sábado, 08 agosto 2020
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta terça-feira, há 27913 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 234 casos do que os registados na segunda-feira. Há agora 2719 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 77 casos que no dia de ontem) e subiu para os 3013 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 464 casos que os verificados no boletim do dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 709 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 96 casos que no dia de ontem), e desses 113 estão em unidades de cuidados intensivos (mais um caso que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 279933 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 249301.
 
Neste momento há 27054 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1163 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 19 pessoas, nove na região Norte, três na região Centro, seis na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na Região Autónoma dos Açores. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16053 casos confirmados até ao momento, mais 45 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 7494 casos, mais 178 casos que os registados na segunda-feira. A região Centro regista 3553 casos, mais oito que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 350 o número de casos confirmados de infecção na região, mais dois casos que os registados no boletim de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo sobe o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são agora 238, mais um caso que os registados no boletim de segunda-feira.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (42%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 478 casos até aos nove anos de idade, 864 casos entre os 10 e 19 anos, 3372 casos entre os 20 e os 29 anos, 4027 casos entre os 30 e 39 anos, 4693 casos entre os 40 e os 49 anos, 4710 casos entre os 50 e os 59 anos, 3159 casos entre os 60 e os 69 anos, 2365 casos entre os 70 e os 79 anos e 4245 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 283.798 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada segunda-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de domingo, registaram-se 3.294 mortes e foram diagnosticados 77.313 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 4.148.350 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 195 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em terça, 12 maio 2020 15:15
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta segunda-feira, há 27679 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 98 casos do que os registados no domingo. Há agora 2642 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 112 casos que no dia de ontem) e mantém-se nos 2549 o número de casos de pessoas que já recuperaram.
 
Dos casos confirmados, há 805 pessoas internadas em unidades de saúde (mais oito casos que no dia de ontem), e desses 112 estão em unidades de cuidados intensivos (o mesmo número de casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 276153 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 245832.
 
Neste momento há 28307 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1144 mortes. Nas últimas 24 horas morreram nove pessoas, três na região Norte, cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na região do Algarve. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16008 casos confirmados até ao momento, mais 56 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 7316 casos, mais 74 casos que os registados no domingo. A região Centro regista 3545 casos, menos 36 que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 348 o número de casos confirmados de infecção na região, mais dois casos que os registados no boletim de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo sobe o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são agora 237, mais dois casos que os registados no boletim de domingo.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (42%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 473 casos até aos nove anos de idade, 849 casos entre os 10 e 19 anos, 3334 casos entre os 20 e os 29 anos, 3989 casos entre os 30 e 39 anos, 4649 casos entre os 40 e os 49 anos, 4673 casos entre os 50 e os 59 anos, 3142 casos entre os 60 e os 69 anos, 2358 casos entre os 70 e os 79 anos e 4212 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 280.693 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas do passado domingo, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de sexta-feira, registaram-se 4.247 mortes e foram diagnosticados 85.519 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 4.070.660 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 195 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em segunda, 11 maio 2020 13:27
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste domingo, há 27581 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 175 casos do que os registados no sábado. Há agora 2754 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 201 casos que no dia de ontem) e subiu para os 2549 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 60 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 797 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 18 casos que no dia de ontem), e desses 112 estão em unidades de cuidados intensivos (menos oito casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 274536 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 244201.
 
Neste momento há 26344 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1135 mortes. Nas últimas 24 horas morreram nove pessoas, três na região Norte, uma na região Centro e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15952 casos confirmados até ao momento, mais 58 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 7242 casos, mais 76 casos que os registados na sexta-feira. A região Centro regista 3581 casos, exactamente o mesmo número que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 346 o número de casos confirmados de infecção na região, mais um caso registado que no boletim de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo também mantém o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são 235.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (42%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 468 casos até aos nove anos de idade, 842 casos entre os 10 e 19 anos, 3315 casos entre os 20 e os 29 anos, 3983 casos entre os 30 e 39 anos, 4640 casos entre os 40 e os 49 anos, 4657 casos entre os 50 e os 59 anos, 3134 casos entre os 60 e os 69 anos, 2353 casos entre os 70 e os 79 anos e 4189 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 276.435 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas do passado sábado, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quinta-feira, registaram-se 4.656 mortes e foram diagnosticados 87.674 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.984.960 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 195 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em domingo, 10 maio 2020 21:58
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste sábado, há 27406 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 138 casos do que os registados na sexta-feira. Há agora 2955 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 289 casos que no dia de ontem) e subiu para os 2499 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 77 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 815 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 27 casos que no dia de ontem), e desses 120 estão em unidades de cuidados intensivos (menos sete casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 272443 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 242082.
 
Neste momento há 26667 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1126 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 12 pessoas, seis na região Norte, uma na região Centro e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15854 casos confirmados até ao momento, mais 45 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 7166 casos, mais 73 casos que os registados na sexta-feira. A região Centro regista 3581 casos, mais 17 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê manter nos 345 o número de casos confirmados de infecção na região. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 subiu para os 235, registando-se assim mais três casos do que no dia de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (42%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 465 casos até aos nove anos de idade, 831 casos entre os 10 e 19 anos, 3282 casos entre os 20 e os 29 anos, 3952 casos entre os 30 e 39 anos, 4614 casos entre os 40 e os 49 anos, 4621 casos entre os 50 e os 59 anos, 3117 casos entre os 60 e os 69 anos, 2339 casos entre os 70 e os 79 anos e 4185 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 271.780 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada sexta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quinta-feira, registaram-se 4.862 mortes e foram diagnosticados 90.352 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.896.790 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 195 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em sábado, 09 maio 2020 12:57
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quinta-feira, há 26715 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 533 casos do que os registados na segunda-feira. Há agora 2666 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 174 casos que no dia de ontem) e subiu para os 2258 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 182 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 874 pessoas internadas em unidades de saúde (mais 36 casos que no dia de ontem), e desses 135 estão em unidades de cuidados intensivos (menos um caso que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 265572 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 236191.
 
Neste momento há 27318 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1105 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 16 pessoas, 11 na região Norte, quatro na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na Região Autónoma dos Açores. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15450 casos confirmados até ao momento, mais 194 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 6935 casos, mais 294 casos que os registados na quarta-feira. A região Centro regista 3545 casos, mais 40 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 343 o número de casos confirmados de infecção, registando-se assim mais um caso que no dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 132 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê subir o número de casos infectados para os 90, alteração que ocorre mais de uma semana e meia depois do registo da última alteração na região. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 mantém-se nos 220.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (43%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (22%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 454 casos até aos nove anos de idade, 804 casos entre os 10 e 19 anos, 3193 casos entre os 20 e os 29 anos, 3817 casos entre os 30 e 39 anos, 4493 casos entre os 40 e os 49 anos, 4515 casos entre os 50 e os 59 anos, 3034 casos entre os 60 e os 69 anos, 2289 casos entre os 70 e os 79 anos e 4116 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 260.546 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada quarta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de terça-feira, registaram-se 6.021 mortes e foram diagnosticados 83.190 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.710.240 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 195 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em quinta, 07 maio 2020 13:23
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quarta-feira, há 26182 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 480 casos do que os registados na segunda-feira. Há agora 2492 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 179 casos que no dia de ontem) e subiu para os 2076 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 332 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 838 pessoas internadas em unidades de saúde (mais 20 casos que no dia de ontem), e desses 136 estão em unidades de cuidados intensivos (mais dois casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 262041 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 233367.
 
Neste momento há 24579 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1089 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 15 pessoas, 10 na região Norte, duas na região Centro e três na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15256 casos confirmados até ao momento, mais 57 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 6641 casos, mais 200 casos que os registados na terça-feira. A região Centro regista 3505 casos, mais 16 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 342 o número de casos confirmados de infecção, registando-se assim mais sete casos que no dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 132 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê manter, há mais de uma semana e meia, o número de casos infectados: 86. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 mantém-se nos 220.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (43%) febre (30%) cefaleia (20%), dores musculares (22%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 439 casos até aos nove anos de idade, 782 casos entre os 10 e 19 anos, 3094 casos entre os 20 e os 29 anos, 3711 casos entre os 30 e 39 anos, 4388 casos entre os 40 e os 49 anos, 4431 casos entre os 50 e os 59 anos, 2988 casos entre os 60 e os 69 anos, 2275 casos entre os 70 e os 79 anos e 4074casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 254.532 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada terça-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de segunda-feira, registaram-se 5.163 mortes e foram diagnosticados 75.475 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.629.160 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em quarta, 06 maio 2020 14:24
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta terça-feira, há 25702 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 178 casos do que os registados na segunda-feira. Há agora 2671 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 89 casos que no dia de ontem) e subiu para os 1744 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 32 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 818 pessoas internadas em unidades de saúde (mais cinco casos que no dia de ontem), e desses 134 estão em unidades de cuidados intensivos (menos nove casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 258488 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 230115.
 
Neste momento há 25066 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1074 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 11 pessoas, quatro na região Norte, duas na região Centro e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15199 casos confirmados até ao momento, mais 58 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 6241 casos, mais 105 casos que os registados na segunda-feira. A região Centro regista 3489 casos, mais 11 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 335 o número de casos confirmados de infecção, registando-se assim mais dois casos que no dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 132 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê manter, há mais de uma semana, o número de casos infectados: 86. No Alentejo o número de casos infectados  sobe para os 220, número que regista assim mais dois casos que no dia de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (43%) febre (31%) cefaleia (20%), dores musculares (22%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (13%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 436 casos até aos nove anos de idade, 774 casos entre os 10 e 19 anos, 2994 casos entre os 20 e os 29 anos, 3615 casos entre os 30 e 39 anos, 4276 casos entre os 40 e os 49 anos, 4343 casos entre os 50 e os 59 anos, 2955 casos entre os 60 e os 69 anos, 2264 casos entre os 70 e os 79 anos e 4045 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 249.372 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada segunda-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de domingo, registaram-se 3.511 mortes e foram diagnosticados 73.568 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.555.790 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em terça, 05 maio 2020 20:02
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta segunda-feira, há 25524 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 242 casos do que os registados no domingo. Há agora 2760 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 931 casos que no dia de ontem) e subiu para os 1712 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 23 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 813 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 43 casos que no dia de ontem), e desses 143 estão em unidades de cuidados intensivos (menos um caso que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 254510 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 226226.
 
Neste momento há 25081 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1063 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 20 pessoas, 12 na região Norte e oito na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15141 casos confirmados até ao momento, mais 120 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 6136 casos, mais 89 casos que os registados no domingo. A região Centro regista 3478 casos, mais 31 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 333 o número de casos confirmados de infecção, registando-se assim mais dois casos que no dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 132 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê manter, há mais de uma semana, o número de casos infectados: 86. No Alentejo o número de casos infectados mantém-se nos 218, número que não sofre alterações há alguns dias.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (44%) febre (31%) cefaleia (20%), dores musculares (22%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (13%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 425 casos até aos nove anos de idade, 770 casos entre os 10 e 19 anos, 2973 casos entre os 20 e os 29 anos, 3600 casos entre os 30 e 39 anos, 4261 casos entre os 40 e os 49 anos, 4332 casos entre os 50 e os 59 anos, 2930 casos entre os 60 e os 69 anos, 2233 casos entre os 70 e os 79 anos e 4000 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 245.576 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas do passado domingo, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de sábado, registaram-se 3.893 mortes e foram diagnosticados 80.626 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.479.220 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em segunda, 04 maio 2020 14:17
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste domingo, há 25282 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 92 casos do que os registados no sábado. Há agora 3691 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 70 casos que no dia de ontem) e subiu para os 1689 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 18 que os registados no boletim anterior).
 
Dos casos confirmados, há 856 pessoas internadas em unidades de saúde (mais um caso que no dia de ontem), e desses 144 estão em unidades de cuidados intensivos (menos seis casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 252889 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 223916.
 
Neste momento há 25324 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1043 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 20 pessoas, 12 na região Norte, três na região Centro e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 15021 casos confirmados até ao momento, mais 70 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 6047 casos, exactamente o mesmo número de casos registados que no sábado. A região Centro regista 3447 casos, mais 21 do que os registados no dia anterior, e o Algarve vê manter nos 331 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma dos Açores vê subir para os 132 o número de casos confirmados de infecção, registando-se mais um caso do que no boletim emitido no dia de ontem. A Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados: 86. No Alentejo o número de casos infectados mantém-se nos 218, número que não sofre alterações há alguns dias.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (44%) febre (31%) cefaleia (20%), dores musculares (22%), fraqueza generalizada (16%) e dificuldade respiratória (13%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 411 casos até aos nove anos de idade, 755 casos entre os 10 e 19 anos, 2922 casos entre os 20 e os 29 anos, 3538 casos entre os 30 e 39 anos, 4223 casos entre os 40 e os 49 anos, 4272 casos entre os 50 e os 59 anos, 2909 casos entre os 60 e os 69 anos, 2207 casos entre os 70 e os 79 anos e 3964 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 240.231 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas do passado sábado, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de sexta-feira, registaram-se 6.167 mortes e foram diagnosticados 94.645 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 3.371.435 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 193 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em domingo, 03 maio 2020 18:10