Imprimir esta página
quinta, 09 janeiro 2020 08:43

Light Music Orchestra esgotou Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz

Escrito por
Concerto de Ano Novo foi dirigido pelo Maestro estremocense Artur Rouquina Concerto de Ano Novo foi dirigido pelo Maestro estremocense Artur Rouquina DR
Foi de pé, e batendo palmas com um largo sorriso no rosto, que o público que esgotou no passado sábado, 4 de Janeiro, a lotação do Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz, agradeceu a brilhante actuação da Light Music Orchestra, superiormente dirigida pelo Maestro estremocense Artur Rouquina.
 
Este Concerto de Ano Novo, organizado pelo Município de Estremoz, e com que se iniciou a programação cultural do ano de 2020 na mais emblemática sala de espetáculos da cidade estremocense, contou com a participação das duas bandas filarmónicas da cidade, a Sociedade Filarmónica Artística Estremocense "União", onde o Maestro Rouquina foi aluno e Maestro, e a Sociedade Filarmónica Luzitana. Esta colaboração “a três” aconteceu na interpretação do tema “The Liberty Bell”, de John Philip, tendo as bandas da cidade surpreendido o público, irrompendo pela plateia e 1º balcão, e actuado bem junto a quem assistia a este concerto.
 
Algumas alunas da classe de dança da Academia Sénior de Estremoz também fizeram parte deste concerto, vestindo-se a rigor e dançando ao som da Light Music Orchestra.
 
Um concerto memorável dado em Estremoz pela Light Music Orchestra, um conjunto que surgiu com o objetivo de aproximar as populações da orquestra enquanto agrupamento musical, desmitificando o facto de esta formação ser única e exclusivamente associada à música erudita, dita “clássica”, e a toda a sua formalidade envolvente.
 
Nesse sentido, a Light Music Orchestra tenta diminuir o preconceito existente em torno de um género musical, mas também apresentar a orquestra noutros contextos.
 
Constituída por cerca de 30 músicos (cordas, sopros, percussão e cantores), a orquestra interpretou, para além de algumas das obras de referência da música “clássica” de compositores como Bizet, Puccini, Strauss ou Verdi, também outros estilos musicais de diversos compositores.
 
Para a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Estremoz, Márcia Oliveira, este “Concerto de Ano Novo foi digno da cidade e da sala onde se realizou”. Acrescentou ainda sentir-se “orgulhosa por iniciar o ano cultural com um concerto deste nível, extraordinário, com músicas conhecidas e onde o Artur conseguiu reunir as duas bandas da cidade, para além da Academia Sénior de Estremoz, num espectáculo que teve casa cheia e com uma grande proximidade entre quem estava a assistir e os artistas”.
 

Modificado em quinta, 09 janeiro 2020 09:27

Itens relacionados