quinta, 09 julho 2020
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste domingo, há 36690 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 227 casos do que os registados no passado sábado. Há agora 1385 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 131 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 22669 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 231 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 419 pessoas internadas em unidades de saúde (menos nove pessoas internadas que no dia de ontem), e desses 73 estão em unidades de cuidados intensivos (menos quatro pessoas internadas em relação ao dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 349997 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 311922.
 
Neste momento há 30658 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1517 mortes. Nas últimas 24 horas morreram cinco pessoas, todas na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 17078 casos confirmados até ao momento, mais 12 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 14828 casos, mais 206 casos que os registados no passado sábado. A região Centro regista 3874 casos, mais seis casos que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 395 o número de casos confirmados de infecção na região, registando-se assim mais dois casos que os verificados no boletim do dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 143 o número de casos confirmados de infecção na região, assim como a Região Autónoma da Madeira que vê manter o número de casos infectados nos 90. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 na região subiu para os 282, registando-se assim mais um caso que os verificados no boletim do dia de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (38%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 917 casos até aos nove anos de idade, 1338 casos entre os 10 e 19 anos, 5134 casos entre os 20 e os 29 anos, 5747 casos entre os 30 e 39 anos, 6158 casos entre os 40 e os 49 anos, 5947 casos entre os 50 e os 59 anos, 3891 casos entre os 60 e os 69 anos, 2779 casos entre os 70 e os 79 anos e 4749 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 30 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (177), França (137), Reino Unido (88), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (48), Andorra (32), Brasil (30), Itália (29), EUA (24), Países Baixos (19), Argentina (18), Austrália (15), Alemanha (13), Bélgica (10), Áustria (8), Canadá (6), Egipto (4), India (4), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Angola (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruegaArábia Saudita, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia (4), Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do Sul (2), Azerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 430.289 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas do passado sábado, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quinta-feira, registaram-se 7.438 mortes e foram diagnosticados 225.070 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 7.794.930 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em domingo, 14 junho 2020 16:14
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico deste sábado, há 36463 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 283 casos do que os registados na passada sexta-feira. Há agora 1516 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 30 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 22438 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 238 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 428 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 12 pessoas internadas que no dia de ontem), e desses 77 estão em unidades de cuidados intensivos (mais quatro pessoas internadas em relação ao dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 348837 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 310858.
 
Neste momento há 30655 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1512 mortes. Nas últimas 24 horas morreram sete pessoas, uma na região Norte, cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma na região Alentejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 17066 casos confirmados até ao momento, mais 42 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 14622 casos, mais 215 casos que os registados na sexta-feira. A região Centro regista 3868 casos, mais 22 casos que os registados no dia anterior, e o Algarve vê manter nos 393 o número de casos confirmados de infecção na região. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 143 o número de casos confirmados de infecção na região, assim como a Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados nos 90. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 na região subiu para os 281, registando-se assim mais quatro casos que os verificados no boletim do dia de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (39%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 901 casos até aos nove anos de idade, 1324 casos entre os 10 e 19 anos, 5088 casos entre os 20 e os 29 anos, 5699 casos entre os 30 e 39 anos, 6120 casos entre os 40 e os 49 anos, 5912 casos entre os 50 e os 59 anos, 3880 casos entre os 60 e os 69 anos, 2766 casos entre os 70 e os 79 anos e 4748 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 25 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (177), França (137), Reino Unido (88), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (48), Andorra (32), Brasil (30), Itália (29), EUA (24), Países Baixos (19), Argentina (18), Austrália (15), Alemanha (13), Bélgica (10), Áustria (8), Canadá (6), Egipto (4), India (4), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Angola (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruegaArábia Saudita, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia (4), Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do Sul (2), Azerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 422.851 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada sexta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quinta-feira, registaram-se 6.508 mortes e foram diagnosticados 186.720 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 7.569.860 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em sábado, 13 junho 2020 19:41
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta sexta-feira, há 36180 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 270 casos do que os registados na passada quarta-feira. Há agora 1486 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 76 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 22200 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 198 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 440 pessoas internadas em unidades de saúde (mais 25 pessoas internadas que no dia de ontem), e desses 73 estão em unidades de cuidados intensivos (mais três pessoas internadas em relação ao dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 346703 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 309037.
 
Neste momento há 30779 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1505 mortes. Nas últimas 24 horas morreu apenas uma pessoa. Esta morte registou-se na região Norte. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 17024 casos confirmados até ao momento, mais 17 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 14407 casos, mais 246 casos que os registados na quinta-feira. A região Centro regista 3846 casos, mais cinco casos que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 393 o número de casos confirmados de infecção na região, registando-se assim mais dois casos que os verificados no dia de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 143 o número de casos confirmados de infecção na região, assim como a Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados nos 90. No Alentejo o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 na região também não sofreu alterações: são agora 277.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (39%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 897 casos até aos nove anos de idade, 1314 casos entre os 10 e 19 anos, 5030 casos entre os 20 e os 29 anos, 5657 casos entre os 30 e 39 anos, 6058 casos entre os 40 e os 49 anos, 5873 casos entre os 50 e os 59 anos, 3853 casos entre os 60 e os 69 anos, 2751 casos entre os 70 e os 79 anos e 4722 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 25 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (177), França (137), Reino Unido (88), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (48), Andorra (32), Brasil (30), Itália (29), EUA (24), Países Baixos (19), Argentina (18), Austrália (15), Alemanha (13), Bélgica (10), Áustria (8), Canadá (6), Egipto (4), India (4), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Angola (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruegaArábia Saudita, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia (4), Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do Sul (2), Azerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 416.343 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada quinta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quarta-feira, registaram-se 4.047 mortes e foram diagnosticados 89.010 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 7.383.140 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em sexta, 12 junho 2020 14:07
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quinta-feira, há 35910 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 310 casos do que os registados na passada quarta-feira. Há agora 1562 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 162 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 22002 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 260 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 415 pessoas internadas em unidades de saúde (menos duas pessoas internadas que no dia de ontem), e desses 70 estão em unidades de cuidados intensivos (exactamente o mesmo número de casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 345495 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 308023.
 
Neste momento há 30615 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1504 mortes. Nas últimas 24 horas morreram sete pessoas, uma na região Norte, uma na região Centro e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 17007 casos confirmados até ao momento, mais nove que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 14161 casos, mais 283 casos que os registados na segunda-feira. A região Centro regista 3841 casos, mais quatro casos que os registados no dia anterior, e o Algarve vê manter nos 391 o número de casos confirmados de infecção na região. A Região Autónoma dos Açores vê subir para os 143 o número de casos confirmados de infecção na região, mais um caso que os registados no dia anterior. A Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê subir o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 na região: são agora 277, mais três casos que os registados na passada quarta-feira.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (39%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 873 casos até aos nove anos de idade, 1287 casos entre os 10 e 19 anos, 4968 casos entre os 20 e os 29 anos, 5613 casos entre os 30 e 39 anos, 6018 casos entre os 40 e os 49 anos, 5838 casos entre os 50 e os 59 anos, 3831 casos entre os 60 e os 69 anos, 2739 casos entre os 70 e os 79 anos e 4717 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 26 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (177), França (137), Reino Unido (88), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (48), Andorra (32), Brasil (30), Itália (29), EUA (24), Países Baixos (19), Argentina (18), Austrália (15), Alemanha (13), Bélgica (10), Áustria (8), Canadá (6), Egipto (4), India (4), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Angola (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruegaArábia Saudita, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia (4), Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do Sul (2), Azerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 412.926 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada quarta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de terça-feira, registaram-se 5.015 mortes e foram diagnosticados 125.128 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 7.294.130 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em quinta, 11 junho 2020 13:23
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta terça-feira, há 35600 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 294 casos do que os registados na passada segunda-feira. Há agora 1724 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 106 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 21742 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 403 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 417 pessoas internadas em unidades de saúde (mais 23 casos que no dia de ontem), e desses 70 estão em unidades de cuidados intensivos (mais cinco casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 344217 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 306893.
 
Neste momento há 30398 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1497 mortes. Nas últimas 24 horas morreram cinco pessoas, uma na região Centro e quatro na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16988 casos confirmados até ao momento, mais 21 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 13878 casos, mais 270 casos que os registados na segunda-feira. A região Centro regista 3837 casos, exactamente o mesmo número de casos que os registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 391 o número de casos confirmados de infecção na região, registando-se assim mais dois casos que os verificados no dia anterior. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 142 o número de casos confirmados de infecção na região, assim como a Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê subir o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19 na região: são agora 274, mais um caso que os registados na passada segunda-feira.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (39%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 850 casos até aos nove anos de idade, 1262 casos entre os 10 e 19 anos, 4927 casos entre os 20 e os 29 anos, 5513 casos entre os 30 e 39 anos, 5982 casos entre os 40 e os 49 anos, 5795 casos entre os 50 e os 59 anos, 3802 casos entre os 60 e os 69 anos, 2734 casos entre os 70 e os 79 anos e 4710 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 25 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (177), França (137), Reino Unido (88), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (48), Andorra (32), Brasil (30), Itália (29), EUA (24), Países Baixos (19), Argentina (18), Austrália (15), Alemanha (13), Bélgica (10), Áustria (8), Canadá (6), Egipto (4), India (4), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Angola (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruegaArábia Saudita, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia (4), Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do Sul (2), Azerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou já matou mais de 408 mil pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, e infectou mais de 7,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência de notícias francesa AFP.
 
   

 

 

Modificado em quarta, 10 junho 2020 15:16
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta segunda-feira, há 34885 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 192 casos do que os registados no passado domingo. Há agora 1603 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 251 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 21156 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 161 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 366 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 32 casos que no dia de ontem), e desses 55 estão em unidades de cuidados intensivos (menos três casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 339624 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 303136.
 
Neste momento há 28791 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1485 mortes. Nas últimas 24 horas morreram seis pessoas, uma na região Norte e cinco na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16948 casos confirmados até ao momento, mais 39 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 13222 casos, mais 149 casos que os registados no domingo. A região Centro regista 3826 casos, mais três casos que os registados no dia anterior, e o Algarve mantém nos 389 o número de casos confirmados de infecção na região. A Região Autónoma dos Açores vê subir para os 142 o número de casos confirmados de infecção, registando-se assim mais um caso do que os verificados no dia de ontem. A Região Autónoma da Madeira vê manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê igualmente manter o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são 268.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (39%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (11%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 808 casos até aos nove anos de idade, 1225 casos entre os 10 e 19 anos, 4790 casos entre os 20 e os 29 anos, 5380 casos entre os 30 e 39 anos, 5860 casos entre os 40 e os 49 anos, 5687 casos entre os 50 e os 59 anos, 3729 casos entre os 60 e os 69 anos, 2708 casos entre os 70 e os 79 anos e 4665 casos de pessoas com mais de 80 anos. Estão registados como desconhecidos em relação ao grupo etário a que pertencem, 33 doentes.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 403.449 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 12 horas de hoje, segunda-feira, a partir de dados oficiais.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 7.030.330 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em segunda, 08 junho 2020 15:51
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta sexta-feira, há 30200 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 288 casos do que os registados na passada quinta-feira. Há agora 2257 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 132 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 7590 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 1138 casos de pessoas recuperadas que os registados no dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 576 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 32 casos que no dia de ontem), e desses 84 estão em unidades de cuidados intensivos (menos oito casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 306171 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 273714.
 
Neste momento há 26198 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1289 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 12 pessoas, oito na região Norte, uma na região Centro e três na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16596 casos confirmados até ao momento, mais 56 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 9106 casos, mais 228 casos que os registados na quinta-feira. A região Centro regista 3664 casos, mais dois que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 358 o número de casos confirmados de infecção na região, registando-se assim mais um caso que os verificados no boletim de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê subir o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são agora 251, regista-se assim mais um caso que os verificados no boletim de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (41%) febre (29%) cefaleia (20%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 555 casos até aos nove anos de idade, 975 casos entre os 10 e 19 anos, 3806 casos entre os 20 e os 29 anos, 4477 casos entre os 30 e 39 anos, 5106 casos entre os 40 e os 49 anos, 5064 casos entre os 50 e os 59 anos, 3347 casos entre os 60 e os 69 anos, 2474 casos entre os 70 e os 79 anos e 4396 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 329.799 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada quinta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de quarta-feira, registaram-se 4.563 mortes e foram diagnosticados 106.338 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 5.049.390 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em sexta, 22 maio 2020 14:46
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quinta-feira, há 29912 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 252 casos do que os registados na passada quarta-feira. Há agora 2125 pessoas que aguardam resultado laboratorial (menos 280 cidadãos que no dia de ontem) e mantém-se inalterado o número de casos de pessoas que já recuperaram: são 6452.
 
Dos casos confirmados, há 608 pessoas internadas em unidades de saúde (menos um caso que no dia de ontem), e desses 92 estão em unidades de cuidados intensivos (menos um caso que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 303811 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 271774.
 
Neste momento há 22741 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1277 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 14 pessoas, quatro na região Norte, duas na região Centro e oito na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16540 casos confirmados até ao momento, mais 52 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 8878 casos, mais 190 casos que os registados na quarta-feira. A região Centro regista 3662 casos, mais sete que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê subir para os 357 o número de casos confirmados de infecção na região, registando-se assim mais um caso que os verificados no boletim de ontem. A Região Autónoma dos Açores vê manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê subir o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são agora 250, registam-se assim mais dois casos que os verificados no boletim de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (40%) febre (29%) cefaleia (19%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 547 casos até aos nove anos de idade, 955 casos entre os 10 e 19 anos, 3752 casos entre os 20 e os 29 anos, 4416 casos entre os 30 e 39 anos, 5059 casos entre os 40 e os 49 anos, 5030 casos entre os 50 e os 59 anos, 3323 casos entre os 60 e os 69 anos, 2451 casos entre os 70 e os 79 anos e 4379 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 325.232 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada quarta-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de terça-feira, registaram-se 4.951 mortes e foram diagnosticados 94.820 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 4.943.050 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em quinta, 21 maio 2020 13:44
Segundo foi anunciado pela Direcção-Geral da Saúde (DGS), no boletim epidemiológico desta quarta-feira, há 29660 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus em Portugal. Registam-se assim mais 228 casos do que os registados na passada terça-feira. Há agora 2405 pessoas que aguardam resultado laboratorial (mais 56 cidadãos que no dia de ontem) e subiu para os 6452 o número de casos de pessoas que já recuperaram (mais 21 casos que os verificados no boletim do dia anterior).
 
Dos casos confirmados, há 609 pessoas internadas em unidades de saúde (menos 20 casos que no dia de ontem), e desses 93 estão em unidades de cuidados intensivos (menos oito casos que os registados no dia anterior).
 
O total de casos suspeitos subiu para 301225 e sabe-se também que o total de casos não confirmados é agora de 269160.
 
Neste momento há 25281 casos a serem acompanhados com contactos de vigilância pelas autoridades.
 
Estão já confirmadas no nosso país 1263 mortes. Nas últimas 24 horas morreram 16 pessoas, seis na região Norte, três na região Centro e sete na região de Lisboa e Vale do Tejo. 
 
A região Norte volta a ser a que regista mais casos, com 16488 casos confirmados até ao momento, mais 16 que no dia anterior. Segue-se a região de Lisboa e Vale do Tejo com 8688 casos, mais 198 casos que os registados na terça-feira. A região Centro regista 3655 casos, mais 11 que os casos registados no dia anterior, e o Algarve vê manter nos 356 o número de casos confirmados de infecção na região. A Região Autónoma dos Açores vê também manter nos 135 o número de casos confirmados de infecção. A Região Autónoma da Madeira vê igualmente manter o número de casos infectados nos 90. O Alentejo vê subir o número de casos de pessoas infectadas com Covid-19: são agora 248, registam-se assim mais três casos que os verificados no boletim de ontem.
 
 
Segundo a DGS, mais de metade dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse (41%) febre (29%) cefaleia (19%), dores musculares (21%), fraqueza generalizada (15%) e dificuldade respiratória (12%).  
 
  
 
  
Se considerarmos as faixas etárias, há 537 casos até aos nove anos de idade, 943 casos entre os 10 e 19 anos, 3707 casos entre os 20 e os 29 anos, 4364 casos entre os 30 e 39 anos, 5005 casos entre os 40 e os 49 anos, 4999 casos entre os 50 e os 59 anos, 3295 casos entre os 60 e os 69 anos, 2436 casos entre os 70 e os 79 anos e 4374 casos de pessoas com mais de 80 anos.
 
O número de cadeias de transmissão deixou de ser revelado, mas existem vários casos importados sobretudo de Espanha (171), França (130), Reino Unido (82), Suíça (45), Emirados Árabes Unidos (46), Itália (29), Andorra (32), Brasil (30), EUA (24), Países Baixos (19), Austrália (15), Argentina (18), Bélgica (10), Alemanha (10), Áustria (8), Canadá (6), Cabo Verde (4), Israel (3), Guatemala (3), Egipto (4), India (4), Guatemala (3), Irlanda (3), Tailândia (3), Cuba (2), Suécia (2), México (2), Malta (2), Paquistão (2), Jamaica (2), Chile (2) e Luxemburgo (2). Os outros casos importados são de Andorra/EspanhaAlemanha/Áustria, Alemanha/IrlandaNoruega, ChinaRepública Checa, JapãoUcrânia, MaldivasIndonésia, Singapura, Venezuela, Polónia, Qatar, Dinamarca, África do SulAzerbaijão, Turquia, VenezuelaMarrocos e Irão.
 
A pandemia de Covid-19 matou, pelo menos, 320.255 pessoas no mundo inteiro desde que a doença surgiu, em Dezembro na China, segundo um balanço da AFP, efectuado às 19 horas da passada terça-feira, a partir de dados oficiais.
 
Desde a contagem realizada à mesma hora de segunda-feira, registaram-se 4.242 mortes e foram diagnosticados 90.108 novos casos de infecção pelo novo coronavírus em todo o mundo.
 
De acordo com a agência de notícias francesa, já foram diagnosticados 4.850.670 casos de infecção pelo novo coronavírus, tendo esses mesmos casos de infecção com Covid-19 já diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da epidemia.
 
   

 

 

Modificado em quarta, 20 maio 2020 14:17