segunda, 23 outubro 2017

Estremoz - Sexta-feira há ciência até de madrugada

Escrito por quarta, 28 setembro 2016 01:24
No próximo dia 30 de Setembro, sexta-feira, o Centro Ciência Viva de Estremoz propõe uma maratona de ciência com a duração de mais de 17 horas. A iniciativa "Maratona de Ciência Viva em Estremoz" começa às 9 horas da manhã e termina já na madrugada do dia 1 de Outubro, Sábado, pelas 2.30 da manhã.
 
A acção pretende juntar a população e os investigadores do CCV de Estremoz, numa maratona que inclui um conjunto de actividades e variadíssimas experiências. Seis exposições interactivas, duas saídas de campo, noite de cinema seguida de tertúlia científica e de observação astronómica nocturna, são algumas das propostas no âmbito do projecto “Noite Europeia dos Investigadores - NEI 2016”, que é financiado pela Comissão Europeia no âmbito das Acções Marie Sklodowska-Curie.
 
A organização e implementação das actividades da NEI 2016, em Estremoz, está a cargo do Centro Ciência Viva de Estremoz, do Município de Estremoz, da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora e do Instituto de Ciências da Terra.
 
As actividades contam com o apoio da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica – Ciência Viva e da Universidade de Évora.
 
O programa completo pode ser consultado em www.ccvestremoz.uevora.pt.
 
O Centro de Ciência Viva de Estremoz tem o apoio do InAlentejo.
 
Exposições interativas - das 09 às 20 horas - Centro Ciência Viva de Estremoz
1. Terra: um planeta dinâmico
2. Evolução: resposta a um planeta em mudança
3. Observatório de Ciências da Terra Professor Doutor José Mariano Gago
4. Do Silício à Sílica: 2 milhões de anos de Evolução
5. Por que Somos como Somos?!
6. Ver a Terra nos ombros de Gigantes
 
Saídas de Campo - das 09 às 18 horas - Concelho de Estremoz
1. Em Estremoz há um SOL!
2. O Oceano de há 600 milhões de anos
 
Noite de Cinema - 21.30 horas - Teatro Bernardim Ribeiro
STAR TREK: Para além do Universo
 
Tertúlia Científica - das 23.30 às 00.30 horas - Teatro Bernardim Ribeiro
 
Observação Astronómica Nocturna - das 00.30 às 02.30 horas - Varanda do Teatro Bernardim Ribeiro
 

Peça de artesão estremocense roubada em Fátima

Escrito por terça, 27 setembro 2016 02:37
Um Santo António com o menino ao colo, datado da década de 40 do século passado, da autoria do Mestre Mariano da Conceição, foi roubado em Fátima.
 
A peça, com cerca de 30 centímetros e feita com barro vermelho pintado a frio, era uma das mais de 300 obras que fazia parte da exposição “Raízes”, autoria de Jorge da Conceição, neto do Mestre Mariano.
 
A mostra, onde estavam igualmente expostos trabalhos da sua avó, Liberdade da Conceição, bem como da sua mãe, Maria Luísa da Conceição, esteve patente ao público, no Centro Paroquial de Fátima, junto à Igreja Matriz, durante sensivelmente dois meses, de 24 de Julho a 25 de Setembro.
 
O roubo foi descoberto pelo próprio artesão Jorge da Conceição, no dia de ontem, 26 de Setembro, aquando da desmontagem da exposição. Segundo informações prestadas pelo barrista estremocense ao Ardina do Alentejo, “quem fez sabia o que estava a fazer” visto que “escolheram uma peça de colecção”. Ainda segundo Jorge da Conceição, “quem roubou a peça tirou também a placa com a identificação e assim ninguém deu conta que faltava”.
 
Jorge da Conceição é o representante da terceira geração do Clã Conceição na arte de fazer Bonecos de Estremoz e este furto, de uma peça da autoria do seu avô pela qual tem um carinho muito especial, deixou-o desolado.
 
Numa mensagem colocada na sua página pessoal na rede social Facebook, o artista lançou um pedido de ajuda no sentido de o avisarem “se por algum acaso virem esta peça à venda em algum sítio”.
 
A Paróquia de Fátima apresentou queixa pelo furto do Santo António do Mestre Mariano da Conceição.
 

Homem de 46 anos desaparecido em Estremoz

Escrito por sexta, 16 setembro 2016 14:58
Um homem, residente no concelho de Estremoz, mais concretamente na freguesia de Santo Estêvão, está desparecido desde o passado Domingo, dia 11 de Setembro.
 
Segundo informações recolhidas pelo "Ardina do Alentejo", Manuel Delgado, de 46 anos, motorista de profissão, foi visto cerca das 17 horas de Domingo, perto das bombas de gasolina do Intermarché de Estremoz.
 
Tanto o telemóvel pessoal do individuo, bem como o telefone da empresa de camionagem para a qual trabalha, e onde iria começar mais um dia de trabalho às 21 horas do dia do desaparecimento, estão ambos desligados.
 
Em declarações ao nosso portal, João Mariano, pai de Manuel Delgado, referiu que “ele saiu de casa para ir trabalhar e não disse mais nada”. João Mariano acrescentou ainda que “a GNR está no terreno à procura dele mas não se sabe nada, não há pistas para o que aconteceu”. Ainda segundo o progenitor do desaparecido “nem do carro dele se sabe”. João Mariano mantém a esperança de que tudo terminará bem, mas vai adiantando “que as coisas estão a complicar-se, até mesmo porque já passou quase uma semana”.
 
A GNR tomou conta da ocorrência.
 
Quem tiver conhecimento de algum detalhe ou alguma informação que possa ajudar nas buscas, deve informar o Posto de Estremoz da Guarda Nacional Republicana, ou entrar em contacto directo com o pai de Manuel Delgado, através do 968369592.
 
O Regimento de Cavalaria 3 (RC3), de Estremoz, a unidade mais antiga em actividade do Exército Português, está a comemorar 309 anos de existência com várias iniciativas, incluindo uma cerimónia militar que se realiza na próxima quinta-feira.
 
A cerimónia militar comemorativa do dia da unidade e da participação do RC3 na Batalha de Fuente de Cantos, da Guerra Peninsular, e que deu origem ao dia da unidade, vai decorrer no Rossio Marquês de Pombal, pelas 16.30 horas.
 
O RC3 foi a unidade que mobilizou o maior número de militares para a guerra nas antigas colónias portuguesas, cerca de 42 mil homens, integrando 42 batalhões e 18 companhias, e a que registou o maior número de mortos - 485.
 
Considerada uma das unidades militares mais influentes na revolução do 25 de Abril de 1974, o RC3 participou com um Esquadrão de Reconhecimento, comandado pelo Capitão Andrade Moura, com 120 homens, nas movimentações militares que derrubaram a ditadura.
 
O Regimento de Cavalaria 3 "Dragões de Olivença" tem origem numa das mais antigas unidades do Exército, fundada em 1707, em Olivença, e participou também na Guerra Peninsular e na I Guerra Mundial.
 
O RC3 está instalado em Estremoz há 141 anos, desde 05 de Abril de 1875.
 
O dia da unidade é celebrado, habitualmente, a 15 de Setembro, data em que decorreu a Batalha de Fuente de Cantos, em 1810.
 
O programa comemorativo dos 309 anos da unidade inclui diversas actividades de âmbito cultural e desportivo, das quais destacamos a exposição de pintura, na Casa de Sargentos, a partir de quinta-feira e que ficará patente ao público até ao dia 07 de Outubro.
 
Também no âmbito destas comemorações decorre no próximo Sábado, no Rossio Marquês de Pombal, às 21 horas, uma actuação da Reprise de Mafra e às 22 horas, também na maior praça do país, um concerto pela Orquestra Ligeira do Exército.
 
c/ LUSA
 

Grupo Benévolo de Dadores de Sangue organiza recolha

Escrito por quinta, 08 setembro 2016 15:56
Realiza-se no próximo dia 10 de Setembro, a segunda recolha de sangue do ano de 2016 do Grupo Benévolo de Dadores de Sangue do Centro Social e Paroquial de Santo André de Estremoz.
 
Entre as 9 e as 13 horas, nas instalações da antiga Casa Inglesa, com entrada na Avenida Condessa da Cuba, em Estremoz, espera-se a presença de todos aqueles que queiram doar um pouco de si, para benefício daqueles que mais precisam.
 
Hoje pelos outros, amanhã por nós!

Vinho de Estremoz em videoclip de Mickael Carreira

Escrito por terça, 06 setembro 2016 23:32
O canal oficial de Mickael Carreira na plataforma You Tube, o MickaelCarreiraVEVO, lançou no passado dia 2 de Setembro, o videoclip do mais recente single do cantor português, “Fácil”, que foi realizado por João Pedro Moreira, numa produção responsabilidade da ZDF.

 
E Estremoz está representado neste videoclipe… e muito bem representado, diga-se em abono da verdade.
 
Ao minuto 03.24 do videoclipe da música escrita e composta por Feid, Jowan, Rolo, Mosty, Mickael Carreira e Paulo Martins, o cantor está encostado ao balcão de um animado sunset, junto a uma garrafa de “Pouca Roupa Branco”, vinho produzido em Estremoz, por João Portugal Ramos.
 
Presente também neste videoclipe, mas de forma mais fugaz, o “Pouca Roupa Rosé”, que surge dentro de um frappé original da marca de João Portugal Ramos.
 
A presença de Mickael Carreira na FIAPE 2016, no passado dia 28 de Abril, e a oferta com que foi brindado na altura por parte do produtor radicado em Estremoz, transformou-se agora numa parceria que se quer de sucesso. 
 
 
 
 
Em pleno relvado sintético do Estádio Municipal José Gomes Palmeiro da Costa, e acompanhados por jovens futebolistas encarnados, o Intermarché de Estremoz, insígnia do grupo Os Mosqueteiros que comemora este ano 25 anos de presença em Portugal, e o Clube de Futebol de Estremoz, através da sua secção de futebol, assinaram um protocolo inédito e inovador.
 
O acordo, assinado por Pedro Esperança, gerente do Intermarché de Estremoz e por João Constantino Marques, Chefe da Secção de Futebol do Clube de Futebol de Estremoz, e que se encontra em funcionamento desde o passado dia 1 de Setembro, estipula que a superfície comercial estremocense dará ao clube encarnado e negro, trimestralmente, a quantia correspondente à percentagem de 1% sobre o valor das compras efectuadas pelos pais dos jovens futebolistas integrados na área de formação do clube.
 
Para Pedro Esperança, este protocolo “pretende acima de tudo o desenvolvimento da secção de futebol do Clube de Futebol de Estremoz, beneficiando com este acordo não só a loja e a secção de futebol, mas também os clientes para os quais esta ação se destina, que podem sair beneficiados também”.
 
Segundo João Constantino Marques, este acordo “é uma base de apoio muito importante, é uma parceria ótima porque é uma grande ajuda que vai dar à secção, e em que os pais têm uma palavra a dizer, porque os pais têm também de colaborar”. O Chefe da Secção de Futebol do Clube de Futebol de Estremoz acrescentou ainda que com este protocolo “podemos ao longo do ano adquirir bens e materiais que atualmente não conseguimos, e que com esta ajuda podemos adquirir, sempre com o objetivo de que a formação do clube cresça ainda mais”.

Bombeiros de Estremoz combatem incêndio em Monchique

Escrito por domingo, 04 setembro 2016 12:49
Cinco elementos dos Bombeiros Voluntários de Estremoz foram destacados para o combate ao incêndio que lavra em Monchique desde as 17.08 horas do dia de ontem, Sábado, 3 de Setembro.
 
Os valorosos bombeiros estremocenses chegaram ao Posto de Comando Operacional do Alto da Fóia, no distrito de Faro, durante a última madrugada.
 
Os cinco bombeiros do quadro activo dos “soldados da paz” da cidade branca do Alentejo, fazem parte do Grupo de Reforço de Ataque Ampliado (GRUATA) do distrito de Évora, que totaliza 32 bombeiros.
 
Segundo informações obtidas pelo “Ardina do Alentejo”, o incêndio de Monchique, que lavra numa zona de eucaliptal e mato, tem uma frente activa, estando no terreno no combate às chamas 415 operacionais, auxiliados por 125 viaturas e nove meios aéreos (quatro helicópteros e cinco aviões).  
 
* notícia actualizada às 15.54 horas

Enóloga estremocense lança vinho MINOC

Escrito por sábado, 03 setembro 2016 20:31
Deixou a sua terra natal, Estremoz, para ir estudar para a Escola Superior Agrária de Santarém e lá ficou por terras ribatejanas. No passado dia 20 de Agosto, ou não fosse o vinho uma das suas grandes paixões, lançou o seu primeiro vinho, de nome “MINOC”, numa clara homenagem à sua família Conim, única existente em Portugal.
 
Ao jornal ribatejano “O Mirante”, a jovem enóloga Rita Conim Pinto, explicou que “trata-se de um vinho carregado de emoção, produzido com muita entrega e empenho, reflexo da experiência adquirida em adegas do Alentejo e Ribatejo”.
 
Salientou ainda que “o vinho branco é leve e fresco, ideal para o tempo quente e o tinto apresenta-se muito aromático e com boa estrutura. Com uma imagem contemporânea e apelativa está disponível no mercado com uma boa relação qualidade/preço”.
 
No próximo dia 7 de Setembro, os visitantes da Alpiagra - 34ª Feira Agrícola e Comercial de Alpiarça, poderão provar o vinho “MINOC” num ShowDrinking que se vai realizar, às 21 horas, no Pavilhão Comercial da Feira.

Mais Populares