domingo, 12 julho 2020
terça, 23 junho 2020 21:46

Está fechado o cartel da corrida de 11 de Julho, a primeira a nível mundial no pós-confinamento da Covid-19

Escrito por
Os bilhetes começam a ser vendidos a partir de segunda-feira Os bilhetes começam a ser vendidos a partir de segunda-feira DR
No próximo dia 11 de Julho, pelas 22 horas, a centenária Praça de Touros de Estremoz irá receber a primeira corrida de toiros, realizada a nível mundial, nesta fase de pós-confinamento do surto pandémico da Covid-19.
 
Em declarações ao Ardina do Alentejo, Luís Miguel Pombeiro, empresário da praça estremocense, revelou que o cartel dessa noite será composto por “Rui Salvador, António Maria Brito Paes, João Moura Caetano e Manuel Ribeiro Telles Bastos. Acontecerá a apresentação do triunfador da temporada mexicana, o cavaleiro Emiliano Gamero, o chamado Revolucionário, e marcará também presença Parreirita Cigano, que foi o triunfador na praça de Estremoz no ano passado e porque é um miúdo que merece ser apoiado numa altura em que anda tudo a falar de racismo e de raças e há que apoiar os nossos”.
 
Em relação aos Grupos de Forcados, o homem forte da Ovação e Palmas referiu que a ideia inicial era que “a corrida tivesse três grupos de forcados” mas devido à obrigatoriedade de testes aos homens das jaquetas das ramagens, “a mesma terá apenas dois grupos de forcados, os Amadores de Arronches e os Académicos de Elvas”.
 
Os touros são da Ganadaria Vinhas, que cumpre este ano 70 anos de existência. Trata-se de uma ganadaria com tradição, com encaste de Santa Coloma, uns touros típicos e tradicionais que vão dar de certeza um ar de graça à festa” adiantou ainda Luís Miguel Pombeiro.
 
E com que expectativas está o organizador da corrida de reabertura da temporada sobre esta corrida histórica em Estremoz: “As pessoas sabem que nós vamos ter várias normas de segurança: vai ser obrigatório o uso de máscara, obrigatória a desinfecção da praça, quer antes, quer depois da corrida, vão haver vários pontos de desinfecção das mãos no interior da praça... As expectativas são boas, atendendo a que nós só podemos vender uma parte da lotação. Temos já algumas reservas e ainda não temos os bilhetes à venda, porque a decisão de avançar, de alguém ter que fazer alguma coisa e de alguém ter de enfrentar este anti-taurinismo foi decidida ontem (ndr: 22 de Junho). Há uma grande expectativa porque penso que as pessoas vão a esta corrida como forma de luta, como forma de apoio”.
 
Sobre as normas decretadas pela Direcção Geral da Saúde (DGS) para a tauromaquia, Luís Miguel Pombeiro acredita “que o Governo ainda irá mudar estas normas visto que a DGS hoje diz uma coisa e amanhã diz outra, o que revela que tem andado um pouco perdida… Felizmente temos uns profissionais de saúde bons, que têm aguentado isto, porque as asneiras da DGS têm sido mais que muitas. Ainda estou em crer que colmatem o erro e que deixem entrar pelo menos 50% de público”.
 
No final desta breve conversa, o empresário lançou o apelo na primeira pessoa: “Venham a Estremoz, venham em segurança, que nós cá estaremos para os receber, numa corrida que vai ser histórica. Contamos com todos”. 
Modificado em quarta, 24 junho 2020 03:30

Deixe um comentário