terça, 26 setembro 2017
Bruno Ferreira, um jovem piloto de apenas 19 anos, morreu hoje, Sábado, dia 2 de Maio, quando disputava o primeiro troço da 27ª edição do Rali TT Vinhos Carmim de todo-o-terreno. A morte do piloto de quad motivou a anulação das provas de motos, quad (moto quatro) e buggy.
 
Fonte da organização da prova, pontuável para o campeonato nacional de todo-o-terreno, explicou à Lusa que Bruno Ferreira despistou-se logo no início do primeiro troço, ao quilómetro quatro, tendo “morte imediata”.
 
Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que o alerta foi dado às 08:08, para um acidente ocorrido naquela prova, entre Alandroal e Reguengos de Monsaraz, tendo prestado socorro uma ambulância dos Bombeiros Voluntários de Alandroal, que se encontrava no serviço de prevenção à prova.
 
O corpo de Bruno Ferreira, segundo a mesma fonte do CDOS, foi encaminhado para o Gabinete de Medicina Legal do Hospital do Espirito Santo, em Évora.
 
Em Idanha-a-Nova, com apenas 17 anos e logo na sua primeira temporada de quad, Bruno Ferreira tinha-se sagrado Campeão Nacional Promoção Quad 2014.
 
Face a este acidente, a Federação Portuguesa de Motociclismo (FPM) anulou as provas de motos, quad e buggy, mantendo apenas as de automóveis.
 
A FMP bem como toda a família do todo-o-terreno expressam as suas mais sentidas condolências aos familiares e amigos deste piloto”, refere a federação numa nota enviada à imprensa.
No passado sábado, 18 de Abril, no dia em que completou 29 anos de existência, o Clube de Ténis de Montemor-o-Novo, inaugurou oficialmente a cobertura do campo nº 4. Esta é uma obra que teve um custo superior a 182 mil euros, tendo sido co-financiada pelo FEDER e que contou com o apoio da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo.
 
O Presidente da Associação de Ténis do Alentejo marcou presença na cerimónia tendo referido que “esta é uma obra muito importante para o ténis, para todo o Alentejo e principalmente para o Clube de Ténis de Montemor-o-Novo”. Filipe Serrote frisou ainda que “este tipo de obras só se conseguem com muito trabalho, com pessoas dedicadas, e com um projecto muito bem definido”.
 
A Presidente do Clube de Ténis de Montemor-o-Novo disse que “no Clube de Ténis todos os dias são especiais”. Cristina Reis salientou que “aqui produzimos campeões e queremos fazer sempre mais. Hoje a Ana Lemos não pode estar aqui porque está na Selecção Nacional”. Concluiu dizendo que “são 29 anos de muito trabalho mas muita alegria e amor. A cobertura é uma obra da qual nos orgulhamos muito e que os montemorenses e alentejanos se podem orgulhar porque é única”.
 
A parte que não foi financiada no âmbito do InAlentejo, uma verba a rondar os 45 mil euros, foi comparticipada pela Câmara Municipal de Montemor-o-Novo. A este valor acrescem alguns materiais cedidos pela autarquia para requalificação da envolvente deste campo.
 
De acordo com Hortênsia Menino, presidente da Câmara Municipal local, esta obra “resulta do empenho e esforço do Clube de Ténis de Montemor-o-Novo”. Para a autarquia “o apoio e a parceria que fizemos para a concretização desta obra é o exemplo do trabalho que temos feito com o movimento associativo da cidade e do concelho”, disse Hortênsia Menino, que completou dizendo que esta estrutura “vai dar melhores condições para a prática desportiva do clube de ténis e permitir que aqui se faça outro tipo de iniciativas aproveitando a cobertura. É uma mais-valia do ponto de vista dos equipamentos desportivos”.
 
c/ Rádio Nova Antena
 

Parabéns Sport Clube Borbense!

Escrito por segunda, 13 abril 2015 00:34
No dia 13 de Abril do já longínquo ano de 1945 nascia aquele que viria a ser um dos mais importantes e carismáticos clubes do Alentejo, o Sport Clube Borbense.
 
Para assinalar essa data gloriosa, a actual direcção, liderada por Benjamim Espiguinha, resolveu, durante todo o ano de 2015, realizar um conjunto de actividades que têm como objectivo principal envolver os sócios e simpatizantes do clube azul, bem como todas as equipas do clube da cidade de Borba.
 
No dia de hoje, segunda-feira, 13 de Abril, dia de aniversário, realiza-se na sede do clube, a partir das 14.30 horas, um Torneio de Sueca. Mais tarde, pelas 20.30 horas, terá lugar, igualmente na sede do SC Borbense, uma Assembleia Geral comemorativa da data. Às 21.30 horas, e depois de sopradas as 70 velas do Bolo de Aniversário, será servido um Borba d’Honra.
 
No dia em que o clube azul celebra 70 anos de vida, “Ardina do Alentejo” associa-se à efeméride e endereça a todos os dirigentes, atletas, sócios e simpatizantes do Sport Clube Borbense, votos de parabéns. 
 

E no final a ‘Alentejana’ falou polaco!

Escrito por domingo, 29 março 2015 19:10
Pawel Bernas, da Activejet Team, é o grande vencedor da 33ª edição da Volta ao Alentejo em Bicicleta, que hoje terminou na Cidade Europeia do Vinho, Reguengos de Monsaraz. No dia em que a volta passou por Estremoz, e a ‘Alentejana’ chegou ao fim, o polaco cortou a meta, instalada na Praça da Liberdade, em Reguengos de Monsaraz, integrado no pelotão, completando os 804,6 quilómetros totais da competição, em 18 horas, 31 minutos, e 53 segundos.

 
Pawel Bernas venceu a 33ª Volta ao Alentejo, com sete 
segundos de vantagem sobre a dupla composta pelo espanhol Delio Fernandez, da W52 – Quinta da Lixa, e pelo neozelandês Team Axeon, James Oram. O melhor português da ‘Alentejana’ foi Samuel Caldeira, da W52 – Quinta da Lixa, que ficou na quarta posição da geral, a 10 segundos do vencedor.
 
A geral por equipas foi ganha pela equipa do camisola amarela, a polaca Activejet Team, que gastou no total da prova, 55 horas, 36 minutos, e 49 segundos, tendo vencido a tabela classificativa com cinco segundos de vantagem sobre a norte-americana Team Axeon, sobre a holandesa Metec – TKH Continental Team, e sobre a portuguesa W52 – Quinta da Lixa.
 
A última camisola castanha, referente ao vencedor do Prémio da Montanha, foi vestida pelo equatoriano da equipa Ecuador, Bayron Guama de La Cruz.
 
No que diz respeito à camisola verde, referente ao vencedor do Prémio dos Pontos, o último ciclista a envergá-la foi o português Samuel Caldeira, da W52 – Quinta da Lixa.
 
O Prémio da Juventude foi ganho pelo neozelandês da Team Axeon, James Oram. O terceiro classificado da geral, levou para casa, a camisola branca.
 
A última etapa da ‘Alentejana’, que fez a ligação entre Alcácer do Sal e Reguengos de Monsaraz, numa tirada com a distância de 175,1 quilómetros, foi ganha pelo holandês Johim Ariesen, da Metec – TKH Continental Team, que conseguiu assim a sua segunda vitória na prova, depois de ter ganho a terceira etapa, que ligou Portel a Mértola. Johim bateu ao sprint os portugueses Samuel Caldeira, da W52 – Quinta da Lixa, e Daniel Freitas, da Anicolor, segundo e terceiros classificados respectivamente.
 
Terminaram a 33ª ‘Alentejana’, que se iniciou com o maior pelotão de sempre nas estradas nacionais, 143 ciclistas. Durante a prova desistiram 36 atletas.
 
Foto de Ivo Moreira
 
Pawel Bernas venceu a quarta etapa da 33ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, uma tirada que teve a distância de 143,7 quilómetros, e que ligou Aljustrel a Vila Nova de Santo André. Esta foi a primeira etapa da ‘Alentejana’ em que a vitória não foi discutida ao sprint.
 
O polaco da Activejet Team chegou à meta, instalada na Avenida de Sines, com cinco segundos de vantagem sobre um quinteto de perseguidores, o espanhol Delio Fernandez, da W52 – Quinta da Lixa, que ficou em segundo lugar na etapa, o português Sérgio Sousa, da LA Alumínios - Antarte, terceiro na tirada, o holandês Jarno Gmelich, da Metec – TKH Continental Team, quarto na etapa, o espanhol Alberto Gallego, da Rádio Popular – Boavista, quinto na tirada, e o neozelandês James Oram, da Team Axeon, que cortou a meta na sexta posição.
 
Bernas é o novo camisola amarela da ‘Alentejana’. O ciclista da Activejet Team tem cinco segundos de vantagem sobre a dupla Delio Fernandez, da W52 – Quinta da Lixa e James Oram, da Team Axeon. Manuel Cardoso, o “TGV do Norte”, que saiu para a quarta etapa na liderança da ‘Alentejana’, caiu para a quarta posição da geral, a 11 segundos de Bernas.
 
A geral por equipas é agora liderada pela equipa do camisola amarela, a polaca Activejet Team, com cinco segundos de vantagem sobre a norte-americana Team Axeon, sobre a holandesa Metec – TKH Continental Team, e sobre a portuguesa W52 – Quinta da Lixa.
 
Hoje, Domingo, corre-se a quinta e última etapa da 33ª Volta ao Alentejo em Bicicleta. São 175,1 quilómetros, que vão ligar Alcácer do Sal a Reguengos de Monsaraz, onde a meta está instalada na Praça da Liberdade. Esta derradeira tirada tem três metas volantes: ao quilómetro 44,4, em Montemor-o-Novo, ao quilómetro 66,4, em Arraiolos, e ao quilómetro 127,4, em Vila Viçosa. A partida será dada às 11.30 horas, estando a chegada prevista para as 15.50 horas.
 
Está a decorrer em Albufeira, desde a passada quarta-feira, 25 de Março, o maior encontro de basquetebol juvenil alguma vez realizado em Portugal. A nona edição da “Festa do Basquetebol Juvenil” termina amanhã, Domingo, dia 29 de Março.
 
Estão presentes na cidade algarvia 72 selecções regionais, em representação de 18 regiões do país, num total de mais de 1300 pessoas, entre atletas, dirigentes, treinadores e juízes.
 
Estremoz está representado na Selecção do Alentejo, através da AJES – Associação Juvenil de Estremoz, por sete elementos, três atletas, dois dirigentes e dois treinadores.
 
A delegação “Estremoz – AJES” é composta por Lara Serrano (atleta, sub-14 feminino), Alexandre Silva (atleta, sub-14 masculino), Diogo Courinha (atleta, sub-16 masculino), Mariana Mendes (dirigente, sub-14 feminino), Rui Fonseca (treinador, sub-16 masculino), João Ramos (treinador-adjunto, sub-16 masculino) e Catarina Nunes (dirigente, sub-16 masculino).
 
A Festa do Basquetebol é uma iniciativa da Federação Portuguesa de Basquetebol, em parceria com a Câmara Municipal de Albufeira e com o apoio da Associação de Basquetebol do Algarve, Imortal Basket Club e Clube de Basquete de Albufeira. O evento conta, ainda, com a colaboração de várias associações distritais de basquetebol de todo o país.
Johim Ariesen, da Metec - TKH Continental Team, venceu a terceira etapa da 33ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, que ligou Portel a Mértola, naquela que foi a mais longa tirada da prova, numa distância de 189.6 quilómetros. Apesar da distância, o pelotão rolou a grande velocidade, tendo o vencedor feito uma média superior a 46 km/h. O holandês bateu ao sprint, na chegada que aconteceu na Avenida dos Bombeiros, o camisola amarela Manuel Cardoso, da Team Tavira, e o polaco Pawel Franczac, da Activejet Team.
 
Na geral individual, o “TGV do Norte”, como é carinhosamente apelidado Manuel Cardoso, mantém a liderança, agora com três segundos de avanço sobre Samuel Caldeira, da W52 – Quinta da Lixa, e com seis segundos de vantagem sobre o neozelandês James Oram, da norte-americana Team Axeon. Apesar dos percalços ocorridos na etapa, onde caiu duas vezes, o ciclista da Team Tavira aumentou a vantagem, embora em apenas um segundo, para o segundo classificado. 
 
A geral por equipas é comandada pela portuguesa Efapel, seguida da polaca Activejet Team e da holandesa Metec - TKH Continental Team, todas com o mesmo tempo.
 
No dia de amanhã, Sábado, corre-se a quarta etapa, que liga uma das mais antigas localidades do país, Aljustrel a Vila Nova de Santo André, em plena costa alentejana, numa tirada com a distância de 143,7 km. Haverá metas volantes na passagem pelo Cercal (55,5 km), em Santiago do Cacém (84,2 km) e em Grândola (111,5 km). O último prémio de montanha da 'Alentejana', de 3ª Categoria, acontece na Serra de Grândola (120,7 km). A partida será dada às 12.15 horas, na Avenida 1º de Maio, estando a chegada prevista para pouco antes das 16 horas, na Avenida de Sines.
 
FILME DA ETAPA
META VOLANTE VIANA DO ALENTEJO (26,8 km)
1º - 213 - Tijmen Eising (METEC - TKH CONTINENTAL TEAM)
2º - 2 - Samuel Caldeira (W52 - QUINTA DA LIXA)
3º - 145 - Ruben Guerreiro (TEAM AXEON)
 
META VOLANTE VIDIGUEIRA (56,9 km)
1º - 2 - Samuel Caldeira (W52-QUINTA DA LIXA)
2º - 213 - Tijmen Eising (METEC-TKH CONTINENTAL TEAM)
3º - 151 - Haavard Blika (TEAM COOP-OSTER HUS)
 
META VOLANTE ALJUSTREL (116,5 km)
1º - 162 - Michal Podlaski (ACTIVEJET TEAM)
2º - 198 - Mikel Bizkarra (MURIAS - TALDEA)
3º - 31 - Alejandro Marque (EFAPEL)
 
CHEGADA – MÉRTOLA (189,6 KM)
1º - Johim Ariesen (METEC – TKH CONTINENTAL TEAM)
2º - Manuel  Cardoso (TEAM TAVIRA)
3º - Pawel Franczac (ACTIVEJET TEAM)
 
E após a segunda etapa, que ligou Castelo de Vide a Mora, na distância de 152,5 quilómetros, eis que há novo líder na ‘Alentejana’. Manuel Cardoso, da Team Tavira, enverga a camisola amarela da 33ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, depois de ter vencido a tirada, que terminou no Terreiro da Misericórdia, em Mora. O atleta luso venceu ao sprint o compatriota Samuel Caldeira, da W52 – Quinta da Lixa, ficando em terceiro lugar o canadiano Ryan Anderson, da norte-americana Team Optum.
 
A geral individual é agora liderada por Manuel Cardoso, com o mesmo tempo de James Oram, vencedor da primeira tirada da ‘Alentejana’. O terceiro lugar do pódio pertence a Samuel Caldeira.
 
Por equipas lidera a polaca Activejet Team, com o mesmo tempo das portuguesas Rádio Popular/Boavista e Efapel.
 
A terceira etapa, a mais longa da 33ª Volta ao Alentejo em Bicicleta realiza-se amanhã, Sábado, e liga Portel a Mértola, numa tirada com 189,6 quilómetros.
 
FILME DA ETAPA
META VOLANTE NISA (25,5 km)
1º - 194 - Imanol Estevez (MURIAS-TALDEA)
2º - 157 - Frederik Galta (TEAM COOP-OSTER HUS)
3º - 125 - Nielson Powless (USA CYCLING)
 
META VOLANTE PONTE DE SÔR (77,3 km)
1º - 164 - Pawel Franczak (ACTIVEJET TEAM)
2º - 193 - Benat Txoperena Matxikote (MURIAS-TALDEA)
3º - 228 - Albert Torres (ECUADOR)
 
META VOLANTE AVIS (106,1 km)
1º - 21 - Pedro Paulinho (LA ALUMINIOS/ANTARTE)
2º - 02 - Samuel Caldeira (W52/QUINTA DA LIXA)
3º - 11 - César Fonte (RÁDIO POPULAR/BOAVISTA)
 
CHEGADA - MORA (152,5 km)
1º - Manuel Cardoso (TEAM TAVIRA)
2º - Samuel Caldeira (W52/QUINTA DA LIXA)
3º - Ryan Anderson (TEAM OPTUM)
 
Numa chegada ao sprint, o neozelandês James Oram, da equipa norte-americana Team Axeon, venceu na meta instalada na Rua Bartolomeu Álvares da Santa, em Castelo de Vide, a primeira etapa da 33ª Volta ao Alentejo e é o primeiro camisola amarela da “Alentejana”.
 
Na tirada, que ligou Portalegre a Castelo de Vide, numa distância de 143,7 quilómetros, Ruben Guerreiro, igualmente da Team Axeon, equipa liderada por Axel Mercxx, filho da antiga lenda do ciclismo Eddy Mercxx, ficou em segundo lugar, e o espanhol Delio Fernandez, da W52 - Quinta da Lixa, alcançou a terceira posição.
 
Alinharam à partida 179 corredores, em representação de 23 equipas, de oito países.
 
Amanhã, quinta-feira, corre-se a 2ª etapa, uma ligação entre Castelo de Vide e Mora, com a extensão de 152,5 quilómetros com partida às 12.15 horas e passagens por Nisa, Ponte de Sor e Avis, antes da chegada a Mora, prevista para as 15.50 horas.
 
FILME DA ETAPA
META VOLANTE CRATO (16.6 km)
1º - 158 - Oscar Landa (TEAM COOP - OSTER HUS)
2º - 222 - Jose Ragonessi (ECUADOR)
3º - 216 - Sjoerd Kouwenhoven (METEC - TKH CONTINENTAL TEAM)
 
META VOLANTE ALTER DO CHÃO (29.9 km)
1º - 158 - Oscar Landa (TEAM COOP - OSTER HUS)
2º - 216 - Sjoerd Kouwenhoven (METEC - TKH CONTINENTAL TEAM)
3º - 222 - Jose Ragonessi (ECUADOR)
 
META VOLANTE MONFORTE (57.2 km)
1º - 158 - Oscar Landa (TEAM COOP - OSTER HUS)
2º - 222 - Jose Ragonessi (ECUADOR)
3º - 216 - Sjoerd Kouwenhoven (METEC - TKH CONTINENTAL TEAM)
 
PRÉMIO DE MONTANHA – 2ª CATEGORIA (103.4 km)
1º - 221 - Bayron Guama (ECUADOR) 
2º - 12 - Frederico Figueiredo (RADIO POPULAR - BOAVISTA)
3º - 27 - SÉrgio Sousa (LA ALUMINIOS - ANTARTE)
4º - 93 - Hugo Nunes (MAIA - RIBEIRO`S BIKE SHOP)
 
PRÉMIO DE MONTANHA – 3ª CATEGORIA (124.3 km)
1º - 221 - Bayron Guama (ECUADOR)
2º - 12 - Frederico Figueiredo (RADIO POPULAR - BOAVISTA)
3º - 27 - Sérgio Sousa (LA ALUMINIOS - ANTARTE)
4º - 3 - Delio Fernandez (W52 - QUINTA DA LIXA)
 
CHEGADA – CASTELO DE VIDE (143,7 km)
1º - 143 – James Oram (TEAM AXEON)
2º - 145 – Ruben Guerreiro (TEAM AXEON)
3º - 3 – Delio Fernandez (W52 – QUINTA DA LIXA)
 

Mais Populares