domingo, 03 julho 2022

O estremocense André Soares revalidou, no dia de ontem, sexta-feira, 24 de Junho, o título de Campeão Nacional de Estrada - Contrarrelógio IndividualParaciclismo Categoria D.
 
O ciclista, natural de Estremoz, e que competiu em representação da equipa Mato-Cheirinhos / Vila Galé / Etopi, completou os 21,5 quilómetros da prova, em 30:26 segundos.
 
Os Campeonatos Nacionais de Estrada em ciclismo decorrem em Mogadouro, no distrito de Bragança, até ao dia de amanhã, domingo.
Modificado em sábado, 25 junho 2022 13:34

Organizado pelo Sporting Clube Arcoense (SCA), realiza-se no próximo fim-de-semana, dias 18 e 19 de Junho, a edição de 2022 da Arcoense Cup, competição que se irá disputar nos escalões de Iniciados, Benjamins, Petizes e Traquinas.
 
No dia 18 de Junho, sábado, disputa-se a Arcoense Cup no escalão de Iniciados, com a presença das equipas do SC Borbense, CF Estremoz, Calipolense e SC Arcoense.
 
Durante a manhã, a partir das 09:30 horas, vão pisar o relvado do Campo Artur Jorge, as equipas do SC Arcoense e do CF Estremoz, enquanto as formações do SC Borbense e do Calipolense jogam pelas 11 horas.
 
Durante a tarde, pelas 16 horas, disputa-se o jogo de apuramento do 3º e 4º lugar, e a final da Arcoense Cup 2022 no escalão de Iniciados acontecerá às 17:30 horas.
 
No domingo, será a vez dos escalões de Benjamins, Petizes e Traquinas, disputarem a Arcoense Cup.
 
No escalão de Benjamins, a Arcoense Cup conta com a presença das equipas do SC Arcoense, CF Estremoz, CCD Terena e SC Borbense. A primeira partida terá lugar às 09:30, e irá opor as equipas do SC Arcoense e do CCD Terena. Quando forem 11 horas, jogam as formações do CF Estremoz e do SC Borbense.
 
À semelhança do escalão de Iniciados, os jogos da tarde são os jogos das decisões, com o jogo de apuramento do 3º e 4º lugar a ter lugar às 16 horas, e a final da Arcoense Cup 2022 no escalão de Benjamins a realizar-se às 17:30 horas.
 
Os denominados Joga à Bola na Arcoense Cup, disputam-se nos escalões de Petizes e Traquinas, e vão contar com a presença das equipas do SC Arcoense, CF Estremoz, SC Borbense (A e B) e CCD Terena, no escalão de Petizes, e SC Arcoense, CF Estremoz, SC Borbense, Calipolense e CCD Terena, no escalão de Traquinas. À semelhança do que acontece com os outro escalões do torneio, os jogos começam a disputar-se às 09:30 horas.
 
A Arcoense Cup 2022 conta com o apoio logístico da Câmara Municipal de Estremoz e da Junta de Freguesia de Arcos.
 
 
 
Modificado em sexta, 17 junho 2022 02:26

Numa organização conjunta entre o Clube de Pesca de Veiros e a Espingardaria Lúcio, realiza-se no próximo dia 19 de Junho, na Barragem de Veiros, no concelho de Estremoz, um Convívio de Pesca.
 
As inscrições para este convívio decorrem até ao dia 17 de Junho, sendo que as mesmas podem ser efectuadas na loja de Estremoz da Espingardaria Lúcio, sita na Zona Industrial, junto ao Intermarché, ou através do telemóvel 966 180 085 ou ainda pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.. Cada inscrição tem o custo de 15 euros (sem almoço) ou 25 euros (com almoço).
 
O convívio tem concentração marcada para as 07 horas, estando o seu inicio previsto para as 08 horas e o seu término acontecerá às 12 horas. Pelas 13 horas está agendado o almoço, que se realizará no Clube de Pesca de Veiros, estando a entrega de prémios marcada para as 15:30 horas.
 
Segundo a organização, será entregue material de pesca diverso a todos os participantes. O 1º classificado receberá uma Cana de Pesca Shimano e um Troféu, sendo que o 2º classificado irá receber um Carreto Okuma e um Troféu. O último lugar do pódio terá direito a uma Manga Flutuante e um Troféu. O 4º classificado irá receber uma Cana de Pesca LE Essence e o 5º classificado ganha um Hoodie Shimano. Os restantes lugares receberão material de pesca.
 
 
 
 
 
 
 
 
Modificado em terça, 14 junho 2022 23:50

No passado sábado, dia 11 de Junho, o CF Estremoz/Estremozcarnes deslocou-se até à cidade espanhola de Badajoz, para participar no XL Meeting Internacional “Ciudad de Badajoz”.
 
Na primeira prova da época disputada em piscina longa, em absolutos, a equipa do CF Estremoz, constituída por Carolina Fonseca, Madalena Pucarinhas, Catarina Fernandes e Miguel Rato, teve uma participação bastante positiva, com a obtenção de recordes pessoais em todas as provas e ainda um recorde do clube, tendo esta proeza sido alcançada na categoria Juvenil A, na prova de 200 metros bruços, pela nadadora Carolina Fonseca.
 
A mesma atleta ficou a apenas um lugar de alcançar a Final B nos 200 metros bruços e a dois lugares da Final B na prova de 50 metros bruços. Miguel Rato nadou os 100 metros livres abaixo do tempo mínimo para o Nacional de Infantis, bastando agora fazer mínimo nos 200 metros estilos ou nos 400 metros livres, para obter o passaporte de participação nesse Campeonato Nacional.
 
O Meeting Internacional de Badajoz teve a participação de 298 atletas, em representação de 20 clubes de Espanha e Portugal.
 
 
 
 
 
 
Modificado em terça, 14 junho 2022 00:38

A equipa de hóquei em patins Masters +35 do Clube Futebol de Estremoz alcançou um histórico e honroso terceiro lugar na Final 8 de apuramento do Campeão Nacional, competição que se realizou em Santa Cita, no concelho de Tomar, nos passados dias 10 e 11 de Junho.
 
A equipa encarnada ficou integrada no grupo A, com as equipas do SC Leiria e Marrazes, do CRPF Lavra e do SL Benfica.
 
Os “veteranos” do CF Estremoz venceram o primeiro encontro, diante do SC Leiria e Marrazes, por 3-1, com os golos estremocenses a serem obtidos por Jorge Balbino e Flávio Silva (2). Na segunda jornada da prova, o conjunto encarnado e negro empatou a duas bolas com o CRPF Lavra, de Matosinhos, tendo os tentos do CFE sido marcados por João Mata e Jorge Balbino. Na terceira e última ronda, os atletas estremocenses defrontaram o SL Benfica, tendo perdido por 6-1, com o golo estremocense a ser apontado por Rui Mata.
 
Com uma vitória, um empate e uma derrota, o CF Estremoz alcançou quatro pontos, tendo-se classificado em segundo lugar de um grupo que foi vencido pelo SL Benfica, que alcançou o pleno de vitórias: 3 jogos, 3 vitórias, 9 pontos.
 
Com este segundo lugar no grupo A, os “veteranos” do CF Estremoz ganharam o direito a disputar o encontro para atribuição do 3º e 4º lugar da Final 8, diante o 2º classificado do grupo B, a equipa do SC Torres.
 
No último jogo dos encarnados e negros nesta competição, o CF Estremoz venceu o SC Torres por 3-2, com os golos estremocenses a serem apontados por João Mata, Rui Mata e Jorge Balbino, alcançando assim o terceiro lugar na prova, obtendo a medalha de bronze e o título de terceira melhor equipa nacional no escalão Masters +35.
 
O Campeão Nacional Masters +35 de hóquei em patins foi desvendado após a final que se realizou entre o SL Benfica, vencedor do grupo A, e o OC Barcelos, vencedor do grupo B. O conjunto encarnado, que jogou com os outrora Campeões do Mundo Filipe Gaidão, Vítor Fortunato, Ricardo Pereira ou Luís Ferreira, venceu a competição depois de bater a formação do Minho, por 2-1.
 
Os atletas que representaram o CF Estremoz nesta Final 8 foram: Dinis Pacheco, Leonardo Oliveira, Luís Mendeiros, Joaquim Serra, João Mata, Rui Mata, Jorge Balbino, Flávio Silva, António Compõete e Ricardo Nascimento. António Batista, que se encontra lesionado, e Jorge Pereira, que não se encontrava inscrito, também marcaram presença no Pavilhão do ACR Santa Cita. A falta de inscrição, as lesões ou as actividades profissionais diversas impossibilitaram ainda que Vasco Quadrado, Pedro Pimenta, Luís SádioNuno Sardo, Joaquim Martins e André Lopes, outros elementos do plantel estremocense Masters +35, marcassem presença na Final 8 do Campeonato Nacional de Masters. António Pacheco vestiu a "pele" de Seccionista e Delegado dos Masters do CF Estremoz ao longo da época 2021/2022.    
 
Joaquim Serra, o atleta mais velho em prova (67 anos) e um dos grandes impulsionadores do escalão Masters +35 no CF Estremoz, foi quem levantou o troféu entregue ao clube estremocense.
 
Este desempenho veio coroar uma época em que a equipa encarnada e negra já tinha chegado às meias-finais da Taça de Portugal, depois de eliminar o HC Vasco da Gama, a AA Espinho e o Famalicense, tendo perdido nessa fase da competição pelo SC Leiria e Marrazes, equipa que viria a derrotar na Final 8.
Modificado em segunda, 13 junho 2022 15:46

O atleta surdolímpico André Soares, que recentemente conquistou uma Medalha de Ouro e uma Medalha de Bronze, na modalidade de Ciclismo, nos Jogos Surdolímpicos, que se realizaram em Caxias do Sul, no Brasil, bem como a equipa sénior de futebol do Sporting Clube Arcoense, que se sagrou Campeã Distrital ao conquistar a Liga da Associação de Futebol de Évora (AF Évora), assim como a equipa júnior de futebol do Clube Futebol de Estremoz, que no passado fim-de-semana conquistou o Campeonato Distrital de Juniores da AF Évora, irão ser recebidos pelo Executivo Municipal da Câmara Municipal de Estremoz.
 
A informação foi avançada pelo Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, José Daniel Sádio, durante a reunião do Executivo Municipal, que se realizou no dia de hoje, 18 de Maio.
 
Durante a sua intervenção, o edil estremocense frisou que “é um dever nosso reconhecer o mérito desportivo de excelência que todos alcançaram”.
 
A cerimónia, que terá lugar no próximo dia 27 de Maio, sexta-feira, pelas 18 horas, irá acontecer no renovado Salão Nobre dos Paços do Concelho.
 
Durante esta reunião de Câmara foram ainda aprovados, por unanimidade, três Votos de Louvor, um ao atleta surdolímpico André Soares, outro ao Clube de Futebol de Estremoz e um outro ao Sporting Clube Arcoense, pela excelência dos resultados obtidos de âmbito desportivo.
 
 
 
Modificado em quarta, 18 maio 2022 17:36

26 anos depois, o Clube Futebol de Estremoz volta a conquistar um título distrital de futebol. Depois da “fornada” de jogadores da época 1995/96, onde se incluíam nomes como Fábio Silva, David Lopes, Hugo Gonçalves, Pedro André, Mauro Pardal, Pedro Ramalho, Telmo Prates, Rui Garcia, entre outros, terem conquistado o Campeonato Distrital de Iniciados da Associação de Futebol de Évora (AFE) dessa já longínqua temporada, os “miúdos” do CF Estremoz voltaram a sagrar-se campeões.
 
Na tarde do passado sábado, 14 de Maio, no Campo João Figueiredo, em Vila Viçosa, e após um empate a duas bolas diante da formação do Calipolense, a equipa de Juniores do CF Estremoz sagrou-se Campeã Distrital da categoria.
 
À partida para a derradeira jornada, a número 22, o Calipolense e o CF Estremoz seguiam na liderança da competição, com o mesmo número de pontos, o que fazia do jogo de encerramento do campeonato, uma autêntica final. A vantagem entre os dois conjuntos sorria aos jovens equipados de vermelho e negro, dada a maior diferença entre golos marcados e sofridos (+30 para o CFE).
 
O Calipolense adiantou-se no marcador por Tiago Ferreira, aos 23 minutos. Pelo meio, dois golos estremocenses, apontados por João Machado, aos 50 minutos, e por Tiago Gualdino, aos 58 minutos. Um auto-golo de Hugo Frade, aos 66 minutos, fechou as contas do encontro.
 
O resultado de 2-2 que se verificou no final da contenda fez com que a equipa de Estremoz se sagrasse Campeã Distrital de Juniores – Época 2021/2022, e consequentemente garantisse o apuramento para o Campeonato Nacional de Juniores.
 
O CF Estremoz terminou a competição sem qualquer derrota (à semelhança do Calipolense), sendo a equipa mais concretizadora, 85 golos marcados, e a melhor defesa da prova, com apenas 19 golos sofridos.
 
Após o apito final, em pleno relvado do Campo João Figueiredo, e juntando adeptos, sócios, simpatizantes, familiares e atletas, a festa foi vermelha e negra.
 
António Pereira, Presidente da Associação de Futebol de Évora, entregou o troféu de campeão ao Presidente da Câmara Municipal de Estremoz, José Daniel Sádio, que a levantou em conjunto com o capitão dos Juniores do CFE, Tiago Gualdino.
 
CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES DA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE ÉVORA
ÉPOCA 2021/2022
OS CAMPEÕES
 
Equipa Técnica 
Hélder Aldeagas, Jorge Fonseca, Nuno Coelho e Bernardo Candeias
 
Jogadores
Guilherme Lemos, Luís Vieira, Miguel Rodrigues, Afonso Rosado, Hugo Frade, Bruno Marques, José Catita, Tiago Gonçalves, Dinis Gualdino, Tiago Gualdino, Simão Pereira, César Lopes, Ricardo Cavaco, João Machado, Kwanm Brito, João Serra, Rodrigo, Carlos Coelho e Miguel Lopes.
 
 
 
 
 
 
Modificado em segunda, 16 maio 2022 12:53

O ciclista estremocense André Soares conquistou na manhã do dia de ontem, 8 de Maio, a Medalha de Ouro na prova por pontos, na modalidade de ciclismo, nos Jogos Surdolímpicos, que se disputam em Caxias do Sul, no Brasil.
 
Na prova que se realizou junto ao Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, em Farroupilha, o jovem ciclista português totalizou 63 pontos, assegurando o primeiro lugar da competição ao bater o segundo classificado, o francês Steeve Touboul, com uma vantagem de 19 pontos.
 
Tendo como pano de fundo o Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, André Soares falou aos jornalistas, tendo referido que esta “foi uma corrida muito difícil, com uma boa táctica da nossa parte, com um ataque logo nas primeiras voltas, fazendo metade da corrida isolado na frente e pontuando bem em todas as voltas”.
 
O ciclista salientou sair “super satisfeito” da sua primeira participação nos Jogos Surdolímpicos, acrescentando que “com o ouro é super”.
 
Visivelmente emocionado, André Soares salientou que “nunca esperei, a gente tem sempre que acreditar e a esperança é a ultima a morrer. E fico contente por finalmente conseguir o ouro. É muito importante para mim”.
 
O atleta de 23 anos dedicou a conquista da Medalha de Ouro “ao meu treinador José Marques, ao João Marques, o meu companheiro de equipa, por toda a ajuda, todo o apoio, sempre fundamental, sempre na frente comigo, sempre prestável, sempre integrado no grupo. Foi incrível e não tenho palavras”.
 
E acho que o último agradecimento vai para os meus pais, para casa e para Portugal, claro”, concluiu.
 
Nos Jogos Surdolímpicos que se realizam até ao próximo dia 15 de Maio, em Caxias do Sul, no Brasil, esta foi a quarta competição em que André Soares participou e a segunda medalha que conquistou.
 
No passado dia 2 de Maio, segunda-feira, o jovem ciclista estremocense classificou-se em 10º lugar, na prova de sprint, e alcançou a Medalha de Bronze, dois dias depois, no dia 4 de Maio, quarta-feira, na prova de contra-relógio. No dia 7 de Maio, e na prova de fundo, o atleta português obteve um Diploma Surdolímpico ao classificar-se na quinta posição.
Modificado em segunda, 09 maio 2022 11:14

O estremocense André Soares conquistou o quinto lugar, e consequente diploma surdolímpico, na prova de fundo, na modalidade de ciclismo nos Jogos Surdolímpicos, que se realizam em Caxias do Sul, no Brasil.
 
Na prova decorrida junto ao Santuário do Caravaggio, em Farroupilha, e que terminou com uma chegada ao sprint, o ciclista de 23 anos concluiu o percurso de 107 quilómetros em 2:59:23 horas, a apenas um segundo do vencedor, o francês Steeve Touboula.
 
Aos jornalistas presentes no final dos 107 quilómetros, André Soares referiu que esta prova teve “um percurso muito duro, com umas subidas bem duras e muito atacadas desde início”.
 
O jovem ciclista frisou ter estado bem nos “primeiros 35 quilómetros, sempre na frente” e “sempre atento aos ataques que podiam surgir”.
 
O estremocense acrescentou ter feito “uma boa gestão do esforço no resto da prova” com “uma boa alimentação e hidratação”.
 
Sobre a parte final da competição, o atleta nacional referiu já conhecer “bem esta parte”, e que como “havia uma fuga”, tentou apanhar a mesma, o que conseguiu.
 
André Soares salientou que “no último quilómetro não consegui ter mais pernas para manter a diferença, e cheguei no primeiro grupo”.
 
Numa espécie de balanço final da prova, o ciclista de 23 referiu estar “completamente satisfeito e contente com a minha prestação”, asseverando ainda que “qualquer lugar que faça para mim é muito bom”.
 
Em 2019 perdeu a audição mas nunca deixou de praticar a sua modalidade de eleição, tendo passado a ser atleta de alto rendimento no ano de 2021, como atleta surdo, tendo-se focado por completo na prática do ciclismo. De salientar que o André trabalha numa empresa estremocense ligada ao ramo automóvel e que os seus treinos acontecem depois da sua "jornada de trabalho".
 
Em 2021 conquistou o Campeonato Nacional de Contra-Relógio e de Crono Escalada, e mais recentemente, já em 2022, conquistou o Campeonato Nacional de Pista.
 
Nesta sua primeira participação internacional em representação de Portugal, André Soares, de 23 anos, prometeu “fazer o melhor”, afirmando antes da partida para terras de Vera Cruz, ter “treinado bem” e “desenvolvido bem a condição física”, esperando estar ao seu “melhor nível para representar Portugal e conseguir chegar a um bom resultado”.
 
José Marques, treinador do ciclista estremocense, reconhece que o André “é um jovem com muitas qualidades”, sendo que “a maior é a humildade” e também “a vontade”.
 
No vídeo de apresentação do ciclista estremocense, publicado na página “Paralímpicos”, na rede social Facebook, o “Mister” salientou que “havendo humildade e havendo vontade, os resultados vão aparecer”.
 
Sobre as características desportivas do agora Medalhado de Bronze, José Marques frisou que é um atleta “que se defende bem no contra-relógio, e dentro do pelotão também, conseguindo estar com os melhores nas provas planas e em linha”.
 
Nos Jogos Surdolímpicos que se realizam até ao próximo dia 15 de Maio, em Caxias do Sul, no Brasil, esta foi a terceira competição em que André Soares participou.
 
No passado dia 2 de Maio, segunda-feira, o jovem ciclista estremocense classificou-se em 10º lugar, na prova de sprint, e alcançou a Medalha de Bronze, dois dias depois, no dia 4 de Maio, quarta-feira, na prova de contra-relógio.
 
André Soares vai ainda competir na prova corrida por pontos.
Modificado em domingo, 08 maio 2022 12:43

PUB