sexta, 15 dezembro 2017
Dois mortos e dois feridos graves é o resultado de um brutal acidente de automóvel ocorrido na madrugada desta quarta-feira, dia 1 de Novembro, no concelho de Sousel.
 
Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre, o acidente, cujo alerta foi dado às 01:08, ocorreu na Estrada Municipal 504 (EM504), entre Santo Amaro, no concelho de Sousel, e a vila de Fronteira.
 
Ao que o Ardina do Alentejo conseguiu apurar as vítimas mortais são João Geadas, de 34 anos, residente em São Tiago Rio de Moinhos, e Rúben Mousinho, de 18 anos, e residente em Estremoz. Os dois mortos deste violento acidente automóvel tinham entre si a relação de parentesco de tio e sobrinho, acumulando a relação de padrinho e afilhado.
 
Os dois feridos graves são militares do Regimento de Cavalaria 3 (RC3). Fábio Mousinho, de 21 anos, é irmão da vítima mortal Rúben Mousinho, e reside em Estremoz, e Leonardo Ramos, de 23 anos, reside em Olhão.
 
De acordo com a mesma fonte, após o despiste, o automóvel, um BMW embateu em várias oliveiras, incendiando-se de seguida, tendo as vítimas mortais ficado carbonizadas.
 
Segundo a fonte do CDOS de Portalegre, os feridos graves foram transportados para o Hospital Dr. José Maria Grande, em Portalegre, tendo um deles já sido transportado, de helicóptero, para uma unidade hospitalar da área de Lisboa.
 
As operações de socorro mobilizaram elementos dos Bombeiros Voluntários de Sousel, de Monforte e de Estremoz, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da Guarda Nacional Republicana (GNR), num total de 47 operacionais, apoiados por 19 viaturas.
 
EM ACTUALIZAÇÃO
 
c/ LUSA
Depois de na passada sexta-feira, dia 20 de Outubro, a proposta de constituição do Executivo da Junta de Freguesia de Glória, apresentada por José Cruz, cabeça-de-lista do Partido Socialista nas últimas eleições autárquicas, e força política ganhadora na freguesia do concelho de Estremoz, ter sido chumbada, com os votos contra dos movimentos JPG – Juntos por Glória e MiETZ – Movimento Independente por Estremoz, o que impossibilitou a instalação dos órgãos autárquicos daquela freguesia, eis que no dia de ontem, 25 de Outubro, a situação ficou resolvida.
 
E ficou resolvida graças ao “casamento” entre o PS e o MiETZ. José Cruz refez a proposta de constituição do Executivo, tendo incluído na mesma o nome de Patrícia Toureiro, número um da lista do MiETZ à Junta de Freguesia de Glória, para o cargo de Tesoureira do Executivo. Para além de José Cruz, Presidente da Junta de Freguesia, e de Patrícia Toureiro, o Executivo conta ainda com Luís Capitão, número dois da lista do Partido Socialista, que irá desempenhar as funções de Secretário.
 
No que diz respeito à Assembleia de Freguesia, esta ficou a ser liderada por Lucília Festas (PS), sendo constituída por mais dois elementos do PS (Nuno Pereira e José Festas), três do movimento JPG (Óscar Fonseca, João Carneireiro e Joaquim Pereira) e um do MiETZ (Rosinda Ferreira).
 
Na passada sexta-feira, dia 20 de Outubro, decorreu no auditório do Agrupamento de Escolas de Estremoz, a Assembleia Geral da Associação de Pais do referido agrupamento, que teve como principal ponto da ordem de trabalhos a eleição dos novos órgãos sociais da Associação de Pais.
 
Ana Rita Simeão, é a nova Presidente do Conselho Executivo da Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Estremoz, que sucede assim a Luís Eustáquio na presidência da referida Associação de Pais.
 
Através da sua página na rede social Facebook, o ex-presidente desejou “votos de um excelente trabalho para a Ana Rita Simeão e para a sua equipa”. A nova presidente já fez questão de agradecer as palavras de Luís Eustáquio, afirmando que “iremos com todo o gosto dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido até então e também, manter a voz ativa dos pais junto do Agrupamento de Escolas”.
 
A nova Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Estremoz é constituída pelos seguintes elementos:
 
Conselho Executivo
Presidente: Ana Rita Serrano de Figueiredo Simeão 
1º Vice-Presidente: Raquel Figueira 
2º Vice-Presidente: Sofia Luna 
Tesoureiro: Cristina de Jesus Borracho Gato 
Vogal: Vera Guerra 
1º suplente: Ana Banha 
2º suplente: Maria João Correia
3º suplente: Tiago Buinho 
 
Mesa da Assembleia
Presidente: Nuno Rato 
1º Secretário: Paulo Jorge Cuco 
2º Secretário: Luciana Freitas 
 
Conselho Fiscal
Presidente: Bruno Miguel Oliveira 
1º Vogal: Pedro Soeiro
2º Vogal: Pedro Miguel Capão Ramalho 
1º suplente: Gonçalo Dias 
2º suplente: Dora Silva

A Cerimónia Solene de Tomada de Posse dos Órgãos do Município de Estremoz irá decorrer no dia de hoje, sábado, 21 de outubro, a partir das 16 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.


A cerimónia, cuja transmissão em directo pode acompanhar através do Ardina do Alentejo, conta com o seguinte programa:
1 - Instalação dos Órgãos do Município - Assembleia e Câmara Municipal;
2 - Primeira Reunião da Assembleia Municipal - Ponto Único - Eleição da Mesa da Assembleia Municipal;
3 - Intervenção do Presidente da Câmara Municipal de Estremoz;
4 - Sessão de apresentação de cumprimentos à Câmara e à Assembleia Municipais.

 

Armazém assaltado nas Quintinhas

Escrito por segunda, 09 outubro 2017 02:02
Um armazém, situado na zona habitacional das Quintinhas, junto ao Lar da Liga dos Combatentes, na zona norte da cidade de Estremoz, foi assaltado, ao que tudo indica, durante a noite de sábado para domingo.
 
Segundo fonte próxima do proprietário do armazém, “o furto aconteceu depois das 21 horas de sábado”, dia 7 de Outubro, altura em que o dono do imóvel saiu do armazém. O proprietário apenas deu pelo acontecido cerca das 19 horas de domingo, 8 de Outubro.
 
Para acederem ao interior do armazém, os larápios destelharam o telhado e partiram uma parede lateral. Apesar de não ser de estranhar que o “modus operandi” dos amigos do alheio tenha sido ruidoso e demorado, nenhum dos moradores contíguos ao armazém assume ter ouvido algum barulho estranho.
 
Os ladrões furtaram do interior do armazém vários materiais, desde loiças antigas a ferramentas e máquinas de construção, passando por balanças de mercearia, mobiliário antigo e diversos materiais de construção. Apesar de ainda não estar totalmente contabilizado o valor dos bens furtados, e sem estar também calculado o valor dos prejuízos resultantes do “modus operandi” dos ladrões, o valor do furto ascende aos cinco mil euros, segundo conseguimos apurar.
 
Não são conhecidos até ao momento os autores deste roubo. Ainda segundo a mesma fonte próxima do proprietário do armazém furtado, foi encontrada junto às barracas que servem de habitação à comunidade de etnia cigana, que vive paredes-meia com o imóvel assaltado, “cadeiras furtadas do interior do armazém”.
 
Chamada ao local pelo proprietário do armazém furtado, a Polícia de Segurança Pública de Estremoz tomou conta da ocorrência.
O Grupo Os Mosqueteiros, que detém em Portugal as insígnias Intermarché, Bricomarché e Roady, entregaram 1000 equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais a corporações de bombeiros de norte a sul do país. Dos 1000 equipamentos, 500 foram doados diretamente pelo Grupo e os restantes 500 fruto do valor angariado através da venda do livro “Bombeiro dos Pés à Cabeça”.
 
No passado dia 2 de outubro foram entregues aos Bombeiros Voluntários de Estremoz, cinco equipamentos, sendo cada um constituído por bota florestal, luvas, cógula, fato de proteção florestal (Calças e Dólman), capacete e sweatshirt.
 
A entrega foi efetuada por cinco colaboradores do Intermarché de Estremoz, que para além de representarem a loja estremocense enquanto os rostos mais diretos no contato com os clientes, representam todos os consumidores daquela superfície comercial que adquiriram o livro e contribuíram para o sucesso desta iniciativa.
 
O livro infantil “Bombeiro dos Pés à Cabeça” resultou de uma parceria entre a Liga dos Bombeiros Portugueses e o Grupo Os Mosqueteiros, tendo estado à venda nas 313 lojas do Grupo durante cerca de um mês. O projeto teve como objetivo sensibilizar e envolver os mais novos na preservação da floresta, prevenção dos incêndios e em simultâneo ajudar a angariar fundos para a compra de equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais para os bombeiros portugueses. A campanha solidária contou ainda com o apoio de Manuel Luís Goucha e Isabel Silva que, enquanto embaixadores, contribuíram para a divulgação do livro.
 
Pedro Esperança, gerente do Intermarché de Estremoz, fez questão de sublinhar que “esta é uma iniciativa que nos enche a todos de orgulho. Num ano em que o país foi particularmente massacrado pelos incêndios florestais, com a venda do livro infantil “Bombeiro dos pés à cabeça” conseguimos alertar as crianças para a necessidade de preservar a floresta e simultaneamente angariar os fundos necessários para melhorar a segurança dos bombeiros portugueses, e em particular dos Bombeiros Voluntários de Estremoz”.
 
A relação do Grupo Os Mosqueteiros com os Bombeiros não é recente. No passado foram entregues viaturas de combate a incêndios florestais e desde 2014 que o Grupo tem sido um parceiro da Liga dos Bombeiros Portugueses na renovação dos equipamentos tendo conseguido oferecer até ao momento, incluindo os angariados na campanha deste ano, 2.255 equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais. Para além da campanha anual de angariação de fundos importa referir que as lojas do Grupo Os Mosqueteiros têm uma política ativa de apoio à comunidade local, apoiando durante todo o ano, as corporações das regiões onde as lojas estão implantadas.
Faleceu, na tarde desta quarta-feira, dia 27 de Setembro, o Director da Rádio Despertar - Voz de Estremoz, o Padre Júlio Esteves.
 
O corpo do Padre Júlio Esteves estará em câmara ardente na Igreja de Santa Maria em Estremoz. Quinta-feira, às 11 horas, será celebrada Missa de Corpo Presente, presidida por Dom José Francisco Alves, Arcebispo de Évora.
 
O cortejo fúnebre seguirá depois para a Aldeia do Bispo, concelho do Sabugal, de onde era natural.
 
Aos colaboradores da Rádio Despertar e à família enlutada, o Ardina do Alentejo apresenta as mais sinceras e profundas condolências.
A luta desencadeada pela Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Estremoz e as reivindicações dos pais e alunos da Escola Básica 2,3 Sebastião da Gama surtiram efeito.
 
Já passava das 20 horas quando a Associação de Pais do Agrupamento de Escolas de Estremoz (APAEE) recebeu um despacho assinado pela Directora Geral dos Estabelecimentos Escolares, datado de 22 de Setembro, referindo que o 5º ano da Escola Básica 2,3 Sebastião da Gama deverá regressar a ter quatro turmas.
 
Para que esta situação seja definitiva, falta apenas a aprovação do Conselho Pedagógico do Agrupamento, que segundo a convicção de Luís Eustáquio, Presidente da Direcção da APAEE, “não irão inverter a situação que foi corrigida pelo Ministério da Educação”. 
 
Na página oficial da APAEE na rede social Facebook, e na publicação que trouxe a boa nova, Luís Eustáquio chama a atenção à direcção do Agrupamento para a forma “como irá fazer o enquadramento dos alunos com necessidades educativas especiais”.
 
O Presidente da Direcção da APAEE termina esta publicação agradecendo “a solidariedade de professores, auxiliares e autarquia”.
 
Eram 07:30 horas desta segunda-feira, 25 de Setembro, e por iniciativa dos encarregados de educação e da respectiva associação, que a escola foi encerrada com um cadeado, como forma de protesto pela ilegalidade que, segundo os pais, aconteceu na elaboração das turmas do 5º ano.
 
Segundo conseguimos apurar, em Julho, antes do início do ano lectivo, foram aprovadas quatro turmas do 5º ano, mas escassos dias antes do arranque das aulas, essas quatro turmas foram reduzidas para apenas três, o que originou a que existissem turmas com um elevado número de alunos.
 
Os protestos recaiam essencialmente na turma do 5º A, que para além de ter três crianças com necessidades educativas especiais e outras três crianças que não falam português, o que a obriga a ficar sob protecção de uma alínea do Ministério da Educação, era composta por 29 alunos, o que fazia desta turma uma turma ilegal.
 
Depois de chamada a Polícia de Segurança Pública (PSP) e os Bombeiros Voluntários de Estremoz, que arrombaram o cadeado por volta das 09:30 horas, a normalidade voltou à escola, tendo o dia de aulas prosseguido com normalidade.
Distinguida pelo tratamento especial que tem com a natureza e com as práticas de cultivo ecológico, a Herdade dos Outeiros Altos, localizada em Estremoz, foi escolhida, a nível europeu, como a vencedora do prémio "Goldener Korken 2017”.
 
Esta é a primeira vez que Portugal vence o prémio "Goldener Korken 2017”.
 
A distinção foi entregue aos produtores pela Weinloge, uma sociedade de apreciadores de vinho de todo o mundo, parceiros da Quercus, participantes do projecto Parceria Europeia para a Protecção da Biodiversidade na Viticultura, financiado ao abrigo do programa europeu Erasmus+, estando presente no acto, que decorreu no passado dia 15 de Setembro, sexta-feira, o Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, Luís Mourinha, e o Presidente da Comissão Vitivinícola do Alentejo, Francisco Mateus.
 
Foi neste contexto que a Quercus tomou conhecimento das práticas ecológicas desta herdade, gerida em contexto familiar, mas com vinhos biológicos de grande qualidade, hoje reconhecida internacionalmente.
 
A adega da Herdade dos Outeiros Altos localiza-se na Herdade da Tapada Nova, União de Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), e distingue-se pela produção de vinho através de práticas biológicas, onde se inclui a produção de vinho da talha de acordo com os parâmetros tradicionais.

Mais Populares