sexta, 22 junho 2018
A Barragem de Veiros, uma das mais antigas aspirações do concelho de Estremoz já é uma realidade!

 
A Ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, presidiu no dia de ontem, quarta-feira, 27 de Maio, à cerimónia de inauguração da Barragem de Veiros. A cerimónia contou ainda com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Luís Mourinha, do Presidente da Câmara Municipal de Monforte, Gonçalo Lagem, do Presidente da Junta de Freguesia de Veiros, Nicolau Almada, de diversas entidades civis e militares, para além de muitos populares, a sua maioria residentes na freguesia do concelho de Estremoz, que assim viram cumprida uma promessa com mais de 60 anos. Mas antes mesmo de estar referenciada num plano hidrológico desenvolvido nos anos 50 do século XX, já se falava nesta estruturante obra. Estudos recentes indicam que a Barragem de Veiros já estaria projectada em 1885!
 
Assunção Cristas referiu que “muitas vezes li sobre esta obra e muitas vezes falei sobre esta obra no Parlamento”. Salientou que “para alguém que sempre acreditou que a obra iria acontecer e que sempre ajudou para que ela realmente acontecesse, poder vir à obra, testemunhar e verificar na primeira pessoa que a Barragem de Veiros se tornou uma realidade é uma grande honra e muito gratificante para quem se envolveu e para quem sempre acreditou que a obra seria possível”.
 
Ainda segundo a governante, esta obra foi possível graças “aos dinheiros do PRODER”, num investimento governamental que ronda os 25 milhões de euros.
A Ministra da Agricultura e do Mar disse ainda acreditar que “quando se fala no interior, na necessidade de contrariar a desertificação, de trazer mais gente e de criar mais oportunidades, que essas oportunidades se criam com água, com agricultura, com a possibilidade de instalar mais agricultores, e dinamizar estas terras”. 
 
Deixou ainda o alerta de que o grande desafio agora está nas mãos da “Associação de Regantes” da Barragem de Veiros, e que poderão contar sempre com o apoio da Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e do PDR 2020. Assunção Cristas disse ainda gostar de ver muitos dos 1114 hectares de solos infraestruturados e que a albufeira da Barragem de Veiros vai beneficiar “já regadas no próximo ano, na campanha de rega”.
 
José Nuno Pereira, Presidente da Associação de Regantes da Barragem de Veiros, disse “ser uma honra” para Veiros ter uma obra desta envergadura, “pela qual todos os agricultores ansiavam”, na esperança de que seja um sinal de “progresso para Veiros e para todo o Alentejo”.
 
Gonçalo Lagem, Presidente da Câmara Municipal de Monforte, manifestou-se agradado por ver “o dinheiro público ser utilizado na sua plenitude com muita responsabilidade”. Acrescentou que “um dos problemas estruturais que o Alentejo tem é a falta de capacidade de armazenamento de água. Para além disso, temos um clima miserável, em termos agrícolas, e temos uma grande heterogeneidade de solos, mas temos uma grande vantagem, temos agricultores por excelência, que utilizam na plenitude os seus conhecimentos, e que é preciso também valorizar”. 
 
O autarca de Monforte concluiu dizendo que a Barragem de Veiros “vai seguramente fazer toda a diferença, vai atrair gente, vai criar postos de trabalho, e vai com certeza criar uma agricultura diferente, sustentável, e certamente dar melhor vida aos nossos cidadãos”.
 
Luís Mourinha, Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, referiu que “este é um investimento com um valor significativo, 24 milhões de euros no total, e que é preciso que os agricultores e os proprietários dos terrenos tenham a consciência do valor que o Estado aqui investiu para que possam produzir, possam criar emprego e possam dinamizar os concelhos de Estremoz e Monforte”.
 
O autarca estremocense mostrou-se confiante em que “um bom aproveitamento agrícola da Barragem vai trazer uma nova dinâmica a sectores actualmente deficitários, como a maquinaria agrícola, os equipamentos e a modernização”.
 
Luís Mourinha salientou que “com o nosso clima, com o amor à terra dos alentejanos, dos estremocenses, dos veirenses, e dos monfortenses, não podemos deixar de fazer o aproveitamento, o que seria um acto criminoso, do grande investimento e do grande esforço feito por este Governo nesta obra, embora ninguém possa dizer que é o pai da Barragem, porque esse ficou em 1885, e dos presentes não estava cá ninguém”.
 
Além da criação de um perímetro de rega, a Barragem de Veiros vai permitir reforçar o abastecimento público de água e criar condições para a utilização turística e recreativa da albufeira.
 
A albufeira da Barragem de Veiros vai permitir o armazenamento de água para futura utilização no regadio de uma área de 1.114 hectares de solos, localizados na freguesia de Veiros e no concelho vizinho de Monforte, actualmente objecto de uma agricultura marcadamente de sequeiro.
 
A obra representa o maior investimento efectuado naquela freguesia com comparticipação de fundos da União Europeia.
 
O plano de rega da Barragem de Veiros prevê beneficiar cerca de 60 agricultores dos concelhos de Estremoz e de Monforte.
 
O Centro Social Paroquial de Santo André realizou, em Maio, várias actividades que, aparentemente diversas, se concentram numa perspectiva de qualidade, afecto e estabilidade, para todos os utentes que beneficiam dos serviços da instituição.
 
No passado dia 13 de Maio, pelas 15 horas, realizou-se um simulacro de incêndio, nas instalações situadas junto à Estrada Nacional ao Gil, com o objectivo de testar o Plano de Segurança, o treino dos responsáveis, utentes e colaboradoras, pois pretende-se criar rotinas de comportamentos e o aperfeiçoamento de procedimentos, face a eventuais situações de risco.
 
Presentes, um elemento do Gabinete Municipal de Protecção Civil, Januário Coradinho, e dois agentes da Polícia de Segurança Pública local que, na qualidade de observadores/avaliadores, registaram a ocorrência, bem como as melhorias a efectuar, futuramente.
 
A evacuação dos edifícios do Centro Comunitário, Lar, Creche e Refeitório, decorreram conforme a previsão feita, salvaguardando a tranquilidade, sobretudo dos utentes, crianças e idosos.
 
Integrado no Plano de Acção Anual e para comemorar o Dia da Família, o porto de abrigo máximo da sociedade, os utentes das respostas de Centro de Dia e Lar, almoçaram, em conjunto, no refeitório do Centro e foi um bom momento de Partilha Familiar e Comunitária.
 
Também as crianças da Creche, Pré-Escolar e CATL fizeram desenhos, sobre a sua visão de família, que estiveram expostos no Intermarché de Estremoz.
 
Este parceiro da instituição possibilitou, igualmente, a recolha de bens, para distribuição a algumas mães, chamadas de MÃE-CORAGEM, pelo esforço que fazem, no dia-a-dia, para gerirem os seus agregados familiares. Nesta homenagem às mães, foi ainda possibilitado “um miminho” a outras mães, oferta da Mizé Cabeleireiro, tendo ainda sido desenvolvido um jogo de perguntas e respostas, sobre economia familiar, para além de terem participado no desafio de “Descobrir o Sr. Chabrior”. 
 
No final, as mães receberam vales de compras oferecidos pelo Intermarché de Estremoz, Mizé Cabeleireiro e CATL, para além de uma rosa, oferta da Florista Bizé.

No próximo Domingo, 'Vamos Brincar na Mata'

Escrito por %PM, %26 %514 %2015 %12:%maio
A Mata Municipal de Estremoz irá receber, no próximo Domingo, dia 31 de Maio, entre as 16 e as 19 horas, a actividade “Vamos Brincar na Mata”.
 
Esta iniciativa pretende sinalizar o Dia Mundial da Criança, que se comemora um dia depois, no dia 1 de Junho, tendo sido antecipada devido à disponibilidade das crianças e familiares, proporcionando-lhes uma tarde cheia de atividades, desde a modelação de um boneco ao modo de Estremoz, pinturas faciais, actividades desportivas e científicas, passeios a cavalo, insufláveis, entre outras.
 
O “Vamos Brincar na Mata” destina-se a crianças entre os 3 e os 10 anos que devem fazer-se acompanhar por um familiar.
 
Esta é uma organização da Câmara Municipal de Estremoz e da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Estremoz, com o apoio do Intermarché de Estremoz, do Espaço Equestre e da Gesamb.
 
A Biblioteca Municipal de Estremoz irá receber na próxima quarta-feira, dia 27 de Maio, a partir das 17.30 horas, um colóquio subordinado ao tema “Somos Jovens, Temos Voz”.
 
Este colóquio, que se destina aos jovens do concelho, contará com a presença do actor estremocense Cláudio Henriques e com diversos elementos da Associação “Chão de Meninos”.
 
Dinamizada pelo Clube dos Direitos Humanos da Escola Secundária Rainha Santa Isabel e promovida pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) em Estremoz, esta iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz.
 
Para mais informações ou esclarecimentos, devem todos os interessados contactar a CPCJ através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou pelo telefone 268080290.
 
90 pontos, num total de 100, foi quanto a prestigiada Wine Enthusiast atribuiu, recentemente, ao vinho alentejano "Herdade das Servas Colheita Seleccionada Tinto 2012". Com a atribuição de tão alta cotação ao vinho estremocense, a revista norte-americana volta a colocar a produção vínica portuguesa em destaque no panorama mundial.
 
A crítica, assinada por Roger Voss, editor europeu da Wine Enthusiast e "profundo conhecedor dos vinhos portugueses", vai ser publicada, em papel, na edição de Junho da revista, estando já disponível 'online', aqui. Voss descreve este tinto da colheita de 2012 como um vinho "poderoso" e "com uma estrutura concentrada”.
 
"Este é um vinho poderoso, rico em taninos e frutos pretos maduros e com uma estrutura sólida e concentrada" em que sobressai a pimenta, elogia Voss, considerando que se trata de um tinto "maduro e picante", com densidade e que será melhor saboreado a partir de 2016, dado que "precisa de mais tempo" para se desenvolver.
 
Para a Serrano Mira - Sociedade Vinícola, responsável pela produção do vinho, a apreciação positiva da Wine Enthusiast, publicação fundada em 1988 por Adam e Sybil Strum e que conta com uma audiência global de sensivelmente 800 mil leitores, é "uma boa notícia com destino ao Alentejo" que "vem cimentar" a sua 'performance', depois de a colheita de 2011 ter sido distinguida com cinco medalhas (três de ouro e duas de prata) em grandes competições mundiais como o International Wine Challenge ou o Concours Mondial de Bruxelles.
 
A produtora descreve o "Herdade das Servas Colheita Selecionada Tinto 2012" como um "típico alentejano de 'blend' criado a partir de Touriga Nacional, Alicante Bouschet, Aragonez e Trincadeira". De "cor rubi escura", é "fresco e envolvente", beneficiando de uma acidez que lhe confere "elegância".
 
A família Serrano Mira é uma das mais antigas na produção de vinho do Alentejo: nas suas propriedades foram conservadas talhas de barro utilizadas na feitoria do vinho que datam de 1667. 
 
Na atualidade, a Herdade das Servas zela por um património vitivinícola de 300 hectares, destacando-se as vinhas do Azinhal, da Judia, do Monte dos Clérigos (a mais antiga) e das Servas.
 
Um veículo da FEB - Força Especial de Bombeiros, pertencente à unidade instalada em Estremoz, sofreu no dia de hoje, Sábado, 23 de Maio, um acidente quando se deslocava para um incêndio, que deflagrou na Herdade das Silveiras, próximo da vila de Redondo, e onde foram devastadas algumas dezenas de hectares de pasto e sobreiros.
 
Segundo informações recolhidas pelo “Ardina do Alentejo”, a viatura da FEB seguia em marcha de emergência quando, na Estrada Nacional 254, no troço que atravessa a localidade de Bencatel, embateu numa viatura que ali se encontrava parada.
 
Neste sinistro não se registaram feridos, apenas danos materiais em ambas as viaturas, nomeadamente na viatura da FEB, como a imagem documenta.
 

Ministra da Agricultura inaugura Barragem de Veiros

Escrito por %PM, %22 %552 %2015 %13:%maio
A Ministra da Agricultura e do Mar vai estar no concelho de Estremoz, na próxima semana.
 
Assunção Cristas deslocar-se-á à freguesia de Veiros, onde irá presidir à cerimónia de inauguração da Barragem de Veiros, agendada para as 16 horas, da próxima terça-feira, dia 26 de Maio.
 
A Barragem de Veiros é uma aspiração antiga do concelho de Estremoz, que chegou a estar referenciada num plano desenvolvido nos anos 50 do século XX. Após mais de 60 anos de espera, não só para a população da freguesia mas também para todo o concelho, a Barragem de Veiros vai ser inaugurada.
 
Além da criação de um perímetro de rega, a Barragem de Veiros vai permitir reforçar o abastecimento público de água e criar condições para a utilização turística e recreativa da albufeira.
 
A albufeira da Barragem de Veiros vai permitir o armazenamento de água para futura utilização no regadio de uma área de 1.114 hectares de solos, localizados na freguesia de Veiros e no concelho vizinho de Monforte, actualmente objecto de uma agricultura marcadamente de sequeiro.
 
A obra representa o maior investimento efectuado naquela freguesia com comparticipação de fundos da União Europeia.
 
O plano de rega da Barragem de Veiros prevê beneficiar cerca de 60 agricultores dos concelhos de Estremoz e de Monforte.
 
c/ LUSA
Esta é mais uma grande notícia para o concelho de Estremoz e para toda a equipa do Centro Ciência Viva da localidade alentejana.
 
O Ciência na Rua, festival único no mundo que junta a Ciência e a Arte, e que se realiza anualmente em Estremoz, foi distinguido esta semana com a atribuição do selo de qualidade EFFE - Europe for Festivals, Festivals for Europe. Trata-se de uma distinção atribuída pela European Festivals Association (EFA), e que pretende dar a conhecer ao mundo “os festivais que estão a fazer um trabalho entusiasmante e inovador”.
 
O selo de qualidade EFFE é o resultado de muitos anos de intensa colaboração com a Comissão Europeia e o Parlamento Europeu.
 
Na sequência de um processo de intensa avaliação por peritos nacionais e um júri internacional, 761 festivais de 31 países foram selecionados para fazer parte da primeira geração de beneficiários do selo EFFE.
 
Em Portugal, foram 65 os festivais reconhecidos pelo seu trabalho, pelo profundo comprometimento com as artes, pela sua importância para as localidades e para as regiões em que ocorrem e pelo constante adoptar dos valores europeus.
 
"Estamos felizes em poder dizer que as distinções EFFE 2015-2016 compõem a primeira geração de beneficiários do selo EFFE que se destacam pela qualidade artística e têm um impacto significativo ao nível local, nacional e internacional”, disse o presidente do júri internacional EFFE, Vincent Baudriller, Director do Lausanne Theatre Vidy e ex-director do Festival d 'Avignon. 
 
Todos os selos EFFE 2015-2016 serão apresentados num guia on-line e também num guia impresso que será apresentado no início do Verão.
 
Para além do Ciência na Rua, o Alentejo viu ainda mais três festivais receberem o selo EFFE: o Festival Andanças (Barragem Póvoa e Meadas - Castelo de Vide), a Semana Internacional dos Palhaços (Évora) e o Festival Músicas do Mundo (Sines).
 
O Rossio Marquês de Pombal foi o “palco” escolhido para a realização de mais uma edição das Marchas Populares em Estremoz. A noite do próximo dia 27 de Junho promete encher-se de cor, alegria e muita animação.
 
Apesar de ser uma iniciativa recente, apenas com duas edições, as Marchas Populares de Estremoz revelaram-se, desde a primeira hora, ser um evento de grande sucesso, tendo mobilizado nas edições anteriores centenas de pessoas, entre público e marchantes.
 
O Município de Estremoz, à semelhança dos anos anteriores, vai voltar a participar nesta actividade da União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), com uma Marcha Juvenil, subordinada ao tema "Estremoz tem mais encanto".
 
Mas para que essa Marcha Juvenil do Município de Estremoz possa desfilar no Rossio Marquês de Pombal são necessários marchantes. 
 
O desafio está lançado. As inscrições para a Marcha Juvenil do Município de Estremoz abrem no próximo dia 25 de Maio (segunda-feira) e prolongam-se até ao dia 5 de Junho (sexta-feira), e podem ser feitas no Posto de Turismo de Estremoz. Podem inscrever-se todas as crianças e jovens com idades compreendidas entre os 2 e os 16 anos.
 
As Marchas Populares em Estremoz é uma organização da União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz.
 

Mais Populares