sábado, 26 maio 2018
Os tenores Carlos Guilherme e Jorge Baptista da Silva, a fadista Luísa Basto e a jovem voz do fado Luís Caeiro, encabeçam um vasto elenco de cantores e bailarinos, que irão subir ao palco do Teatro Bernardim Ribeiro, no próximo Sábado, dia 29 de Outubro, a partir das 21.30 horas, no espectáculo “Memórias do Cinema Português”.
 
O cinema português tem um alargado percurso no tempo. Desde o seu aparecimento em Portugal, nos anos 20, que nunca mais se deixou de fazer cinema.
 
“Memórias do Cinema Português” é um espectáculo onde se apresentam as mais belas melodias que marcaram a história do cinema em Portugal, enaltecendo também alguns dos seus maiores intérpretes e actores, desde 1920 a 2015.
 
“Memórias do Cinema Português” é uma ideia original de Diogo Novo, que assina também a encenação, que conta com coreografia de Maria Luísa Carles, e que pretende ser um reviver de gratas memórias através de melodias imortais.
 
Este espectáculo, que faz parte integrante da iniciativa da Câmara Municipal de Estremoz, “Mês da Música - Outubro 2016”, pretende ser uma homenagem a Portugal, às suas tradições, às suas personalidades e às vozes que lhes deram vida.
 
“Memórias do Cinema Português” é uma produção Plateias d'Arte, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, sendo o preço dos bilhetes de 12,5€, na plateia e no 1º balcão, e de 10€ nas frisas e nos camarotes.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.

"Viver Variações" no Teatro Bernardim Ribeiro

Escrito por sexta, 21 outubro 2016 11:11
De há alguns anos a esta parte que Estremoz dedica grande parte da sua programação cultural, durante o mês de Outubro, à música, realizando a iniciativa “Mês da Música”.
 
Sendo o malogrado António Variações um dos grandes nomes da música portuguesa, e no ano em que se assinalam 32 anos desde a sua morte, a Câmara Municipal de Estremoz não podia perder a oportunidade de incluir na programação do “Mês da Música”, um espectáculo sobre a vida e obra de António Variações. “Viver Variações - A História da Minha Vida” é uma peça de teatro sobre a vida de António Variações, que sobe ao palco do Teatro Bernardim Ribeiro, no próximo sábado, dia 22 de Outubro, pelas 21h30.
 
"As pessoas aproximam-se dele como se António Variações irradiasse luz ou íman”. Este espectáculo retrata bem essa ideia, ficciona uma noite de bastidores no camarim de Variações. Poderia ser uma noite como tantas outras, como em tantos espectáculos, mas esta retrata a noite em que dá o seu derradeiro e último espectáculo.
 
Um espectáculo intimista, em que Variações recorda a sua vida, as suas vivências e angústias. Sabe que está doente... 
 
António Variações foi certamente uma figura ímpar da música dos anos oitenta em Portugal e, passados trinta e dois anos do seu desaparecimento, Portugal mostra que não o esqueceu.
 
Pretende-se com este espectáculo homenagear a sua carreira, e a sua história.
 
A história de um minhoto, que queria ser cantor, nada mais que isso. Viveu dos cabelos para as canções e conseguiu deixar a sua marca na história da música.
 
Dizem que VARIAÇÕES morreu em 1984, dizem…
 
“Viver Variações - A História da Minha Vida” é uma produção de Ricardo Mesquita de Oliveira, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, sendo o preço dos bilhetes de 6,5€, na plateia e no 1º balcão, e de 5€ nas frisas e nos camarotes.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, devem os interessados contatar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
 
c/ Município de Estremoz

Igreja de São Francisco recebe Encontro de Coros

Escrito por terça, 18 outubro 2016 23:23
O Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, dirigido pelo Maestro João Luís Nabo, organiza mais um ano o seu já tradicional encontro de coros.
 
No próximo Sábado, dia 22 de Outubro, a partir das 19 horas, a Igreja de São Francisco recebe o 26º Encontro de Coros do Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, inserido nas comemorações do 86º aniversário do orfeão estremocense.
 
Para além da actuação do Orfeão de Estremoz, este  encontro de coros conta com a participação do Coral Polifónico de Ponte de Sôr, dirigido pelo Maestro Tiago Alexandre Vitória Rodrigues.
 
Esta actividade, que faz parte integrante da iniciativa levada a cabo pela autarquia de Estremoz, “Més da Música – Outubro 2016”, é uma organização do Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, da União das Freguesias de Estremoz (Santa Maria e Santo André), da Paróquia de Santo André, e de diversas empresas do concelho.
A Secretaria Regional da Europa do Sul e Mediterrâneo da Organização das Cidades Património Mundial (OCPM) organiza concurso de fotografia dirigido a jovens entre os 10 e os 16 anos.
 
A quarta edição do concurso é dedicada ao tema “Património e Comunidade” com o qual se pretende mostrar a percepção dos jovens sobre o envolvimento da comunidade local na conservação e gestão do património.
 
O concurso é aberto aos jovens residentes e/ou visitantes das cidades património mundial e organizado em duas categorias consoante a idade dos participantes. Cada concorrente pode participar com um máximo de duas fotografias, a cores ou a preto e branco, inéditas e de sua autoria.
 
As fotografias a concurso serão avaliadas por um Comité Avaliador, formado por representantes da Secretaria Regional da OCPM e da Comissão de Educação e Cultura da Secretaria Regional, com base em parâmetros de originalidade, técnica e da relação da comunidade local com o património.
 
Os interessados em participar no concurso devem efectuar o seu registo no site da OCPM até ao dia 18 de Novembro.
 
Entre os vários países a concurso, Portugal integra a lista através das cidades de Elvas, Évora, Angra do Heroísmo, Guimarães, Porto e Sintra.
 

Estremoz - Há fados no Teatro Bernardim Ribeiro

Escrito por quarta, 05 outubro 2016 14:04
No próximo dia 8 de Outubro, Sábado, pelas 21.30 horas, o fado regressa ao Teatro Bernardim Ribeiro. Integrado na iniciativa organizada pela autarquia de Estremoz, “Mês da Música”, a mais emblemática sala de espectáculos estremocense recebe um concerto da fadista Sandra Correia.
 
A primeira vez que ouvimos Sandra Correia, ficamos “incomodados”. Não sabemos bem o que estamos a sentir, que força é aquela que nos leva às lágrimas, que nos toca tão fundo. Apenas sabemos que o queremos voltar a sentir.
 
O seu timbre é uma espécie de melopeia vocal agridoce, onde cada melisma se encaixa na perfeição em cada palavra cantada, traduzindo as intenções do poeta. A melismática serve a palavra, respeita a pauta do compositor, porém a voz segue um caminho seu. Estamos perante uma intérprete! Uma fadista plena de recursos e com o talento particular, daquilo a que Marceneiro apelidava de “estilizar”. Ouvi-la num Fado Cravo, ou na matriz do próprio fado, o Fado Menor, é a confirmação inequívoca: Sandra Correia não é apenas mais uma fadista no panorama artístico português, mas sim alguém a quem o fado se apegou para garantir a sua continuidade enquanto “estilo”.
 
Com Sandra Correia, o fado ganha verdade, até porque a sua voz, sendo nova, tem um sabor antigo, uma alma especial pouco vulgar nos tempos de hoje. Com um toque natural de grande classe, a Sandra é a personificação perfeita do Fado.
 
Esta iniciativa é uma produção da ME!, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, sendo o preço dos bilhetes de 5 euros.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes, devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
 
 

Hugo Rosa é 'Muito Mais' do que o gajo dos cartazes

Escrito por segunda, 03 outubro 2016 10:12
É já na próxima terça-feira, dia 4 de Outubro, véspera de feriado, que irá decorrer no Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz, a partir das 21.30 horas, “Muito Mais”, o espectáculo de Stand-up Comedy de e com Hugo Rosa.
 
Hugo Rosa é “Muito Mais” do que o gajo dos cartazes. A caminho dos sete anos de carreira apresenta um espectáculo de stand-up comedy que cobre temas tão variados como a sua passagem pelo “Got Talent Portugal”, os direitos dos homens e… o seu gato.
 
Esta iniciativa é uma organização do Agrupamento 736 de Estremoz do Corpo Nacional de Escutas, e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, sendo o preço de entrada de 3 euros, revertendo na sua totalidade a favor dos escuteiros estremocenses.
 
Para mais informações e reservas de bilhetes, devem os interessados contactar o 964838751, entre as 18 e as 22 horas, ou o e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .
 

Ópera "Jardins do Passado" sobe ao palco em Arcos

Escrito por quinta, 29 setembro 2016 11:19
Será em pleno Dia Internacional da Música, 1 de Outubro, Sábado, a partir das 21.30 horas, que o Salão da Junta de Freguesia de Arcos vai receber a Ópera “Jardins do Passado”, um monodrama musical, criado pela Contemporaneus em 2015, concebido a partir da poesia lírica de Fernando Pessoa e da música de Brahms, Schubert e Fauré, entre outros.
 
“Aquilo que a gente lembra
Sem o querer lembrar,
E inerte se desmembra
Como um fumo no ar,
É a música que a alma tem,
É o perfume que vem,
Vago, inútil, trazido
Por uma brisa de agrado,
Do fundo do que é esquecido,
Dos jardins do passado” […]
Fernando Pessoa, poesia lírica
 
A Contemporaneus, Associação para a Promoção da Arte Contemporânea, leva a palco uma história que não é teatro, não é ópera; não é um concerto, mas antes o desconcerto de uma personagem à deriva. A palavra e a música interagem e são os recursos que, através da dramatização, fomentam a expressão da condição humana. Sem que exista uma narrativa, no sentido estrito, o encadeamento do espectáculo deriva da similitude/disparidade de contextos, envolvências e emoções, geradas por um conjunto de memórias.
 
“Jardins do Passado” são estados de alma, reminiscências de vivências, sentimentos, intenções, desejos e sonhos, trazidos por via da introspeção e melancolia; devaneios que se vão revelando através de cantos e canções, como quem reencontra a sua colecção de vinis num baú de uma arrecadação, cuja chave estava há muito perdida.
 
A Contemporaneus, tem o prazer de convidar toda a população a assistir a este espectáculo, que conta ainda com o espaço ‘Alentejo de Honra’ onde pode desfrutar de um cálice de vinho do produtor Tiago Cabaço e conversar com os artistas, Margarida Marreiros (soprano), Vera Batista (piano), Francisco Serôdio (trompete) e com a encenadora Neusa Dias.
 
Esta iniciativa é uma produção da Contemporaneus, com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz e da Junta de Freguesia de Arcos, sendo a sua entrada gratuita.

União comemora 145 anos de vida

Escrito por terça, 27 setembro 2016 19:44
No próximo Sábado, dia 1 de Outubro, Dia Internacional da Música, têm lugar em Estremoz, as comemorações do 145º aniversário da Sociedade Filarmónica Artística estremocense - União.
 
Pelas 16 horas, e já na presença da banda convidada para soprar as 145 velas do bolo de aniversário, a algarvia Banda Musical de Tavira, realiza-se uma arruada pelas principais artérias da cidade branca do Alentejo.
 
Às 17.30 horas, na sede da União, sita no Largo da República, decorre uma Sessão Solene evocativa da festividade.
 
Quando forem 21.30 horas, no Pelourinho, terá lugar um concerto pelas duas bandas.
 
Esta é uma organização da Sociedade Filarmónica Artística estremocense - União, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz e da União das Freguesias de Estremoz - Santa Maria e Santo André.
 

Em Estremoz, Outubro é Mês da Música

Escrito por segunda, 26 setembro 2016 18:39
À semelhança do que vem acontecendo de há alguns anos a esta parte, o Município de Estremoz dedica, em Outubro, parte da sua programação cultural, à música.
 
Do programa do “Outubro - Mês da Música” fazem parte um espectáculo de ópera, uma noite onde o fado vai marcar presença, um encontro de coros, uma peça de teatro que revisita a vida e obra de um dos maiores nomes de sempre da música portuguesa e um espectáculo onde serão recordadas as grandes músicas do cinema português.
 
01 de Outubro - 21.30 horas - ÓPERA "JARDINS DO PASSADO" - Contemporaneus - Salão da Junta de Freguesia - Arcos
“Jardins do Passado” é um monodrama musical concebido a partir da poesia lírica de Fernando Pessoa e da música de Brahms, Schubert e Fauré.
Não é teatro, não é ópera, não é um concerto, mas antes o desconcerto de uma personagem à deriva. A palavra e a música interagem e são os recursos que, através da dramatização, fomentam a expressão da condição humana. “Jardins do Passado” são estados de alma, reminiscências de vivências, sentimentos, intenções, desejos e sonhos, trazidos por via da introspecção e melancolia; devaneios que se vão revelando através de cantos e canções, como quem reencontra a sua coleção de vinis num baú de uma arrecadação, cuja chave estava há muito perdida.
 
08 de Outubro - 21.30 horas - ESPECTÁCULO DE FADO - Sandra Correia - Teatro Bernardim Ribeiro
A primeira vez que ouvimos a Sandra Correia, ficamos “incomodados”. Não sabemos bem o que estamos a sentir, que força é aquela que nos leva às lágrimas, que nos toca tão fundo. Apenas sabemos que o queremos voltar a sentir.
Estamos perante uma intérprete! Uma fadista plena de recursos e com o talento particular, daquilo a que Marceneiro apelidava de “estilizar”. Ouvi-la num Fado Cravo, ou na matriz do próprio Fado, o Fado Menor, é a confirmação inequívoca: Sandra Correia não é apenas mais uma fadista no panorama artístico português, mas sim alguém a quem o Fado se apegou para garantir a sua continuidade enquanto “estilo”.
Em Sandra Correia, o Fado ganha Verdade, até porque a sua voz, sendo nova, tem um sabor antigo, uma alma especial pouco vulgar nos tempos de hoje. Com um toque natural de grande classe, a Sandra é a personificação perfeita do Fado.
 
22 de Outubro - 19 horas - ENCONTRO DE COROS - Orfeão de Estremoz Tomaz Alcaide - Igreja de São Francisco
O Orfeão de Estremoz, dirigido pelo Maestro João Luís Nabo, organiza mais um ano o seu já tradicional encontro de coros, que desta vez conta com a participação, para além do Orfeão estremocense, do Coro Polifónico da Ponte de Sor.
 
22 de Outubro - 21.30 horas - VIVER VARIAÇÕES - A HISTÓRIA DA MINHA VIDA - Ricardo Mesquita e Bruno Rossi - Teatro Bernardim Ribeiro
"As pessoas aproximam-se dele como se António Variações irradiasse luz ou íman”. Este espectáculo retrata bem essa ideia, ficciona uma noite de bastidores no camarim de Variações. Poderia ser uma noite como tantas outras, como em tantos espectáculos, mas esta retrata a noite em que dá o seu derradeiro e último espetáculo.
Um espetáculo intimista, em que Variações recorda a sua vida, as suas vivências e angústias. Sabe que está doente... António Variações foi certamente uma figura ímpar da música dos anos oitenta em Portugal e, passados trinta e dois anos do seu desaparecimento, Portugal mostra que não o esqueceu.
Pretende-se com este espectáculo homenagear a sua carreira, e a sua história.
A história de um minhoto, que queria ser cantor, nada mais que isso. Viveu dos cabelos para as canções e conseguiu deixar a sua marca na história da música.
Dizem que Variações morreu em 1984, dizem…
 
29 de Outubro - 21.30 horas - MEMÓRIAS DO CINEMA PORTUGUÊS - Carlos Guilherme e Luísa Basto - Teatro Bernardim Ribeiro
O cinema português tem um alargado percurso no tempo. Desde o seu aparecimento em Portugal, nos anos 20, nunca mais se deixou de fazer cinema. 
“Memórias do Cinema Português” é um espectáculo onde se apresentam as mais belas melodias que marcaram a história do cinema em Portugal, enaltecendo também alguns dos seus maiores intérpretes e actores, desde 1920 a 2015. 
“Memórias do Cinema Português” conta ainda com um vasto elenco de cantores e bailarinos, que recordam também algumas destas "melodias de sempre", encabeçado pelo grande tenor Carlos Guilherme e a magnífica fadista Luísa Basto.
“Memórias do Cinema Português” pretende ser um reviver de gratas memórias através de melodias imortais. Uma homenagem a Portugal, às suas tradições, às suas personalidades e às vozes que lhes deram vida. “Memórias do Cinema Português” é um espectáculo que revisita o passado, mas com um olhar sobre o futuro.
 
Para mais informações e reserva de bilhetes para os vários espectáculos do "Outubro - Mês da Música", devem os interessados contactar o Teatro Bernardim Ribeiro, através do telefone 268339222, os Serviços Culturais da Câmara Municipal de Estremoz, pelo 268339216 ou pelo mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou ainda o Posto de Turismo, através do 268339227.
 

Mais Populares