domingo, 19 novembro 2017

Há um leão de amarelo na Volta ao Alentejo em bicicleta

Escrito por  Publicado em Desporto quinta, 23 fevereiro 2017 01:53
Italiano Rinaldo Nocentini, da Sporting-Tavira, é o primeiro camisola amarela da 35ª Volta ao Alentejo em bicicleta Italiano Rinaldo Nocentini, da Sporting-Tavira, é o primeiro camisola amarela da 35ª Volta ao Alentejo em bicicleta DR
O italiano Rinaldo Nocentini, da Sporting-Tavira, é o primeiro camisola amarela da 35ª Volta ao Alentejo em bicicleta. O ciclista sportinguista, de 39 anos, mais forte a entrar na curva de aproximação à recta da meta, surgiu ligeiramente isolado e lançou-se para uma vitória inequívoca na etapa inaugural da “Alentejana” que ligou, na quarta-feira, dia 22 de Fevereiro, Portalegre a Castelo de Vide, na distância de 158 quilómetros.
 
No empedrado do centro da vila medieval, a concluir a etapa mais montanhosa desta edição, Nocentino bateu o espanhol Eduard Prades, da Caja Rural-RGA, e Carlos Barbero, da Movistar, o único ciclista no pelotão que percorre as estradas do Alentejo, que pode acabar com a “maldição” da Volta ao Alentejo em bicicleta, visto que ganhou a “Alentejana” em 2014, então ao serviço da Euskadi.
 
Por equipas, a etapa foi ganha pela Manzana Postobon Tea, com o mesmo tempo da Sporting-Tavira e da Axeon/Hagens Berman
 
Há mais de cinco anos sem vencer uma etapa, o corredor leonino foi muito festejado com os abraços do director desportivo, Vidal Fitas, e dos colegas de equipa, enquanto respondia aos jornalistas. “Tenho uma equipa muito forte e o que nos assenta melhor são as etapas com montanha. Sabia que havia muitos corredores fortes no sprint como Barbero e Prades e optei por não arriscar muito, mas a 150 metros da meta decidi atacar e foi o momento exacto”. Nocentini estava em êxtase. “Esta vitória foi muito importante porque faço 40 anos em Setembro e não estava fácil”.
 
Com as bonificações de chegada, o italiano tem à partida para o segundo dia de prova, numa etapa que ligará Monforte a Portel, na distância de 171,3 quilómetros, a vantagem de quatro segundos sobre Eduard Prades, enquanto que Carlos Barbero, está a seis segundos. O melhor português é Edgar Pinto, da LA Alumínios - Metalusa, que se encontra na 6ª posição, a 10 segundos do líder.
 
A somar ao símbolo maior da “Alentejana”, a camisola amarela, Rinaldo Nocentini acumulou os pontos que lhe valeram também a camisola preta. O holandês Jasper de Laat, da Metec-TKH Continental Cyclingteam veste de branco, símbolo da juventude. 
 
Numa etapa marcada pelo acidentado do percurso na passagem pelo Parque Natural da Serra de S. Mamede, com quatro Prémios de Montanha, o colombiano Aldemar Reyes, da Manzana Postobón, acumulou pontos que o destacam na classificação da camisola castanha, destinada ao melhor trepador.
 
Com sol à espreita e a Avenida da Liberdade animada pelos cantares da terra, Portalegre festejou a preceito os primeiros momentos da “Alentejana”. Foram muitos os que viram alinhar os 150 corredores das 19 equipas que estão no Alentejo. Entre fugas mais ou menos longas, a história da etapa resume-se a um grupo de cerca de 40 elementos destacados a cinco quilómetros da meta, os mesmos que entraram no empedrado de Castelo de Vide para discutir o sprint e a vitória na etapa.
 
FILME DO DIA
Meta Volante - Crato - quilómetro 17
1º - Sean Mckenna (An Post Chain Reaction)
2º - Matteo Dal-Cin (Rally Cycling)
3º - Dylan Page (Caja Rural-Seguros RGA)
 
Meta Volante - Monforte - quilómetro 57,4
1º - Sean Mckenna (An Post Chain Reaction)
2º - Matteo Dal-Cin (Rally Cycling)
3º - Logan Owen (Axeon Hagens Berman)
 
Meta Volante - Portalegre - quilómetro 99
1º - Sean Mckenna (An Post Chain Reaction)
2º - Matteo Dal-Cin (Rally Cycling)
3º - Neilson Powless (Axeon Hagens Berman)
 
Prémio de Montanha - Cabeço do Mouro (2ª categoria) - quilómetro 102,2
1º - Aldemar Ortega Reyes (Manzana Postobón Team)
2º - Frederico Figueiredo (Sporting/Tavira)
3º - Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman)
 
Prémio de Montanha - Monte Paleiros (3ª categoria) - quilómetro 107,3
1º - Aldemar Ortega Reyes (Manzana Postobón Team)
2º - Neilson Powless (Axeon Hagens Berman)
3º - Krists Neilands (Israel Cycling Academy)
 
Prémio de Montanha - Marvão (4ª categoria) - quilómetro 118
1º - Ricardo Vilela (Manzana Postobón Team)
2º - Alejandro Marque (Sporting/Tavira)
3º - Nicholas Schultz (Caja Rural-Seguros RGA)
 
Prémio de Montanha - Senhora da Penha (3ª categoria) - quilómetro 138,6
1º - Aldemar Ortega Reyes (Manzana Postobón Team)
2º - Edward Dunbar (Axeon Hagens Berman)
3º - Richard Carapaz (Movistar Team)
 
Chegada - Castelo de Vide
1º - Rinaldo Nocentini (Sporting/Tavira)
2º - Eduard Prades (Caja Rural-RGA)
3º - Carlos Barbero (Movistar Team)
4º - David de la Fuente (Louletano – Hospital de Loulé)
5º - Jan Tratnik (CCC Sprandi Polkowice)

Deixe um comentário

Mais Populares