sábado, 16 dezembro 2017

A guerra do fogo - A ciência ao serviço da floresta

Escrito por  Publicado em Estremoz segunda, 20 novembro 2017 18:40
Em Estremoz, nas instalações do Centro Ciência Viva, o debate aberto terá lugar na próxima quinta-feira Em Estremoz, nas instalações do Centro Ciência Viva, o debate aberto terá lugar na próxima quinta-feira DR
Portugal Continental é um território de grande densidade florestal, sendo os incêndios florestais um dos riscos mais prementes para a integridade territorial e a segurança dos cidadãos. Só nos primeiros dez meses de 2017 arderam 418.000 hectares de floresta, o que corresponde a 4,5 por cento do território nacional, com perda de vidas humanas. O conhecimento científico tem respostas contra estes incêndios, podendo garantir ao mesmo tempo o reequilíbrio da floresta e a sua sustentabilidade.
 
Na Semana da Ciência e da Tecnologia, que decorre de 20 a 26 de Novembro, a Rede Nacional de Centros Ciência Viva dá voz a instituições científicas e aos cidadãos para discutir os contributos da ciência e da tecnologia na valorização da floresta e prevenção dos incêndios florestais. 
 
Em Estremoz, nas instalações do Centro Ciência Viva de Estremoz (CCVE), o debate aberto terá lugar na próxima quinta-feira, dia 23 de Novembro, dia da floresta autóctone, pelas 18 horas. "A Floresta do Conhecimento" será o tema central do debate que conta, entre outras individualidades, com a presença do Professor Doutor Carlos Pinto Gomes, do Departamento de Paisagem, Ambiente e Ordenamento da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora
 
Como pode o conhecimento científico ser usado na gestão da floresta e prevenção dos incêndios? A resposta a esta e a outras perguntas esperam por si!
 
Em Estremoz, o debate aberto é organizado pelo Centro Ciência Viva de Estremoz (CCVE), com o apoio do Município de Estremoz e da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, em colaboração com a Rede Nacional de Centros Ciência Viva e a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica - ANCCT.

Deixe um comentário

Mais Populares