) e até ao dia 31 (Sábado), em especial nas regiões do Norte e Centro e que será sob a forma de neve acima dos 1.200/1.400 metros de altitude”.
 
As temperaturas vão subir até Sábado e, no Domingo, com a entrada de uma massa de ar mais frio, voltam a descer.
 
Salientou ainda que “a tendência nos próximos dias, em especial no dia 29, será de uma subida da temperatura mínima relativamente ao que temos agora e com valores entre os 8 e os 10/12 graus na generalidade do território, excepto na Serra da Estrela”.
 
Maria João Frada adiantou que a partir de Sábado, e em especial nas regiões do Norte e Centro, vai ocorrer uma descida da temperatura mínima da ordem dos 4/5 graus.
 
c/ LUSA