domingo, 21 janeiro 2018

Estão quase vendidos todos os lotes da primeira fase na Zona Industrial dos Arcos

Escrito por  Publicado em Estremoz quinta, 21 dezembro 2017 07:58
A localização desta zona industrial constitui "um polo de atracção" de empresas de Estremoz, mas também de toda a zona dos mármores A localização desta zona industrial constitui "um polo de atracção" de empresas de Estremoz, mas também de toda a zona dos mármores DR
Segundo afirmou o Presidente do Município estremocense quase todos os lotes da primeira fase da Zona Industrial de Arcos, no concelho de Estremoz, já foram vendidos para a instalação de empresas de diferentes sectores de actividade.
 
O autarca adiantou que faltam vender apenas três dos 62 lotes da primeira fase da zona industrial, inaugurada em Maio deste ano, e que os 22 da segunda fase serão vendidos posteriormente.
 
Segundo o edil estremocense, a obra de construção das infraestruturas, candidatada a fundos comunitários, através do programa Alentejo 2020, ficou orçada em 2,5 milhões de euros, que, juntamente com o valor da compra de terrenos, ascende a um total de seis milhões de euros de investimento na zona industrial.
 
Luís Mourinha afirmou que "esta zona industrial pretende criar mais e melhores condições para que as empresas se possam instalar no concelho, permitindo a criação de mais postos de trabalho e contrariar o despovoamento da região".
 
Entre as empresas que se vão instalar na Zona Industrial de Arcos contam-se uma de produção de alimentos compostos para animais, uma de máquinas e ferramentas diamantadas para o sector das rochas ornamentais, uma fábrica de piscinas e uma unidade industrial do sector da metalomecânica.
 
Unidades industriais para engarrafamento de vinhos e azeites, produção de azeitona e tremoço de conserva, doces regionais e artigos em betão, além de várias oficinas e armazéns, vão também investir naquela zona industrial.
 
De acordo com o município, as infraestruturas desta área de acolhimento empresarial possui 84 lotes de terreno, de grande, média e pequena dimensão, o que possibilita que "uma maior diversidade de empresas se possa ali instalar".
 
A obra das infraestruturas da zona industrial compreendeu a execução dos arruamentos e das redes de abastecimento de águas, de saneamento, de energia e de telecomunicações, assim como a intervenção nos espaços exteriores.
 
Como já foi afirmado por diversas vezes pelo município, a localização desta zona industrial constitui "um polo de atracção" de empresas de Estremoz, mas também de toda a zona dos mármores, podendo vir a albergar empresas dos vizinhos concelhos de Borba e Vila Viçosa que procurem lotes de terreno com maiores dimensões.
 
c/ LUSA

Deixe um comentário

Mais Populares