domingo, 07 junho 2020
sábado, 16 maio 2020 14:55

Dias 8 e 9 de Maio - Datas marcantes

Escrito por
8 DE MAIO - O DERRUBE DO REGIME NAZI
No dia 8 de Maio do presente ano foi possível comemorar os 75 anos do fim do regime nazi. Infelizmente, tendo em conta o contexto em que vivemos, não foi possível festejar da melhor forma tão importante data. A situação de afastamento provocada pelo COVID 19 foi efetivamente inibidora para quaisquer práticas de celebração de tão importante data. Claramente compreensível!
 
No dia 8 de maio de 1945, a Alemanha nazi capitulou, dando fim ao maior conflito mundial vivido pela humanidade. Não podemos esquecer as atrocidades do regime de Hitler, muito menos esquecer uma das maiores vergonhas da humanidade. Tal como escrevia o escritor francês Olivier Guez: “A cada duas ou três gerações, quando a memória se estiola e as últimas testemunhas dos massacres anteriores morrem, a razão se retrai e homens voltam a propagar o mal.” Realisticamente, os fantasmas do passado nunca desapareceram totalmente, e no contexto da atualidade preservar a memória se torna ainda mais importante do que nunca.
 
9 DE MAIO - O DIA DA EUROPA
No dia 9 de maio festeja-se a paz e a unidade do continente europeu. Esta data assinala o aniversário da histórica «Declaração Schuman». ´´Num discurso proferido em Paris, em 1950, Robert Schuman, o então Ministro dos Negócios Estrangeiros francês, expôs a sua visão de uma nova forma de cooperação política na Europa, que tornaria impensável a eclosão de uma guerra entre países europeus.
 
A sua visão passava pela criação de uma instituição europeia encarregada de gerir em comum a produção do carvão e do aço. Menos de um ano mais tarde, era assinado um tratado que criava uma entidade com essas funções. Considera-se que a União Europeia atual teve início com a proposta de Schuman.``
 

Tal como aconteceu com o fim da II Grande Guerra Mundial, esta crise, provocada pelo COVID 19, deveria tornar-se numa grande oportunidade para a União Europeia se fortalecer, mas sobretudo para fortalecer os seus povos, para fortalecer as suas gentes.

É neste contexto que são criadas as Comunidades Económicas, dando origem ao que hoje denominamos de União Europeia. É neste contexto, com o objetivo de garantir a paz entre nações, que se foi criando este grande projeto que une atualmente 27 estados membros.
 
DESAFIOS:
Vivemos uma era em que o projeto Europeu (entenda-se União Europeia) enfrenta grandes desafios e fortes contradições: As consequências e resultados do processo do “Brexit” ainda deixam muitas incertezas quanto ao novo modelo europeu; A crise dos imigrantes e refugiados têm provocado muitos desentendimentos e falta de solidariedade entre povos; A emergência e crescimento dos populismos e do radicalismo de extrema-direita e extrema-esquerda, têm sido um dos maiores fatores desagregador do ``modelo europeu´´. E muito grave, tal como se tem visto na crise provocada pelo COVID 19, existe uma gigantesca dificuldade em se tomar decisões rápidas. Decisões estas que poderiam ajudar a avançar de forma sólida o processo de construção europeia, eliminando muitas das dúvidas de credibilidade que as instituições europeias padecem, perante grande parte dos cidadãos europeus.
 
Tal como aconteceu com o fim da II Grande Guerra Mundial, esta crise, provocada pelo COVID 19, deveria tornar-se numa grande oportunidade para a União Europeia se fortalecer, mas sobretudo para fortalecer os seus povos, para fortalecer as suas gentes.
 
Ainda tenho essa esperança!
 
* Vereador na Câmara Municpal de Évora, António Costa da Silva
Modificado em sábado, 16 maio 2020 15:00

Deixe um comentário